Fernando Machado

Blog

Vassourinhas incendeia o Dona Lindu

A lua cheia implicou e não apareceu no começo do concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira, no Parque de Dona Lindu. Somente surgiu no céu na metade da apresentação do show de Lenine. E ai ficou até a apoteose. Testemunhou um público ir à loucura quando aconteceu um medley de frevo com direito Último Dia, Relembrando o Norte, Duda no Frevo e para delírio do publico quando a OSB atacou de Vassourinhas, de Mathias da Rocha e Joana Bezerra, até a lua se remexeu.

b-palco

Leandro Carvalho regendo a OSB (Foto: Fernando Machado)

Foi lindo ver um público estimado em 20 mil pessoas, maioria idosos e adolescentes, e como diria em francês,  faire rêver, ou melhor me fazer sonhar com os tempos que Vassourinhas reinava no nosso Carnaval. Para dizer a verdade fui somente ao Parque Dona Lindu, para ouvir o medley de frevo, by Leandro Carvalho. E sai mais feliz do que pinto no lixo. Esse Leandro Carvalho é um arretado. É um diretor artístico fenomenal.

b-fernando-de-queiroz-galvão-mucio-souto

Fernando Queiroz Galvão e Múcio Souto (Foto: Fernando Machado)

O mestre de cerimônia do encontro erudito foi Sérgio, – o sobrenome ninguém soube me dizer. Tentei, viu Sérgio, mas – que apresentou o vídeo exibido no telão intitulado Orquestrando o FuturoQueiroz Galvão 60 anos, contando a saga do clã Queiroz Galvão. Na sequencia convidou a Orquestra Sinfônica Brasileira e coube ao spalla, violinista Clóvis Pereira Filho, convidar o maestro Leandro Carvalho, para dá inicio ao espetáculo. Uma noite de magia pura.

b-risomar-clovis-pereira-valeria

Clóvis Pereira com a esposa Risomar e a filha Valéria (Foto: Fernando Machado)

O concerto foi aberto com Russian and Ludmilla, do compositor Mikhail Glinka, considerado pai da música russa. Em seguida, a OSB executou a peça Lamento e Dança Brasileira, do compositor, arranjador, pianista e regente recifense Clóvis Pereira. Lamento e Dança Brasileira foi a primeira obra sinfônica escrita por ele, isso ocorreu em 1967, e foi dedicada ao maestro Guerra Peixe. Sua primeira audição ocorreu no mesmo ano, no Teatro de Santa Isabel com a Orquestra Sinfônica do Recife sob sua regência.

b-claudio-almeida-valeria-moraes-marcos-cesar

O compositor Cláudio Almeida, a coralista Valéria Moraes e o maestro Marcos César (Foto: Fernando Machado)

Encerrando o momento erudito do concerto, a orquestra interpreta O Pássaro de Fogo: Suite, versão de 1919, do compositor russo Igor Stravinsky. Leandro Carvalho explicou passo a passo a origem da obra, baseada em um conto popular russo que tem como personagem central o príncipe Ivan, que entra no reino mágico de Katschei, o imortal. Ela foi composta como um balé para a companhia do empresário artístico Serguei Diaguilev, para a temporada de 1910.

b-sombrinha2

Uma solitária sombrinha deu o tom no espaço do frevo (Foto: Fernando Machado)

Depois disso a OSB mergulha nas raízes pernambucanas segundo Lenine. O cantor apresentou A Gandaia das Ondas/Pedra e Areia, De onde vem a Canção, O Último Pôr do Sol, Miragem do Porto, Se Não For Amor Eu Cegue, Jack Soul Brasileiro, Leão do Norte e Chão. E finalizando a OSB apresentou a parte mais tocante um medley de frevo, conforme já comentei. Apesar da Io, Io,  ter me negado todas as informações que precisava consegui os dados para fechar a reportagem.  Apenas um item fico devendo aos leitores a foto de Lenine, por conta do boicote dessa empresa. E como diria Ibrahim Sued: “Ademã, que eu vou em frente.”

b-clovis-pereira-leandro-carvalho

Clovis Pereira e Leandro Carvalho (Foto: Fernando Machado)

Informação empresarial: O Grupo Queiroz Galvão começou sua trajetória com a fundação de uma pequena construtora em Pernambuco, em 1953. Juntos, os irmãos Dario, Antônio, João e Mário estabeleceram o negócio e iniciaram os trabalhos com pequenas obras de saneamento e pavimentação de estradas. O Grupo reúne mais de 50 empresas, também nos segmentos de Construção, Óleo e Gás, Desenvolvimento Imobiliário, Engenharia Ambiental, Gestão de Negócios, Energias Renováveis, Alimentos e Siderurgia e Indústria Naval.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.