Fernando Machado

Blog

Tag vencer

De volta para o passado

Há 85 anos, nascia no Maranhão, o carnavalesco Joãosinho Trinta, que morreu no dia 17 de dezembro de 2011.

Há 55 anos, o Balalaika, ao vencer o Sport, na Ilha do Retiro, por 3×2, era bicampeã pernambucana de vôlei. Os técnicos era José Pinto Lapa e Reynaldo Vieira. Atletas Conceição Selva, Ana Melo, Helena Lucas, Vera Lopes, Tereza Sá Barreto, Solange, Enilde, Meilde, Marta, Taciana, Eva, Graça e Luiza.

Há 35 anos, casavam na São Pedro dos Clérigos, Bárbara e Gileno Machado.

Parabéns, Náutico!

No dia 7 de abril de 1935, O Clube Náutico Capibaribe, ao vencer o Santa Cruz, por 2×1, no Campo da Avenida Malaquias, com gols de Fernando e Estácio pelo Náutico e Tará pelo Santinha, era campeão de futebol pernambucano pela primeira vez. O alvirrubro jogou com Epaminondas; Salsa e Salsinha; Taurino, Edson e Rafael; Zezé, Arthur, Fernando, Estácio e João Manuel. : No dia 1 de abril de 1935, o Náutico venceu o Sport por 8×1. Os gols foram de Fernando (3), Arthur (2), Estácio (2) e Zezé pelo Alvirrubro, e Marcilio pelo Sport.

Este time alvirrubro venceu o Campeonato Pernambucano de Futebol em 1934 (Diário da Manhã)

Ontem, depois de 13 anos, o Náutico ao vencer o Central, na Arena de Pernambuco, por 2×1, se tornou campeão pernambucano de futebol de 2018. Os gols foram de Ortigoza e Jobson (Náutico) e Junior Lemos (Central). O Náutico jogou com Bruno; Thiago Ennes, Camutanga, Camacho e Kevyn; Negretti, Júnior Timbó e Wallace Pernambucano (Jobson), Rafael Assis, Ortigoza e Robinho. Este ano o clube dos Aflitos comemorou o cinqüentenário do Hexacampeonato.

Náutico campeão pernambucano de 2018 (Foto: Face)

Perguntei como estes torcedores se sentiam: “Desculpem, mas, sou campeão cívico e esportivo”, Giovanni Pontes; “Sem palavras. Maravilhosamente bem! Hoje vestirei uma das minhas camisas Vermelha e Branca”, Maria Elisa Schuler; “Muito Feliz”, Joseli Lacerda; “Muito feliz, afinal foram 13 anos de espera”, Antonio Neto; “Pura emoção compartilhada com Mauricio Cardoso, ex-presidente do Nautico”, Zilton Antunes.

De volta para o passado

Há 145 anos, nascia em Pernambuco, o dono de agencia de jornais Julio Agostinho Bezerra, que morreu no dia 13 de agosto de 1953.

Há 90 anos, no Cine Teatro Helvetica, acontecia um festival em benefício da atriz Mary Nigri, filha da atriz Maria Lima.

Há 70 anos, o Cometa ao vencer o Sport, 2×1, era campeão pernambucano de vôlei. O Cometa jogou com Edivaldo, Valter, Jáder, Aldo, Mauricio e Wilson. O Sport com Adeildo, Gilvan, Vilar, Geraldo, Carlos e Airton.

Há 65 anos, era inaugurada na Discoteca Pública Municipal, a mostra de gravuras de Aloisio Magalhães.

Gertie Daub, Miss Alemanha, na passarela do luso-brasileiro (Foto: O Cruzeiro)

Há 60 anos, a Miss Alemanha de 1957, Gertie Daub, desfilava na Festa Hi-Fi Dançante no Clube Português.

Há 55 anos, a Associação dos Cronistas Teatrais de Pernambuco, escolhia os melhores do Teatro de 1962. Receberam o Premio Samuel Campelo, como Melhor diretor Waldemar de Oliveira e Nelson Xavier, melhor espetáculo local A Casa de Bernarda Alba (TAP), Melhor autor Aristóteles Soares e a revelação de atriz coube a Tereza Campos.

Náutico: Pentacampeão de 1967

Há 50 anos, o Náutico ao vencer o Central por 4×1, era pentacampeão de futebol de Pernambuco de 1967. Os gols foram de Miruca (2) e Nino (2) pelo Náutico e Toinho pelo Central. O jogo aconteceu no Estádio Pedro Victor em Caruaru.

O alvirrubro jogou com Lula (Valter), Gena, Mauro, Fraga e Clóvis; Salomão e Ivan; Miruca, Ladeira, Nino e Lala. O técnico Duque. O Central jogou com Valdemar, Edmilson, Fernando Silva, Jucelio e Da Cunha; Zito e Vadinho; Joãozinho, Paulo Roberto, Toinho e Fernando Lima.

  • 1 2 4