Fernando Machado

Blog

Nos Bastidores da Política

O Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente (SP) agora está credenciado como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia pelo Ministério da Saúde. O hospital oferece serviços como de hematologia, oncologia pediátrica e radioterapia custeados diretamente pelo SUS. O investimento do Ministério da Saúde é de R$ 7,8 milhões por ano. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, visitaram sábado a unidade que mudou o nome para Hospital de Esperança e atende pacientes de municípios de São Paulo e até de outros estados. O Hospital de Esperança reforça o atendimento via SUS com 122 leitos custeados pelo Ministério da Saúde, dos quais 22 são de UTI, 50 são leitos cirúrgicos e 50 leitos clínicos.

O campeão olímpico Bruno Fratus (Foto: CBDA)

Dez das 11 medalhas conquistadas até agora por brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio têm em comum a digital do Bolsa Atleta. O programa de patrocínio direto do Governo Federal repassou R$ 5,11 milhões para nove dos dez medalhistas nacionais desde 2005. Levando em conta apenas o ciclo entre os Jogos Rio 2016 e Tóquio 2021, são R$ 3,53 milhões investidos diretamente via Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. A única exceção é Rayssa Leal, de 13 anos, prata no skate street. Ela ainda não integra o programa porque a legislação determina que a idade mínima para fazer parte do Bolsa Atleta é 14 anos. Prevê repasses mensais que variam de R$ 5 mil a R$ 15 mil, de acordo com os resultados. Estão nessa categoria os campeões olímpicos Ítalo Ferreira, do surfe, e Rebeca Andrade, da ginástica artística, assim como a bicampeã mundial Mayra Aguiar, e Bruno Fratus, terceiro colocado nos 50m livre.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.