Fernando Machado

Blog

Mais um crime à memória de Pernambuco

No dia 24 de outubro de 1857, Dom Pedro II criava no Recife, a Escola de Aprendizes de Marinheiros de Pernambuco, que depois foi transferida para Olinda. Agora vem a noticia muito triste para o Estado. O atual comandante do III Distrito Naval, Noriaki Wada, que por sinal foi diretor da Escola, alegando economia de gastos decidiu fechá-la.

Vista aérea da Escola de Aprendizes de Marinheiros (Foto: Divulgação)

É bom lembrar que a EAMPE foi a primeira a ser instalada no Brasil. Mais um crime contra nossa memória. No local deverá funcionar a Capitania dos Portos de Pernambuco, atualmente no Recife Antigo e construir um novo Hospital Naval. Os alunos daqui deverão ser remanejados para a Escola de Aprendizes de Marinheiros do Ceará.

0
2 Discussions on
“Mais um crime à memória de Pernambuco”
  • Destruir a memória da nossa história aos seres humanos de modo sutil, tentando se explicar sem estudo do impacto ao meio ambiente e tentar apagar a história de uma sociedade, é o mesmo que introduzir ideologia perniciosa e causando assimetria nos ideias dos verdadeiros patriotas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.