Fernando Machado

Blog

Tag socialite

De Volta para o Passado

Há 125 anos, nascia na Espanha, o estilista Cristóbal Balenciaga, que morreu no dia 24 de março de 1972.

Há 120 anos o Vassourinhas faz seu primeiro ensaio de manobra, na sua sede da Rua da Concórdia.

Há 120 anos, nascia em Pernambuco, o executivo José Ermírio de Moraes, que morreu no dia 9 de agosto de 1973.

Há 115 anos, nascia na França, o estilista Christian Dior, que morreu no dia 24 de outubro de 1957.

Há 90 anos, nascia no Rio Grande do Norte, a socialite Neusa Wanderley, que morreu no dia 1 de julho de 2005.

Há 70 anos, nascia em Pernambuco, a jornalista Fernanda Barreto, que morreu no dia 8 de abril de 1993.

Há 48 anos, se casavam na Igreja dos Prazeres nos Montes Guararapes, Maria Lecticia Monteiro e José Paulo Cavalcanti. A noiva usou um modelo do estilista carioca Ney Barrocas. A cerimonia foi conduzida por Dom Mariano. Entre os padrinhos Sarah e Juscelino Kubitschek, Risoleta e Tancredo Neves.

Há 35 anos, nascia em Pernambuco,  o atleta Thiago Guan Lin, que morreu no dia 13 de março de 2001.

Há cinco anos, morria em Minas Gerais, o executivo Paulo Sérgio Contador, que nasceu no dia 12 de novembro de 1935.

A lição recebida em 2019

Hoje é o primeiro dia de 2020, vamos torcer pela paz no mundo, que alguns padres tire o PT do altar, que o presidente Jair Bolsonaro consiga continuar realizando um bom governo e que Deus leve seus inimigos para Cuba, Venezuela, etc. O ano de 2019 nos deixou muitas lições de vida e que nós tenhamos aprendido. Vamos ouvir os depoimentos de seis mulheres maravilhas, sobre qual foi a maior lição que o ano passado as ensinou.

A socialite Ângela de Lucas Simon (Foto: Fernando Machado)

A socialite Ângela de Lucas Simon: “Agradecer as lições que valoriza a família e os amigos. Aprendi respeitar a juventude, graças aos meus netos. Em 2019 diariamente passei por vários vestibulares para ser uma pessoa feliz. Obrigado Senhor pelos 365 anos que caminhei e espero que os próximos 365 anos possa aprender mais”.

Marta Maria Freire, née Brito Alves (Foto: Fernando Machado)

A Defensora Pública Marta Freire: “Que precisamos entender o verdadeiro sentido de nossa existência: temos as mesmas condições humanas e precisamos viver em Harmonia!”

A psicologa Martha Vasconcellos (Foto: Miss News)

Miss Universo de 1963, Martha Vasconcellos: “Durante o ano de 2019 aprendi como a minha vida pode mudar independentemente dos meus desejos! Que os planos que fazemos são interrompidos pelas circunstâncias dos inesperados! Muitas vezes o “livre arbítrio” não depende de mim, mas depende da aceitação do “seja feita a Vossa vontade, assim na Terra, como no céu”!”

Mônica Rios Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

A promoter Mônica Rios Rodrigues: “Querido, a maior lição que aprendi em 2019 foi que, ser solidário, faz mais bem a quem dá, que a quem recebe”.

 

A executiva Sheila Wanderley (Foto: Fernando Machado)

A executiva Sheila Wanderley: “Não diria lição de vida, não foi algo novo para mim; diria que foi uma confirmação do que  eu já tinha percepção. Neste ano, tive a certeza que não devemos esperar reações e comportamentos das pessoas seguindo nossa própria regra. Mesmo que a nossa regra seja a mais correta, pura e cheia de amor. Porque o retorno que esperamos muitas vezes não acontece. O reconhecimento, o agradecimento é coisa cada vez mais rara no mundo atual. Algumas pessoas tem necessidade de se mostrarem autossuficiente. Isso não me entristece, porque aprendi a conviver com essas situações, seja profissionalmente seja na vida pessoal. Observo, aprendo, e me torno mais forte ainda. Algumas vezes diminuo um pouco as ações de  bondade… Outras vezes continuo fazendo as mesmas ações de bondades… mesmo sabendo que não haverá retorno… Afinal no meu coração só cabe amor! E na minha alma, humildade! Essa dupla, amor e humildade é felicidade! Deixo Sempre que cada um receba diretamente de Deus as lições necessárias para seu amadurecimento”.

A artista plastica e escritora Tânia Carneiro Leão (Foto: Fernando Machado)

A artista plástica Tânia Carneiro Leão: ”Em 2019, mais do que nos outros anos, aprendi que não devo fazer planos para as coisas fundamentais. Deus é quem manda as cartas. Aceito-as, de bom agrado, mesmo que eu não seja contemplada com Valetes, Reis, Rainhas ou Ases. Considero esta minha aceitação uma postura, não de conformismo, mas de dignidade e sabedoria, que me remete a  muita serenidade ou mesmo a uma certa felicidade.”

A socialite Thereza Lapa Carneiro de Albuquerque disse: “Que a solidão é uma boa companhia porém, melhor ainda é sentir as amizades”.

Viva Santa Dulce dos Pobres!

Hoje é um dia muito especial para os católicos brasileiros, pois a Irmã Dulce será canonizada na Praça de São Pedro, no Vaticano, às 10h. Irmã Dulce é a primeira santa nascida no Brasil. Escolhi cinco nomes para falar sobre nossa primeira santa. E sabe quem estará entre os concelebrantes da Missa presidida pelo Papa Francisco, hoje? O nosso querido Padre Cosmo Francisco. A primeira Missa em honra a Santa acontecerá amanhã, também às 10h, na Igreja de Santo Antonio dos Portugueses, em Roma.

Santa Dulce dos Pobres (Foto: Divulgação)

Padre Cosmo Francisco frisa: Assim disse a Santa Quem espalha amor não tem tempo de jogar pedras.  O reconhecimento de Santa de uma mulher que sempre mostrou à família e a todos que precisavam dela que sua missão na terra era estar perto daqueles que necessitavam de ajuda. Principalmente os enfermos e mais pobres. Uma pessoa totalmente guiada pela fé, e que agora terá o titulo de Santa.

Padre Cosmo Francisco (Foto: Instagram)

Padre Hewerton di Castro: Os santos são pessoas que viveram neste mundo e que por livre escolha decidiram servir a Deus, na proposta radical do Evangelho do Cristo. Quando a Igreja reconhece  alguém com as virtudes sinais e milagres eleva aos altares…  estamos festejando a alegria de termos uma santa Brasileira, brasileira na Bahia reconhecida e aclamada por todos como santa a tanto tempo, felizes e fortalecidos na fé nos sentimos também nós, impulsionados a trilharmos o mesmo exemplo!

Padre Hewerton di Castro (Foto: Fernando Machado)

Miss Bahia, Brasil e Universo de 1968, Martha Vasconcellos: Tudo já foi dito sobre Santa Dulce dos Pobres. O que talvez pudesse acrescentar é o relato que escutei na missa pós morte de Doutor Norberto Odebrecht. O celebrante relatou que certa vez, Irmã Dulce teria ido pedir dinheiro ao empresário que ficou a aconselhá-la como gerenciar sua Obra de maneira sustentável. A freira tapou um dos ouvidos com a mão. O empresário se aborreceu e perguntou se ela não queria escutar os seus conselhos, ao que ela respondeu que sim, que estava apenas tampando um ouvido, para que os conselhos não saíssem pelo outro, mas para que ficassem arquivados: essa história de “entrar por um ouvido e sair pelo outro,” ela não estava querendo!

A bela baiana Martha Vasconcellos (Foto: Fernando Machado)

A socialite Mary Queiroz: Irmã Dulce. Quanto amor nesta pequena, frágil e doente religiosa baiana, condições quase impossíveis para a grandeza das suas realizações. Acho que este foi seu primeiro milagre. Santa Irmã Dulce, que agora está junto a Jesus e nossa Mãe Aparecida roga pelo nosso povo sofrido neste dia tão especial para nosso país. Amém!!!

A socialite Mary Queiroz (Foto: Fernando Machado)

A executiva Sheila Wanderley: “Minha amorosa, bondosa, piedosa e doce Dulce. Hoje, agora e sempre Santa Dulce dos Pobres. Sempre acreditei em vós! Sempre senti no meu coração a força do seu amor. Aquele amor poderoso que tudo transforma! Conhecemos em vós o amor mais lindo, aquele  que oferecestes a quem mais precisava, os mais humildes que nada tinham a oferecer. Sóis feita dessa pura essência de amor! O amor pleno que Jesus nos ensinou! É esse amor que me faz ser tão feliz e tão grata por tudo que sou, por todos aqueles que me cercam. Antes de sua canonização, já posso dizer que fiz um pedido e minha graça foi alcançada. Muito obrigada minha doce Santa Dulce. Serei sempre um soldado do seu exercito de bondade! Que meu coração sempre esteja conectado ao seu. Assim, nele só terá espaço para o amor! Abençoe a todos nós! Abençoe nosso Brasil! Amém!”

A executiva Sheila Wanderley (Foto: Fernando Machado)

A executiva Misa Lilioso explica como a Santa Irmã Dulce dos Pobres, chegou a nossa casa. Minha irmã Valdecira Lilioso (Cira) é médica. Algumas décadas atrás, ela era Coordenadora de Residência médica do Norte e Nordeste e Visitadora nacional, a fim de saber se o Hospital atendia ou não as exigências do programa nacional de Residência médica/MEC. O Hospital Santo Antônio, da Irmã Dulce, estava um caos, mas, minha irmã sugeriu a Comissão Nacional, fazer umas exigências a fim de adaptá-lo ao programa nacional e não o seu descredenciamento. A partir daí, começou a luta organizacional, com a chegada da Maria Rita, sobrinha da Irmã Dulce, para administrar o órgão, tudo melhorou. Por conta disso Irmã Dulce, criou um elo afetivo muito grande com Cira. Em uma das últimas visitas a Irmã Dulce, Cira, estava exausta e com uma forte dor de cabeça, então ela presenteou Cira uma touquinha, para que ela colocasse em sua cabeça, a fim de aliviar a dor, já havia prenúncios de santidade… e hoje, a nossa casa é sacrário de uma preciosa relíquia da Santa Irmã Dulce.

A executiva Misa Lilioso (Foto: Fernando Machado)

De volta para o passado

Há 105 anos, morria no Rio de Janeiro, o escritor Silvio Romero, que nasceu no dia 21 de abril de 1851.

Há 85 anos, acontecia vernissage do caricaturista cearense Mendez, no Mercado das Flores.

Há 70 anos, se apresentava no Teatro de Santa Isabel, o pianista polonês Witold Malcuzynski (1914/1977).

Há 45 anos, morria em Pernambuco, o escritor Malba Tahan (Júlio César de Mello e Sousa), que nasceu no dia 6 de maio de 1895.

Há 40 anos, morria no Rio de Janeiro, o ator Procópio Ferreira, que nasceu no dia 8 de julho de 1898.

Há 20 anos, morria no Rio de Janeiro, a cantora Dircinha Batista, que nasceu no dia 7 de maio de 1922.

Há 10 anos, morria em Pernambuco, a socialite Rilene Zarzar, que nasceu no dia 28 de dezembro de 1934.