Fernando Machado

Blog

Retrospectiva de 2017

Continuando a Retrospectiva das festas que marcaram o Recife em 2017, hoje focamos o mês de Outubro. No dia 19 tivemos a comemoração do aniversário de Libia Atiê Simon, no Internacional Palace, dia 20 o jantar beneficente da Vogue, na Arcadia e no dia 28 o lançamento do livro do executivo Eduardo Mendonça no JCPM Trade Center.

Libia Simon e sua cunhada Socorro Atié diante da mesa de doces libaneses (Foto: Fernando Machado)

Minha amiga Líbia de Lucas Simón, née Atiê, movimentou um happy hour no Salão Arrecifes do Internacional Palace Hotel, em Boa Viagem, dia 19, dos mais concorridos e elegantes, para comemorar seus 80 anos. Libia by Armani, não quis presentes e sim lençóis de solteiro que foram para o Hospital do Câncer. A decoração estava irrepreensível e foi grifada por Fabiano Reis e Silvio Medeiros. O destaque ficou para a mesa de doces libaneses, pois sua família nasceu no Líbano.

Ângela Simon sempre uma mulher elegante (Foto: Fernando Machado)

Juliana Santos e sua mãe, Lilia Santos (Foto: Fernando Machado)

No dia 20, aconteceu na Arcádia de Boa Viagem, o Baile da Avina/Vogue, com renda para a construção de uma cisterna numa escola publica cidade de Poção. Foi uma noite de muitas surpresas e muita munganga. Vieram algumas celebridades do sul. A atração foi a cantora Zizi Possi. Lília Santos e a filha Juliana coordenaram a festa. A decoração foi de Fabiano Reis e Silvio Medeiros e que se inspiraram no Sertão. O DJ Zé Pedro levou algumas socialites para dançar funk. Sem dúvida um rebu.

Miguel Henriques e Marina Paiva no Baile da Avina/Vogue (Foto: Fernando Machado)

Eduardo Mendonça à côté Ana Maria (Foto: Fernando Machado)

Foi no JCPM Trade Center que aconteceu, no dia 28, o lançamento do livro do empresário Eduardo Mendonça, O dito e o não dito, escrito por Moema Luna. Eduardo recebia os amigos ao lado da esposa Ana Maria by Reinaldo Lourenço, e das filhas Danielle e Viviane. A cerimonialista Tatiana Marques inovou porque Eduardo não autografou os livros, na saída da festa as pessoas pegavam a publicação. A renda foi para o Instituto Eduardo Mendonça, que mantém a Casa Sorrir, que assiste crianças portadoras da fissura palatal.

O clã Paes Mendonça: João Carlos, Eduardo, Joseilde e Reginaldo (Foto: Hans Von Monteufell)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.