Fernando Machado

Blog

O Festival da Seresta de Gravatá

Hoje vou roubar um trecho da musica de Herivelto Martins, Ave Maria no Morro para externar meu amor a minha cidade natal. “Pois quem mora em Gravatá já vive pertinho do céu / Tem alvorada / Tem passarada / Ao alvorecer / Sinfonia de pardais / Anunciando o anoitecer / Gravatá no fim do dia / Reza uma prece / À Nossa Senhora Sant’Anna”. E por que surrupiei esta musica maravilhosa tão cantada nas serestas? Porque fui assistir ao III Festival da Seresta, que aconteceu no mesmo local onde, em 1926, Cleto Campello foi assassinado.

d-jose-justino-carreiro-de-miranda

O busto do fundador de Gravatá, José Justino Carreiro de Miranda (Foto: Fernando Machado)

Gravatá surgiu de uma fazenda, em 1808, de propriedade de José Justino Carreiro de Miranda, que hospedava os viajantes que iam comercializar o açúcar e a carne bovina do Recife até o interior do Estado, ou seja as cidades de Caruaru, Pesqueira, Arcoverde para citar apenas estas. O nome Gravatá teve origem do tupi Karawatã – mato que fura uma planta da familia das bromélias, também chamada caraguatá, caroatá, caroá e gravatá.

d-bruno-martiniano-claudio-castanha-pedro-martiniano-jose-pereira

Bruno Martiniano, Claudio Castanha, Pedro Martiniano e José Pereira (Foto: Fernando Machado)

Em 1816 Justino iniciou a construção de uma capela dedicada a Sant’Ana, com projeto do engeheiro Carlos Fest, e que foi concluída pelo filho João Félix Justiniano. Com tempo as terras foram divididas em lotes e vendidas aos moradores, dando início ao povoado de Gravatá, como distrito de Bezerros. Pois bem, no dia 25 de maio de 1857, 35 anos de pois da inauguração da capela, o local foi elevada a Freguezia de Gravatá e o primeiro vigário foi o padre Joaquim da Cunha Cavalcanti.

d-mauricio-menezes-sergio-buq-paula-martiniano-wirande-carlinhos-cantor

Mauricio Meneses, Sérgio Buq, a secretaria Paula Martiniano, Wirandé e Carlinhos Cantor (Foto: Fernando Machado)

No dia 13 de junho de 1884, foi elevada à categoria de cidade, porém sua emancipação política aconteceu após a Proclamação da República, pela Lei Orgânica dos Município, de 15 de março de 1893, quando a cidade adquiriu sua autonomia municipal e elegeu o seu primeiro prefeito, Antônio Avelino do Rego Barros. Gravatá fica a 84 km do Recife. Situa-se nos arredores do Planalto da Borborema. Bem agora vou escrever sobre o maravilhoso III Festival da Seresta, que foi criado pelo atual Secretário de Turismo, José Pereira.

d-movimento-de-dança-wanderson-jose

Movimento de Dança Wanderson José (Foto: Fernando Machado)

Pereira dava assessoria ao município em 2013, e criou o encontro para as comemorações do aniversário de Gravatá. O local foi o mesmo dos festivais anteriores o Memorial de Gravatá, datado de 1908, que foi a cadeia pública por muitos anos. Amanhã escreverei sobre o Memorial um espaço de fazer inveja a outras cidades. O Festival foi apresentado por Mauricio Meneses e divido em duas partes. Quem abriu o espetáculo foi Thayse Luck interpretando Um Bom Lugar e depois Hino ao Amor.

d-sergio-buq-mauricio-meneses-pedro-martiniano-carlinhos-cantor-wirande

Sérgio Buq, Mauricio Meneses, o vereador Pedro Martiniano, Carlinhos Cantor e Wirandé (Foto: Fernando Machado)

Na sequencia vieram Wirandé cantando Gente Humilde, Renilda Cardoso (As Rosas não Falam), Sérgio Buq (Negue), Wilma Patrício (Mensagem), Sevy Nascimento (A Noite do Meu Bem), Elis Mariana (Fascinação), Carlinhos Cantor (Caminhemos), Viviane Bezerra (Volta), Riá Oliveira (Chão de Estrelas) e Mauricio Meneses (Ave Maria no Morro). É bom lembrar que os cantores eram acompanhados pelo sexteto e com o grupo de balé: Movimento de Dança Wanderson José.

d-sevy-nascimento-renilda-cardoso-bruno-martins-wilma-patricio-ria-oliveira

Sevy Nascimento, Renilda Cardoso, prefeito Bruno Martiniano, Wilma Patricio e Riá Oliveira (Foto: Fernando Machado)

Na segunda parte a cantora Wilma Patricio arrasou interpretando Naquela Mesa, Wirandé (Marina), Sérgio Buq (Meu Primeiro Amor), Renilda Cardoso (Ouça), o dueto Sevy Nascimento e Elis Mariana cantou Quando Te Vi, Carlos Cantor (Moça), Viviane Bezerra (Como é Grande Meu Amor por Você), Riá Oliveira (Linda Flor) e Mauricio Meneses (Prece ao Vento).

d-seresteiros-da-serra

Os Seresteiros da Serra (Foto: Fernando Machado)

A pedido de José Pereira, Wilma Patrício cantou Devolvi, levando público ao delírio. E o grande final todos os cantores interpretaram Brasileirinho. Foi lindo demais. É bom frisar que todos eles são prata da casa. O blog estende o tapete vermelho para o secretário José Pereira por prestigiar os artistas da terra. Tivemos a fala do prefeito Bruno Martiniano, de Pereira e a minha, Encerrando foi cantado os tradicionais parabéns para você.

1
2 Discussions on
“O Festival da Seresta de Gravatá”
  • Olha que linda a reportagem do aniversário de Gravatá!!! Parabéns!!!
    Só tenho a agradecer ao publico maravilhoso e fiel dessa cidade bela e ao querido e grande artista Mauricio Meneses, pelo ilustre convite!

  • Bela matéria, o trecho da música no início da matéria chega a emocionar quem aqui mora, realmente o Herivélton Martins retrata o que temos todos os fins de tardes..!!! Até parece que por aqui ele passou..!!! Agradeço imensamente em nome de todos os músicos, pela bela foto, e pelo carinho e atenção com que nos tratou..!!! seja sempre bem vindo à sua casa , o amor que você tem com sua terra sempre será retribuído em belas paisagens e boas artes, além do carinho desse povo acolhedor…!!!

Deixe uma resposta para Riá Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.