Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

João Cabral quando jogador do Santa Cruz e como diplomata (Fotos: Divulgação)

“O amor comeu minha paz e minha guerra. Meu dia e minha noite. Meu inverno e meu verão. Comeu meu silêncio, minha dor de cabeça, meu medo da morte”. João Cabral de Melo Neto (1920/1999)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.