Fernando Machado

Blog

Noticias de Sergipe

Intitula-se patrimônio cultural todas as expressões e tradições de um povo, sejam elas materiais ou imateriais, que, pelo seu valor próprio, devem ser considerados de interesse relevante para a permanência, preservando sua ancestralidade para as gerações futuras. São exemplos de patrimônio: bens imóveis, tais como castelos, igrejas, casas, praças, conjuntos urbanos. Já os bens imateriais são representados pelos saberes, modos de fazer, formas de expressão, celebrações, músicas, etc.

Neste contexto, a cultura sergipana acaba de oficializar um dos mais valiosos e históricos bens do Estado como novo patrimônio cultural: os “tototós” – embarcações de madeiras, movidas a motor, cujo som característico motivou o nome pelo qual são conhecidas. Em 20 de dezembro, o governador Marcelo Déda assinou o decreto que institui esse meio de transporte como patrimônio cultural e imemorial de Sergipe.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.