Fernando Machado

Blog

Nos Bastidores da Política

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou a Medida Provisória nº 1.047, que restabelece medidas excepcionais para aquisição de bens, contratação de serviços – inclusive de engenharia– e insumos destinados ao enfrentamento à Covid-19. A maior parte das medidas constava nas Leis nº 13.979/2020 e nº 14.065/2020, cujo período de vigência expirou em 31 de dezembro de 2020. Com a MP, o governo federal pretende garantir que bens, serviços e insumos destinados ao enfrentamento da pandemia da Covid-19 estejam disponíveis no local e hora certos, para manutenção das atividades indispensáveis ao atendimento das necessidades da população, de forma diligente e racionalizada, mediante a congregação de iniciativas. Também visa promover o combate à situação de emergência em saúde, com o correspondente potencial de refazimento econômico.

O BNDES terá uma nova rodada de suspensão temporária de pagamentos de empréstimos, cumprindo sua missão de apoiar as empresas brasileiras para superar a crise. Desta vez, os beneficiados serão todos os micro e pequenos empreendedores, dos mais diversos setores econômicos, que obtiveram financiamento do BNDES por meio de instituições financeiras credenciadas. Em abril, o Ministério da Saúde distribuiu mais de 3,6 milhões de unidades de medicamentos de Intubação Orotraqueal (IOT) para todos os estados brasileiros. Até o momento, essa foi a maior distribuição de medicamentos hospitalares realizada pela pasta em um único mês, desde o início da pandemia da Covid-19.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.