Fernando Machado

Blog

Tag bailarina

De volta para o passado

Há 135 anos, nascia em Pernambuco, o jornalista Oswaldo da Silva Almeida, que criou o Frevo, que morreu no dia 11 de julho de 1954. (Foto: Jornal Pequeno)

Há 115 anos, nascia no Pará, o mestre de jiu-jítsu Carlos Gracie, que morreu no dia 7 de outubro de 1994.

Há 90 anos, estreava no Teatro do Parque, a Cia Nacional de Revistas, dirigido pelo ator Alfredo Silva, com a peça Tim Tm, por Tim Tim. No elenco Antonia Denegri, Alfredo Silva, Brandão Sobrinho, Dyla Brandão, Pedro Celestino, Alfredo Silva, Chaves e J. Sampaio.

Há 90 anos, morria na França, a bailarina Isadora Duncan, que nasceu no dia 27 de maio de 1878.

Há 90 anos, deixava o Recife, com destino à Europa, pelo vapor Arlanza, o urbanista francês Alfred Agache, que veio repaginar o urbanismo do Recife.

Há 35 anos, morria em Mônaco, a princesa Grace Kelly, que nasceu no dia 12 de novembro de 1929.

Há um ano, morria em Pernambuco, o maestro José Nunes, que nasceu no dia 22 de julho de 1931. (Foto: Priscila Buhr)

De volta para o passado

Há 105 anos, era realizado pela primeira vez no Brasil, o oratório do maestro abade Lorenzo Perosi (1872/1956), no Teatro de Santa Isabel. Foi um acontecimento no Recife.

Há 80 anos, nascia em São Paulo, empresário Beto Carrero, que morreu no dia 1 de fevereiro de 2008.

Há 65 anos, estreava na Radio Jornal do Comercio, a cantora Dolores Durand.

Há 60 anos, se apresentava no Teatro de Santa Isabel, a bailarina norte-americana Iva Kitchell. (1908/1982)

Há 55 anos, morria no Recife, o cônsul da Itália, Ciro Manzo.

De volta para o passado

Há 105 anos, no Liceu de Artes e Ofícios, acontecia vernissage do artista plástico Antonio Ferreira.

Há 65 anos, estreava na Rádio Tamandaré o cantor Agustin Lara, Consuelo Vidal, Dora Gimenez e Marco Antônio Tovar e Orquestra. (Foto: O Cruzeiro)

Há 60 anos, estreava no Teatro de Santa Isabel, a bailarina Nina Verchinina.

Há 60 anos, chegava ao Recife, o campeão olímpico de 1948 e 1952, de atletismo, o norte americano Bob Mathias (1930/2006).

Há 45 nos, morria no Rio de Janeiro, o dramaturgo Oduvaldo Viana, que nasceu no dia 27 de fevereiro de 1892.

Há 25 anos, morria no Rio de Janeiro, a cantora Zilá Fonseca, que nasceu no dia 12 de abril de 1929.

Há 15 anos, morria em Pernambuco, poeta Arnaldo Tobias, que nasceu no dia 15 de novembro de 1939.

Há 15 anos, morria no Rio de Janeiro, o ator Mário Lago, que nasceu no dia 26 de novembro de 1911.

Há 10 anos, morria na França, o ator Jean-Claude Brialy, que nasceu no dia 30 de março de 1933.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, a viúva de Luiz Bandeira, a pintora Iracema Bandeira, que nasceu no dia 10 de junho de 1923.

A Bailarina e o Palhaço

Inspirado nas tantas histórias de amores sublimes e desvairadas paixões, o A Bailarina e o Palhaço traz o singelo e clássico amor entre o Palhaço e a Bailarina, representado via um belo adágio acrobático. Duba Becker e Helena Figueira dão vida aos personagens lúdicos da peça, e utilizam o público na ação, desenvolvendo uma comédia romântica dividida em três pequenos atos narrados por um espectador. Para a composição dos personagens a companhia mergulhou em duas pesquisas distintas com treinamento diário.

Helena Figueira e Duba Becker em cena (Foto: André Scatolin)

A primeira foi o duro treinamento físico e acrobático. A segunda foi a parte musical, não apenas para cantar afinado, mas para desenvolver o com fôlego depois de 40 minutos de atividade física intensa. Para isso a integração da Cláudia Rodrigues no processo foi essencial. A Bailarina e o Palhaço, representar a arte circense brasileira em Lisboa, Madrid e Argentina, se apresenta hoje às 20h, na Avenida Nações Unidas, 5115, Jardim Brasil, em Bauru, em São Paulo.