Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

“Eu tenho a cara de uma vampira, mas o coração de uma feminista”.  Theda Bara (1885/1955)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.