Fernando Machado

Blog

A imprensa segundo Muniz Sodré

Para o Observatório da Imprensa o professor da Escola de Comunicação da UFRJ, Muniz Sodré, disse é preciso levar em conta que as formas sociais, como o jornalismo, não são eternas. “A questão fundamental é saber se a função informacional ainda é necessária, se ainda há lugar para a função informativa. Esse é que é o grande problema”, disse.

Para o professor, o jornalismo das grandes causas morreu porque os leitores não estão mais interessados em análise e crítica. “A internet é anárquica, caótica. A informação que passa ali é um falatório. É a coisa mais superficial, mais anódina, mais boba do mundo. Mas esse julgamento que estou fazendo ainda é o julgamento de quem tem a cabeça do jornal papel”, conclue Muniz Sodré.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.