Fernando Machado

Blog

Tag falas

Parabéns, Eliana Guerra!

Eliana Lapenda Guerra e a filha Alessandra (Foto: Fernando Machado)

O The Black Angus, em Boa Viagem, ontem, estava uma animação só, por conta do almoço adesão de aniversário da Procuradora Eliana Lapenda Guerra que estava em grande tarde num deux pièces nas cores verde bandeira e verde musgo. Eliana não quis presentes e cada convidada doou 50 reais para a Associação dos Ostomizados de Pernambuco. O encontro foi coordenado por Mônica Gil Rodrigues.

Alizete Maynard e Fátima Peixoto (Foto: Fernando Machado)

Avelina Ferraz e Carminha Jarolavsky (Foto: Fernando Machado)

Cristina Gondim, Tinane Almeida, Tania Spinelli e Eliane Neves Baptista (Foto: Fernando Machado)

Um DJ colocou nas picapes os hits do passado tendo como contraponto as musicas atuais. A Eliana Guerra deu colares e óculos para as convidadas entrarem no clima de alegria. As Frenéticas, Lulu Santos, Elizeth Cardoso, Rita Lee, Roberto Carlos levaram o grupo à loucura. Despacito fez o maior sucesso como sempre.

Cristina Vita e Judith Pinheiro (Foto: Fernando Machado)

Eliana Lapenda Guerra e Mônica Rios Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

Fátima Maia, Rosinha Spinelli e Vera Costa (Foto: Fernando Machado)

E como não podia faltar tivemos falas e os tradicionais parabéns para você e o corte de bolo by Maria de Lourdes Reis da Dillupcake. A aniversariante agradeceu e Eliane Neves Baptista, Lourdes Barreto, Tereza Bitu Canuto, Alizete Maynard, Elisa Castro e Mônica Rios Rodrigues, deram depoimentos sobre Eliana Lapenda Guerra.

Lídia Lopez e Ana Carazzai (Foto: Fernando Machado)

Para o Imperador Naruhito

O Imperador Akihito, de 85 anos, abdicou sua função em prol do filho o Principe Naruhito, de 59 anos, encerrando a Era Heisei, que agora é o novo Imperador do Japão e abre uma nova era em 200 anos. A Reiwa, que em português significa bom ou ordem e harmonia. E por conta deste gesto o cônsul geral do Japão no Nordeste do Brasil, Jiro Maruhashi, abriu as portas do seu apartamento na Avenida Boa Viagem, para uma recepção petit comité.

O cônsul geral Jiro Maruhashi e o cônsul Tadao Furukawa (Foto: Fernando Machado)

Durante o encontro tivemos três falas: a do cônsul geral Jiri Maruhashi, a da embaixadora Katia Gilaberte, Chefe do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores para o Nordeste, (lembrou que sua primeira missão diplomática foi no Japão e que testemunhou as três eras) e a do próprio Imperador Naruhito, via  por sinal seu primeiro discurso após ascender ao trono na cerimônia Sokui-go-Choken-no-gi.

A embaixadora Katia Gilaberte e a cônsul geral da Alemanha Maria Köenning de Siqueira Rregueira (Foto: Fernando Machado)

Asssim falou o Imperador: “Eu sucedi ao trono conforme estipulado pela Constituição do Japão e pela Lei de Medidas Especiais sobre a Lei da Casa Imperial. Quando penso nas grandes responsabilidades que assumi, me sinto repleto de um sentimento solene. Refletindo sobre o passado, Sua Majestade, o Imperador Emérito, orou pela paz no mundo e felicidade do povo japonês por mais de 30 anos”.

O Superintende da Policia Federal Carlos Henrique Sousa e o cônsul geral dos EUA John Barrett (Foto: Fernando Machado)

-Sua Majestade compartilhou da felicidade e tristeza do povo em todos os momentos, mostrando grande dedicação por meio de suas próprias ações, e cumpriu cada um de seus deveres com sinceridade. Eu gostaria de expressar meu profundo respeito e gratidão pela atitude que Sua Majestade, o Imperador Emérito, demonstrou como símbolo do Estado. Conforme sucedo ao trono, estou refletindo profundamente sobre o caminho tomado por Sua Majestade, o Imperador Emérito.

O major Kazuhita Toda, o mar-e-guerra Mauricio Bravo, o general Carlos Duarte Pontual de Lemos e o brigadeiro César Farias Guimarães (Foto: Fernando Machado)

E conclui: “Terei em mente os feitos dos Imperadores no passado, e irei me esforçar para me aperfeiçoar. Juro cumprir meus deveres, como símbolo do Estado e da unidade do povo, em conformidade com a Constituição, sempre pensando sobre a população e a apoiando. Eu desejo sinceramente a felicidade do povo, o crescente desenvolvimento da nação, e a paz em todo o mundo”.

O cônsul de Portugal Marco Ferreira de Melo, a jornalista Jô Mazzarolo e colunista social João Alberto (Foto: Fernando Machado)

Na sequencia foi servido um jantar tipicamente japonês, assinado pelo chef japonês Maruyama, que contou de sushi-niguiri (salmão / atum / carpacho de camorim / tamagoyaki (ovo frito) / ovo de peixe voador), gunkan de salada, futomaki de atum e de abacate com cobertura de gengelim, hosomaki de pepino; tempra de camarão, yakisoba de frutos do mar, berinjela cozido com espinafre, tofu frito e nozes Salada.

A superintendente da Infraero Elenilda Cunha e a cônsul da Venezuela Sonia Rossel (Foto: Fernando Machado)

Para sobremesa foi servida torta de chocolate e chocolate branco com cobertura de matcha, bolo de goiaba com cobertura de creme de baunilha, pudim, frutas variadas (melancia/melão/ uva/ abacaxi). Tudo isso regado sake de Koimari, cachaça de ameixa e chá verde. Sem dúvida uma noite histórica para o mundo que marca a nova era Reiwa. A diva da imprensa Jô Mazzarolo esteve recentemente no Japão e voltou encantada com tudo que viu.

 

Sala Lybia Queiroz Maranhão

Margot Monteiro e Sydia Maranhão (Foto: Eunice Couto)

Margot Monteiro, Gilberto Freyre Neto e Marta Freire (Foto: Eunice Couto)

O Museu do Estado, cuja diretora é a artista plástica Margot Monteiro, inaugurou mais um ambiente na Casa. Estamos nos referindo à Sala Lybia Queiroz Maranhão. Nela está uma sala de estar composto de 13 peças, do século 19. Um conjunto com marquesão e quatro cadeiras com braços, uma escrivaninha com cadeira, dois tapetes sendo um francês de parede e três lustres (dois de cristais e um em bronze).

Maria Digna Pessoa de Queiroz, Sydia Maranhão, Thereza Lapa Carneiro de Albuquerque e Vera Correa de Araujo (Foto: Eunice Couto)

Para enriquecer mais o local, o arquiteto Carlos Augusto Lira fez a montagem, completou com uma sala de jantar do acervo do museu, assim como cinco quadros do pintor pernambucano Teles Junior (1851/1914). O Museu do Estado de Pernambuco foi criado em 8 de fevereiro de 1929, pelo Governador Estácio de Albuquerque Coimbra. Seu primeiro diretor foi o jornalista Aníbal Fernandes.

Betânia Peixoto e Hilda Queiroz (Foto: Eunice Couto)

Na cerimônia de inauguração do espaço tivemos duas falas: a da diretoria Margot Monteiro e a do Secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto. Ambos enalteceram o valor da doação feita pela família de dona Libinha Maranhão (1917/2015), via Sydia Maranhão. Depois foi servido um coquetel cortesia do Clã Maranhão. Muita gente da família da homenageada, e amigas principalmente aquelas frequentavam os almoços que Libinha oferecia na sua casa às quartas-feiras, fizeram questão de participar do encontro.

Maria do Carmo Calado, Gilberto Freyre Neto e Rinaldo Carvalho (Foto: Eunice Couto)

Informação cultural: O palacete é do século XIX, pertenceu a Augusto Frederico de Oliveira, filho do Barão de Beberibe, tornou-se sede própria do Museu do Estado de Pernambuco a partir de 1940. No começo do século XX, o prédio foi modificado com o acréscimo do segundo pavimento e, em dezembro de 1951, foi incorporado ao patrimônio do Museu um novo pavilhão, denominado de Anexo I, ampliando o espaço cultural para novas atividades.

Geralda Farias (Foto: Eunice Couto)

Os historiadores Reinaldo Carneiro Leão e José Luiz da Mota Menezes (Foto: Rinaldo Carvalho)

  • 1 2 9