Fernando Machado

Blog

Ariadne e Zélia as imortais da ALANE

Ontem, na sede da União Brasileira de Escritores, seção de Pernambuco, em Casa Forte, tivemos a posse da jornalista Ariadne Quintella e da escritora Zélia Monte, na Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro (fundada no dia 27 de janeiro de 1978), com direito a um sarau e depois almoço dos mais elogiados. A cerimônia foi presidida pelo presidente da Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro, escritor Melchiades Montenegro.

a-lourdes-sarmento-ariadne-quintella

Lourdes Sarmento e Ariadne Quintella (Foto: Fernando Machado)

a-djanira-silva-zelia-monte

Djanira Silva e Zélia Monte (Foto: Fernando Machado)

Tudo aconteceu nos jardins, sob uma tenda rodeada de mangueiras, de muito verde, completando o cenário uma vagão de trem, tivemos o sarau e com direito uma neblina dando um toque primaveril ao ato. Recitaram poesias e deram depoimentos Tavares de Lima, Amaro Poeta, Jair Martins, Ana Maria Braga, Sonia Freyre (que fez um sorteio de um livro da coleção Borges da Fonseca), Bernadete Serpa Lopes e Alexandre Santos (presidente licenciado da UBE-PE).

a-paulo-dantas-melchiades-montenegro-wilton-de-souza

Paulo Dantas, Melchiades Montenegro e Wilton de Souza (Foto: Fernando Machado)

a-ricardo-gloria-albuquerque-pereira

Ricardo, Glória e Albuquerque Pereira (Foto: Fernando Machado)

Na sequencia tivemos a solenidade de posse da novas imortais da ALANE. Melchiades chamou a acadêmica Djanira Silva para saudar a nova imortal Zélia Monte, que no seu speech desertou sobre seu antecessor Perseu de Castro Lemos e do patrono José de Castro (1865/1921), da cadeira 54. Foi um discurso remetendo aos que eles fizeram na sua vida profissional. Depois o marido de Zélia, o jornalista Raimundo (Pancho) Bezerra entregou o colar da Academia e fez uma linda saudação repleta de saudosismo.

a-sonia-freyre-ariadne-quintella

Sônia Freyre e Ariadne Quintella (Foto: Fernando Machado)

a-zenaide-olimpio-bonald

Zenaide e Olimpio Bonald (Foto: Fernando Machado)

Depois foi a fez de Melchiades convidar a acadêmica Lourdes Sarmento fazer a saudação à nova imortal. Foi um discurso bonito e com recheio de causos. Depois Ariadne Quintella fez seu discurso de posse na cadeira 48. Visivelmente emocionada falou da doença que está enfrentando desde o ano passado. E deu uma lição de fe, esperança e caridade. Lembrou o patrono Josué de Castro (1908/1973) e seu antecessor José Nivaldo Barbosa de Souza. No final Melchiades Montenegro entregou os diplomas para Zélia e Ariadne.

a-zelia-monte-raimundo-poncho-bezerra

Zélia Monte e Raimundo (Poncho ) Bezerra (Foto: Fernando Machado)

a-wlton-de-souza-luciene-freitas

Wilton de Souza e Luciene Freitas (Foto: Fernando Machado)

Quero agradecer ao Melchiades, a Lourdes e a Ariadne os elogios ao nosso blog. Depois os convidados se deslocaram para a sala de jantar, onde aconteceu o almoço. O bufê é de autoria das acadêmicas e no cardápio, tínhamos bacalhau à Lourdes Sarmento, salada de bacalhau, peru defumado, três tipos de arroz, estrogonofe de camarão e um quiche de legumes. Tudo de se comer rezando. Para sobremesas, delicia de abacaxi, flude, bolo de limão e torta alemã.

1
1 Discussion on “Ariadne e Zélia as imortais da ALANE”
  • Bom dia Fernando.
    Ótima a cobertura da posse da ALANE. Parabéns.
    Muito grata

    Zélia Monte Beserra

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.