Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

“Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar.” Carlos Drummond de Andrade

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.