Fernando Machado

Blog

Pausa poética

Oscar Brandão da Rocha e Nicolino Milano (Fotos: Internet)

“Salve! Oh terra dos altos coqueiros! / De belezas soberbo estendal! / Nova Roma de bravos guerreiros / Pernambuco, imortal! Imortal! / Coração do Brasil! em teu seio / Corre sangue de heróis – rubro veio / Que há de sempre o valor traduzir / És a fonte da vida e da história / Desse povo coberto de glória, / O primeiro, talvez, no porvir”. Oscar Brandão da Rocha (1884/1956) e Nicolino Milano (1876/1962)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.