Fernando Machado

Blog

Tag top

Manipur vence o Mister Nacional Universo

Ontem, no Holiday Inn Vana Nava em Hua Hin, na Tailândia, Vikas Usham, de Manipur, foi eleito Mister Nacional Universo de 2019. Participaram do festival de beleza 19 candidatos. O concurso é bem asiático. No júri seis mulheres daquela região. Dificilmente um europeu ou americano vencerá. Em 2017, o primeiro concurso, venceu Panay Ahlawat da Índia e o ano passado o ganhador foi Phaendra Prasai do Nepal.

O Top 10 (Foto: Missosoly)

O evento é muito cansativo pois os discursos dos candidatos são demorados. Depois dos desfiles de sunga, trajes típicos e ternos foram chamados os 10 melhores: Wilson Yalung (Filipinas), Angtivar Midal (Tailândia), Dang Huie Duc (Vietnã), Alexandre Coles (Inglaterra), Vikas Usham (Manipur), Caleb Zheng (Malásia), Altair Menosso (Brasil), Jan Kim Santos Vergel (Mindoro), Denis Kurchenko (Rússia) e Axel Malik Cardenales (Porto Rico).

O Top 5: Caleb Zheng, Dang Huie Duc, Jan Kim Santos Vergel e Alexandre Coles (Foto: Missosoly)

Antes de chamarem o Top 5 tiveram as entregas de vários prêmios. O Mister Elegância foi Axel Malik Cardenales de Porto Rico, o Mister Popular foi Dang Huie Duc do Vietnã, o Mister Simpatia foi para Milos Stanoyevich da Servia, o Mister Fotogenia saiu para Subash Chaudhary do Nepal, o Mister Corpo foi para Altair Menosso do Brasil, o Mister Fashion Icon foi para o russo Denis Kurchenko e o Melhor Traje Típico foi para Kuenden Norbu.

Dang Huie Duc, Jan Kim Santos Vergel, Caleb Zheng e Alexandre Coles (Foto: Missosoly)

No Top 5 ficaram Alexandre Coles (Inglaterra), Dang Huie Duc (Vietnã), Caleb Zheng (Malásia), Jan Kim Santos Vergel (Mindoro) e Vikas Usham (Manipur). E o resultado final ficou assim no 5º lugar Alexandre Coles (Inglaterra), no 4º lugar Dang Huie Duc (Vietnã), no 3º lugar Caleb Zheng (Malásia), o 2º lugar ficou Jan Kim Santos Vergel (Mindoro) e o vencedor foi Vikas Usham do Manipur.

Mister Butão Kuenden Norbu e Mister Brasil Altair Menosso (Fotos: Concurso)

 

Martha Vasconcellos coroa Vera Fischer  

Há 50 anos, acontecia no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, a eleição da Miss Brasil de 1969. A vencedora foi Vera Lucia Fischer de Santa Catarina. Apresentadores foram Paulo Marx e Marly Bueno. Participaram do concurso 23 candidatas. As misses mais altas foram Vera Lucia Guerreiro (Bahia) e Iara Lucia Bezerra da Cunha (Rio Grande do Norte) com 1m74 de altura e mais baixa Leida Ferreira Hesketh (Pará) com 1m63 de altura.

Martha Vasconcellos fazendo último desfile como Miss Brasil de 1968 (Foto: Acervo de Jerusa Farias)

A comissão julgadora foi composta por Miss Universo de 1967 Sylvia Hitchcock, Miss Internacional de 1968 Maria da Gloria Carvalho, primeira dama de Brasilia Maria Helena Gomide, os jornalistas Justino Martins, Raul Giudicelli e Pomona Politis, a figurinista Dirce Machado Pinheiro, a cantora lírica Diva Pieranti, os secretários de Turismo Alceu (GB) Pinheiro, Orlando (SP) Zancaner e Clementino (MG) Viana Dotti, os cirurgiões plásticos Rômulo Guida e Altamiro Rocha, o diretor do jornal A Tarde de Salvador Jorge Calmon e o apresentador de televisão J. Silvestre.

Martha Vasconcellos enfaixando Vera Fischer (Foto: Manchete)

No Top 8 ficaram Suely Melo Veras (Amazonas), Vera Lúcia Camelo (Ceará), Marice Galvão (Distrito Federal), Mara Carvalho Ferro (Guanabara), Ana Maria Côrtes (Minas Gerais), Ana Rodrigues (Rio Grande do Sul), Vera Fischer (Santa Catarina) e Maria Lucia Alexandrino (São Paulo. A Miss Simpatia foi Maria do Socorro Alves (PB) e a Miss Fotogenia Vera Fischer (SC). Em 4º lugar ficou Mara de Carvalho Ferro (GB), em 3º lugar Ana Rodrigues (RS), em 2º lugar Maria Lucia Alexandrino (São Paulo) e em primeiro lugar Vera Lúcia Fischer (SC).

Jerusa Farias desfilando no Maracanãzinho (Foto: Acervo de JF)

As 23 candidatas foram: Vera Lucia Caldeiras (Alagoas), Sueli Melo Veras (Amazonas), Vera Lucia Guerreiro (Bahia), Vera Lucia Camelo (Ceará), Marice Vani Galvão (Distrito Federal), Maria Helena Bromenchenkel (Espirito Santo), Adele Zampiere (Fernando de Noronha), Elsa Maria de Sousa (Goiás), Mara Carvalho Ferro (Guanabara), Rosa Maria Tavares Costa (Maranhão).

Vera Fischer como Miss Brasil e como atriz (Foto: Divulgação)

Ainda Sandra Abutaka (Mato Grosso), Ana Maria Côrtes (Minas Gerais), Leida Ferreira Hesketh (Pará), Marli Simon (Paraná), Maria do Socorro Costa Alves (Paraíba), Maria Jerusa Farias (Pernambuco), Rosângela Cordeiro (Piauí), Iara Lúcia Bezerra da Cunha (Rio Grande do Norte), Ana Cristina Rodrigues (Rio Grande do Sul), Vera Lúcia Fischer (Santa Catarina), Maria Lúcia Alexandrino dos Santos (São Paulo) e Maria Carmen Gentil Barreto (Sergipe).

Réquiem para a Miss Brasil de 1956

Miss Universo de 1956, Carol Morris e Maria José Cardoso em Long Beach (Foto: O Cruzeiro)

Maria José Cardoso, do Rio Grande do Sul, não era gaucha, e sim de Santa Catarina, foi eleita Miss Brasil de 1956, em 16 de junho de 1956, no Quitandinha, em Petrópolis, no Rio de Janeiro. A Miss Rio Grande Sul tinha 1m70, busto 95cm e quadris 96cm, que foi vaiada porque a preferida era Miss Distrito Federal Leda Brandão Rau. Maria José foi coroada pela Miss Brasil de 1955, Maria Emilia Correa Lima.

Maria José Cardoso na Travessa do Comercio, onde morou Carmen Miranda (Foto: O Cruzeiro)

Maria José Cardoso de traje de gala e maiô dourado (Foto: O Cruzeiro)

Na comissão julgadora estavam, entre outros, Miss Universo de 1930, Iolanda Pereira de Oliveira. Que era gaucha. É bom lembrar que Maria José Cardoso ficou no Top 15, do Miss Universo, cuja vencedora foi a norte-americana Carol Morris. Do alto dos seus 84 anos de idade, pois nasceu no dia 19 de março de 1935, ela morreu quinta-feira. Engraçado que Maria José nasceu em Santa Catarina e morreu em São Paulo, foi casada duas vezes e deixou dois filhos. De gaúcha apenas o titulo.

O Top 5 do Brasil Maria de Jesus Holanda do Ceará, Leda Brandão Rau do Distrito Federal, Luzia Aliete Borges do Pará, Maria José Cardoso, Regina Vieira de São Paulo, e Eli de Arevedo Pires do Estado do Rio (Foto: O Cruzeiro)

João Monthé é o Mr Rio de Janeiro de 2019

O Wyndham Hotel da Barra da Tijuca, domingo virou o point para se ver bofes lindos, pois aconteceu a escolha do Mister Rio de Janeiro CNB 2019. O vencedor foi João Elias Monthé, de 24 anos e 1m98 de altura. Em tempo: Em 2018 ele disputou o Mister Brasil CNB, por Agulhas Negras, e ficou no Top 16. Este blog estava apostando no Felipe Damazio de 1m82 e 24 anos de Búzios e Mauricio Andrade de 2m02 e 27 anos de Itaguaí, que ficaram apenas no Top 12.

O Top 6: Leandro Ludson, Bruno Krause, Vinicius Marçal, João Monthé, Renato Miguel e Leonardo Fernandes (Foto: CNB)

No Top 12 ficaram Wendell Medeiros (Angra dos Reis), João Elias Monthé (Campo de Goytacazes), Vinicius Ribeiro (Barra Mansa), André Belfort (Belford Roxo), Felipe Damazio (Búzios), Renato Miguel (Cabo Frio), Mauricio Andrade (Itaguai), Leandro Ludson Rangel (Macaé), Bruno Krause (Niterói),  Lucas Figueiredo (Petrópolis), Vinicius Marçal (Resende) e Leonardo Fernandes (Rio de Janeiro).  Portando João Elias Monthé volta a disputar o Mister Brasil.

Felipe Damazio e Mauricio Andrade (Fotos: Instagram)

O resultado final foi este: João Elias Monthé de Campo de Goytacazes foi o eleito. Em 2º lugar ficou Renato Miguel de Cabo Frio de 27 anos e 1m97 de altura; em 3º lugar ficou Vinicius Marçal de Resende de 24 anos e 1m83 de altura; em 4º lugar ficou Bruno Krause de Niterói de 23 anos e 1m79 de altura, em 5º lugar ficou Leonardo Fernandes do Rio de Janeiro de 30 anos e 1m90 de altura e em 6º lugar ficou Leandro Ludson Rangel de Macaé , de 30 anos e 1m80 de altura.

 

 

Os semifinalistas foram os representantes de     e .