Fernando Machado

Blog

Equívoco ético do PSB

Li em algum lugar que o PSB quer impedir judicialmente que os demais partidos utilizem a imagem do saudoso Eduardo Campos durante a campanha eleitoral. Isso sugere a prática da censura que continua impregnada nos valores da política brasileira e um contrassenso em relação a liberdade coletiva de se homenagear os mortos. Eduardo Campos foi um homem público exemplar e sua memória não é patrimônio de interesses ou planos de quem quer que seja.

Pelo contrário, o êxito de um líder se mede exatamente pela reverencia ampla irrestrita e suprapartidária de uma nação.É isso que todo homem publico aspira e precisa para entrar na linha da História.  Churchill não é patrimônio do Partido Conservador e sim dos ingleses. Kennedy não é patrimônio dos Democratas e sim do povo americano como De Gaulle é dos franceses. Não é a toa que as universidades francesas oferecem aulas de humanidades e muita gente do PSB sabe o que estou dizendo. Menos , por favor gente !! (Angelo Castelo Branco)

 

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.