Fernando Machado

Blog

Realeza do Turismo Rural no Cuerinha

A realeza do turismo rural pernambucano esteve au grand complet, ontem, no Engenho Cuerinha, em Nazaré da Mata, que pertenceu a João Teobaldo até 2001 quando foi adquirido por José Romualdo Cavalcanti de Melo (já falecido) e agora tem à frente sua viúva, Nara Maranhão. Cuerinha, para quem não sabe é a planta que se faz a cuia, coité ou cabaço. O motivo do encontro foi o lançamento do Guia Rota Rural Pernambuco, pela Secretaria de Turismo via a Empetur.

a-bruno-alberto-feitosa

Bruno Herbert e Alberto Feitosa (Foto: Fernando Machado)

O local parece um vale, não tenho certeza, apenas que é muito bonito com direito a uma paisagem bucólica onde os pássaros fazem sobrevoos lembrando as coreografias imaginadas pelo diretor artístico russo Sergei Diaghlev (1872/1929) para o sua companhia de balé. O dia estava meio nublado e mesmo assim algumas garças brancas surgiram sobre um riacho onde vacas pastavam. Lá embaixo repousa uma piscina, no meio de varias fruteiras. Cenário mais bonito impossível.

a-joão-alberto-andre-quirino-eduardo-cavalcanti

João Alberto, André Quirino e Eduardo Cavalcanti (Foto: Fernando Machado)

A casa grande fica no alto e foi construída em 1933. Onde era o curral agora é um restaurante, e foi exatamente neste espaço que o secretário Alberto Feitosa e o presidente da Empetur, Andre Correia, ao lado de Nara Maranhão receberam os convidados. Um destaque especial vai para a gastronomia. Essa é a proposta da Empetur divulgar os engenhos e hotéis fazendas da Mata, Agreste e Sertão. O Cuerinha, localizado na área rural de Nazaré da Mata, está a 70 km do Recife.

a-nara-maranhão

A anfitriã Nara Maranhão (Foto: Fernando Machado)

É uma forma de estimular os turistas conhecerem o Estado. O roteiro apresenta equipamentos turísticos como engenhos de cana-de-açúcar, igrejas seculares, reservas ecológicas e cachaçarias. O guia que está excelente, contempla 18 cidades, Recife, Goiana, Nazaré da Mata, Paudalho, Quipapá, Ribeirão, São Benedito do Sul, Vicência e Vitória de Santo Antão (Zona da Mata); Bezerros, Bonito, Camocim de São Félix, Chã Grande, Gravatá, Sairé, Saloá e São Joaquim do Monte (Agreste) e Triunfo (Sertão).

a-jane-mendonça-andré-correia-poliana-amorim

Jane Mendonça e André Correia (Foto: Paloma Amorim)

O guia, 60 mil exemplares, traz ainda pontos de destaque com informações sobre visitação, hospedagem e day use de cada equipamento e uma seção com meios de hospedagem cadastrados no Ministério do Turismo. O material estará disponível gratuitamente nos Centros de Atendimento ao Turista. Com o Rota Rural Pernambuco já são cinco guias lançados pela Setur-PE: Rota 232, Rota Litoral, Rota da Fé e o Pernambuco de 1 a 8 dias, que ganhou, recentemente, versão em Braille.

a-capela-palmeiras-imperiais

A Capela da Mãe Rainha, os chalés e as palmeiras imperiais (Foto: Fernando Machado)

E a Capela da Mãe Rainha, onde acontecem missas e casamentos, testemunhou a cerimônia de lançamento, cujo host André Correia. Falaram na ocasião, por cerca de 40 minutos, os presidentes André Quirino (Associação Pernambucana de Secretários de Turismo de Pernambuco, Bruno Herbert (Recife Convention), Luciana Petribu, Melânia Vieira (Associação Pernambucana de Turismo Rural e Ecológico), Margarete Rezende (Associação Pernambucana dos Produtores de Aguardente de Cana e Rapadura), Jane Mendonça, Teca Fiuza e Paulo Carneiro Leão.

debora-linhares-maite-uhlmann

Débora Linhares e Maitê Uhlmann (Foto: Fernando Machado)

Eu já não aguentava mais de fome quando Nara Maranhão bateu o sino, convocando todos à mesa. E foi uma verdadeira peregrinação. O cardápio foi lombo de boi com molho de vinho, galinha ao mel de engenho (receita de Heliana Coutinho), massa, salada tropical e farofa de jerimum. Para sobremesa bolos (Souza Leão, de Rolo e de macaxeira), compotas de banana e mamão. Tudo de se comer rezando para a Mãe Rainha.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.