Fernando Machado

Blog

No mundo das artes

Tudo leva a crer que a Fundação Bienal de São Paulo, criada pelo industrial Ciccilo Matarazzo, há quase 60 anos, está com os dias contatos. Sem ter como saldar uma dívida acumulada de R$ 75 milhões, e sob intensa pressão do Ministério da Cultura, a instituição de prestígio internacional vai repassar ao Museu de Arte Moderna de São Paulo sua primordial função, a realização da próxima Bienal, a qual está orçada em R$ 25 milhões, e com abertura prevista para outubro. É, assim caminha a cultura no Brasil.

cine-barreto-junior-almery-steves-gentil-roiz
Barreto Júnior e Almery Steves numa cena de Retribuição (Foto: Divulgação)

Dando inicio ao circuito de exibições e debates sobre o Ciclo do Recife, proposto pelo cineclube Cine.Exilio, de Brasília Teimosa, o cineCabeça – Ação Cineclubista exibirá amanhã, às 19h, no Teatro Arraial, os filmes O Coração do Cinema, de Paulo Cunha e Geneton Moraes Neto, estrelado por Jomard Muniz de Britto, e Retribuição, escrito e dirigido por Gentil Roiz, tendo no elenco Barreto Junior e Almery Steves. Esse último foi o primeiro filme do Ciclo do Recife, realizado entre 1923/25.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.