Fernando Machado

Blog

Tag falas

Encontro Nacional das Acefistas

Georgia Bartolo, Myrta Bravo, Marilia Elihimas e Mariza Lima (Foto: Fernando Machado)

Adacy Almeida, Maria do Carmo Figueiredo, Socorro Urtiga, Lindalva Gonçalves e Leda Figueiredo (Foto: Fernando Machado)

Um encontro dos mais bonitos aquele que aconteceu, terça-feira, à noite, no Recife Praia Hotel, no Pina, para marcar a abertura da 96ª Reunião do Conselho Nacional da ACF, cuja presidente é a senhora Mariza Lima, de Minas Gerais. Ano passado o encontro aconteceu em São Paulo. O encontro nacional das acefistas, que termina hoje, no Recife, tem a coordenação da presidente da ACF de Pernambuco, Marilia Elihimas.

Alice Elihimas e Jucileide Silva (Foto: Fernando Machado)

Elba Guerra, Terezinha Botelho e José Geraldo de Araújo (Foto: Fernando Machado)

A ACF nacional tem 14 afiliadas, mas apenas vieram representantes da Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco e São Paulo. A reunião visa troca de experiências, rever a missão, os valores e fortalecer a entidade. Tivemos a execução dos hinos do Brasil e de Pernambuco, executados pelo violinista Max Antônio, que também fez o fundo musical durante o jantar.

Elza Duran, Diva Graça, Rosani Cunha e Junia Lima (Foto: Fernando Machado)

Jucinete Souza, Deneuza Mota Lima, Marilda Sampaio, Adail Oliveira e Lucia Maia (Foto: Fernando Machado)

Tivemos as falas de Marilia Elihimas e Mariza Lima, além da palestra, por sinal excelente, do sociólogo e advogado Ivo Dantas. A primeira Associação Cristã Feminina criada no Brasil foi em São Paulo em 1920 e a segunda a de Recife em 1940, graças ao empenho da primeira dama do Recife, Julieta Pereira Borges. Antes de ser servido o jantar tivemos um momento de oração. Primeiro foi rezado o Padre Nosso e depois uma Ave-Maria.

Luana Silva, Jaqueline Rosas e Consuelo Fontes (Foto: Fernando Machado)

Maria José e Ivo Dantas (Foto: Fernando Machado)

O jantar de a gente comer rezando para Nossa Senhora da Conceição foi grifado pelo chef Carmil. No cardápio mix de folha nobres, salada mista com ovos de codorna, macaxeira, fettuccine, molho pomodoro, batata assada, lombo paulista ao molho Roti, filé de peixe grelhado, sopa de carne e legumes e arroz branco. Para sobremesa salada de frutas. Tudo isso regado aos sucos de goiaba e cajá.

Marilia Elihimas e Marly Burle (Foto: Fernando Machado)

O violinista Max Antônio (Foto: Fernando Machado)

Uma Queda da Bastilha pós moderna

O cônsul geral da França Romain Louvet (Foto: Fernando Machado)

Este ano, a Queda da Bastilha no estilo pós moderno foi comemorada no Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM) foi criado em 24 de julho de 1997, em homenagem ao artista plástico, designer e ativista cultural pernambucano, na Rua da Aurora. Está instalado em um antigo casarão do século XIX onde funcionou o Clube Internacional do Recife, de 28 de novembro de 1914 até 16 de fevereiro de 1938 quando passou para a Praça do Benfica. O prédio de três andares lembrando estilo neoclássico.

A vice cônsul da França Natacha Boguchi (Foto: Fernando Machado)

A diretora do MAMAM Beth da Matta (Foto: Fernando Machado)

No dia 31 de janeiro de 1948, a senhora Julieta Pereira Borges ao lado do cronista social Altamiro Cunha, movimentaram o I Bal Masqué do CIR. Foi neste set de muita história que o cônsul geral da França, Romain Louvet, realizou a sua primeira recepção em comemoração à Festa Nacional da França. E olha que foi uma noitada de muitas surpresas. O cônsul Louvet recebia os convidados, no fopyer, ao lado da diretora do MAMAM, Beth da Matta.

O cônsul geral dos EUA John Barrett e o vice cônsul de Portugal Marcos Ferreira de Melo (Foto: Fernando Machado)

Anne e Armando Vasconcelos na mostra de Daniel Santiago (Foto: Fernando Machado)

Quando se entravava para o grande salão, um susto. O décor era formado por muitas camas, fazia parte da performance de algum artista. No primeiro andar os convidados puderam contemplar a exposição batizada de A Bela Aurora do artista plástico Wilton de Souza. No segundo outra exposição a do artista plástico Daniel Santiago. As duas mostras por sinal são excelentes. Os tradicionais discursos foram outro suspense.

Wilton de Souza diante da sua exposição (Foto: Fernando Machado)

Marie Claire, Caju, Terezinha do Acordeon, o maestro Renato Accioly, Livia da Matta, Julio César e Karine (Foto: Fernando Machado)

Tivemos três falas. A primeira do secretário do consulado Jean-Robert Yago, o segundo da assessora Cultural Jeanne de Larrad e do próprio anfitrião. Um detalhe: Tudo em áudio. Todos procuravam os falantes e não encontravam. Sem dúvida um suspense. Depois tivemos a execução dos hinos do Brasil, da Comunidade Europeia (9[ Sinfonia de Beethoven) e o da França (La Marseillaise), também áudio, tocados pelos seis sanfoneiros (Caju, Marie Claire, Julio César, Marie Claire, Terezinha do Acordeon, Livia Matta e Karine).

João Otávio Pimentel e sua avó, Sonia Freyre (Foto: Fernando Machado)

O secretário Giovani Oliveira à côté Fátima Naomi Takada (Foto: Fernando Machado)

O bufê foi grifado Du Francês de Benoit e Simone Paquereau, cuja fábrica fica na cidade Pombos. Ele francês, especialista em fabricação de queijos e está no Brasil há 18 anos, ensinando essa arte. No cardápio tínhamos 30 tipos de queijos. O queijo de coalho maturado foi muito degustado. A sobremesa foi grifada pelo chef Joca Pontes do Restaurante Ponte Nova. Tudo isso regado a champanha e vinhos franceses.

Jeanne de Larrad e Margot Gallot, assessoras de Cultura e Imprensa do consulado (Foto: Fernando Machado)

Obrigado, minhas amigas!

A foto oficial do encontro das minhas amigas (Foto: Divulgação)

Alizete Maynard, Geralda Farias e Mônica Gil Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

Ontem dezessete amigas movimentaram um almoço no The Black Angus, em Boa Viagem, para comemorar meu aniversário, que ocorreu, anteontem, dia de Santo Antônio. Fiquei feliz porque elas são leitoras do blog e foi uma coisa espontânea. Não tivemos os tradicionais parabéns para você e nem corte de bolo, como é meu estilo. Obrigado, minhas amigas!

Eliana Lapenda Guerra, Lourdes Barreto e Ana Carazzai  (Foto: Fernando Machado)

Eliane Neves Baptista, Ana Lucia Belo e Tinane Almeida (Foto: Fernando Machado)

Tivemos algumas falas como as de Alizete Maynard, Eliane Neves Baptista, Geralda Farias, Lourdes Barreto, Mônica Gil Rodrigues e Tatiana Marques. Adorei ouvir seus depoimentos, destacando minha forma de sempre: simples, solidário e amigo. Todas elogiaram o nosso blog pela maneira como escrevo uma matéria. “Parece que a gente está na festa”, confessou Tinane Almeida. Da Italia, Alice Souza Leão mandou uma mensagem via Zap para mim.

Fátima Peixoto, Cristina Vita e Djamare Pedrosa (Foto: Fernando Machado)

Lulu Pinheiro e Alizete Maynard (Foto: Fernando Machado)

As seções De Volta para o Passado, Recordar é Viver e sobre as misses, foram muito elogiadas. Cristina Vita lembrou que vibra ao rever os concursos de misses, via o blog. O maior missologo do Brasil, o baiano Roberto Macedo ligou de Salvador, da festa de aniversário da Miss Universo de 1968, Martha Vasconcellos, que em estilo infantil, para atender as netas. E Martha, que aniversaria domingo, aproveitou para me parabenizar e eu o dela. Fiquei muito contente.

Sonia Fernandes e Ana Margolis (Foto: Fernando Machado)

Tatiana Marques e Elisa de Castro (Foto: Fernando Machado)

 

 

A noite do embaixador Antonio Bernardini

Aconteceu quinta-feira, à noite, na Casa d’Italia, leia-se a presidente Tereza Lagioia, na Fernandes Vieira, uma recepção em torno do embaixador da Itália do Brasil, Antônio Bernardini, oferecida pelo novo cônsul da Itália no Nordeste, Gabor de Zagon, ao lado de sua esposa Iohanna Weiss muito elegante by Morena Rosa. A embaixatriz, Ornella Bernardini, somente chegou ao Recife na sexta-feira.

Iohanna Weiss, Gabor de Zagon, Tereza Lagioia e Antônio Bernardini (Foto: Fernando Machado)

O cônsul geral da França Romain Louvet, Elodie e Fábio Clerici (Foto: Fernando Machado)

O prédio da Casa d’Italia no estilo neoclássico, tem uma área de 6mil e 800m², e é datado do século 20 e foi adquirido pela entidade no dia 12 de novembro de 1937, na gestão do então presidente da Casa d’Italia, o cônsul Ettore Primitti. A Sociedade foi fundada em 17 de junho de 1937, pela colônia com o objetivo de se confraternizar. Participaram da reunião o cônsul Ettore Primitti, Rafaele Adolbbati e Luigi Benzullo, entre outros lideres italianos no Recife.

O vice-cônsul de Portugal Marco Ferreira de Melo e Francesca Matarazzo (Foto: Fernando Machado)

A cônsul geral da China Li Feiyue e o marido, embaixador Gao Kexiang (Foto: Fernando Machado)

Antes de ser servido o jantar tivemos nos jardins, a execução do hino do Brasil cantado pelo tenor Jefferson Bento e pela soprano Tarciana Damião. Na sequência o da Itália cantado pelo barítono Rodrigo Cruz. Depois subiu ao tablado montado sob uma frondosa mangueira, Attilio Dall’Olio que comandou o cerimonial. Tivemos as falas do cônsul Gabor de Zagon, do embaixador Antonio Bernardini e de Tereza Lagioia.

Dorina Riccaldi, Vincenza Volino e Marco Baldan (Foto: Fernando Machado)

O vice-cônsul da Venezuela Darwin Fuentes e Zasha Guige (Foto: Fernando Machado)

Também um grupo de ópera, formado por alunos da Dante Alighieri apresentou peças de Verdi, Händel, Mozart, Donizetti, Puccini e finalizando Tarciana Damião, Eudes Naziazeno e Jefferson Bento cantaram Brindisi (La Traviata). Maraiza Morais e Wiliam Araujo dançaram La Tarantella e como era o Dia do Frevo dançaram Vassourinha. Ao teclado estava o pianista Jetro Rodrigues.

Grace e Francisco Rosário com Iohanna Weiss e Gabor de Zagon (Foto: Fernando Machado)

Patricia top by Animale e saia by Selfridge Mauricio Rands (Foto: Fernando Machado)

O jantar de fazer inveja a Apicius foi grifado pelo Il Pastificio, leia-se o chef Paolo Cacitti. No cardápio tínhamos grocci al ragu, lasagna pesto e ricotta, penne Allá Sorrentina, baccalá gratinado, tatata rústica, burrat e crudo, insalat (gamberi, riso e di maré), além de vitello tonnato. Tudo isso regado por prosecco Carpenê Malvolti, vinho La Marchesana primitivo Puglia, e aperitivo Aperol.

Mauricio Rands e Antônio Bernardini (Foto: Fernando Machado)

Iohanna Weiss, Gabor de Zagon com Vera Priori (Foto: Fernando Machado)

La serata bellissima podemos sentir que este cônsul vai marcar época no Recife. Além de simpático e elegante Gabor de Zagon, ao lado da sua bonita esposa, Iohanna Weiss, recebem muito bem. Depois de dois anos ausente do Recife o Consulado da Italia volta a causar. Complimenti, Gabor e Iohanna. Sai da Casa d’Italia com aquele gostinho de quero mais.

  • 1 2 7