Fernando Machado

Blog

Tag maquiador

Esquinas do Mundo

Marina Ruy Barbosa em Nova York (Foto: Divulgação)

Com minivestido em tom avermelhado e make assinada por Lavoisier, maquiador oficial de Eudora, Marina Ruy Barbosa atraiu todos os olhares durante o evento de lançamento dos produtos da marca Glam e a capa digital da revista Vogue Brasil, segunda-feira, em NYC. Interpretando uma diva dos anos 40, Marina Ruy Barbosa é a estrela da primeira capa digital animada da Vogue Brasil, em parceria com Eudora. Dirigida pelo diretor criativo, Giovanni Bianco, a atriz deu vida a personagem em um mood barroco noir com muito glamour e sofisticação.

No lançamento da Glam Carolla, Bruna Tenório, Lavoisier Schynaider e Cintia Dicker (Foto: Divulgação)

Simaria é referência em make e cuidados de beleza para muitas pessoas, seja no mundo da música ou fora dele. Sempre vaidosa, a cantora adora fazer suas próprias produções e compartilhar com seus seguidores, revelando truques, cores preferidas e quais são os produtos essenciais para sua maquiagem. Não à toa foi convidada para o New York Fashion Week por Maybelline NY, marca que é embaixadora desde dezembro do ano passado. Além de todas experiências, Simaria encontrou com a modelo internacional e também embaixadora de Maybelline NY, Gigi Hadid!

Também em NYFW, a embaixadora da Maybelline Simaria (Foto: Arthur Garcia)

Esquinas do Mundo

A Vogue Brasil celebrou, segunda-feira, seus 44 anos com um jantar especial no Bar dos Arcos, em parceria com a Iorane. O Bar dos Arcos fica instalado no subsolo do icônico Theatro Municipal, em São Paulo. O encontro resultou num grande sucesso e com muitos convidados famosos.

No jantar da Vogue Daniela Falcão, Gustavo Rabello, Sabrina Sato, Carol Rabello e Thássia Naves (Foto: Divulgação)

Fernando Torquatto e sua obra (Foto: Brasil News)

O maquiador e fotografo Fernando Torquatto lançou o seu livro e exposição Torquatto, quinta-feira, no Lounge One, do Shopping JK Iguatemi, em São Paulo. A obra tem a direção criativa de Clayton Carneiro e o texto de Antonio Trigo. A reunião foi muito concorrida e prestigiada.

Variedades

No dia 1º de Setembro, aconteceu o casamento da blogueira Chiara Ferragni com o cantor Fedez, em Noto, na Sicília. A beleza leve e iluminada de Chiara foi assinada pela marca francesa Lancôme, e feita pelo seu maquiador habitual Manuele Mameli. Entre os produtos da Lancôme utilizados estava o Monsieur Big Waterproof, máscara para cílios a prova d’água, à prova de suor e de manchas, que acaba de chegar no Brasil.

A blogueira Chiara Ferragni no dia do seu sim (Foto: Divulgação)

As listras ganham um novo sentido na moda, além do mood navy. Mais do que democrática, esta tendência vitalícia chega com mais força nas estações mais quentes do ano e vai fazer parte tanto do closet esportivo, como do haute couture, ao mesmo tempo. Seguindo esta proposta, a Piccadilly traz diferentes padronagens em tênis, scarpins, chanel peep toe e tamancos da sua nova coleção Primavera/ Verão 18-19.

Rogéria virou purpurina

Morreu segunda-feira no Rio de Janeiro, o travesti como ela mesma gostava de ser chamada, Rogéria. Tinha 74 anos de idade e foi a partir de 1964 que Astolfo Barroso Pinto ao atuar como maquiador TV Rio, onde incursionou como parte dos caminhos de muitas divas como Emilinha Borba, Marlene, Dalva de Oliveira, Elizete Cardoso, Elis Regina, Angela Maria, Bibi Ferreira e Fernanda Montenegro. Nunca se meteu em escândalos e por conta disso, era considerada o travesti da família brasileira.

Emilinha Borba sendo maquiada por Astolfo Barroso Pinto (Foto: Divulgação)

Rogéria irradia glamour (Foto: Divulgação)

Seus amigos do Recife, quando citaríamos o coiffeur Moacir Freire e figurinista Paulo Carvalho, estavam tristes com a notícia de sua morte. O travesti Eloina, que atuou no filme Divinas Divas, estava no velório no Teatro João Caetano, em estado de choque. Grandes nomes do mundo artístico estavam lá reverenciando Rogéria. Bibi Ferreira deu um depoimento lindo para sua maquiadora. A artista performática, Rogéria, se inspirou como vedete na musa Marilyn Monroe. E como afirmava sempre, “quando a gente morre vira purpurina”.