Fernando Machado

Blog

Tag São João

Notícias do Ceará

A cantora Elba Ramalho se apresentou em Juazeiro do Norte (CE) e elogiou a programação do Juaforró 2009. A paraibana apresentou em seu repertorio a autentica música nordestina. Num dos momentos do show, Elba disse: “Parabéns prefeito Santana e equipe, pela organização e beleza dessa festa. Vocês não estão diferentes em nada de Campina Grande e Caruaru.”

ce-elba-ramalho
Elba Ramalho (Foto: Bebeto Vieira)

Outros artistas e bandas de renome participaram do Juaforró como Leonardo, Banda Líbanos, Forró Remexe, Boca de Moça, Forrozão Cara de Pau, Fabio Carneirinho, Jota Farias, Joãozinho do Exu e Valter Brasil. Quem nos informa é Rogerio Almeida.

Festas juninas

Quem deseja cair no forró no litoral norte pernambucano pode se dirigir a Abreu e Lima que o município fará valer a festa de São Pedro. No dia 28 a cidade recebe os shows de Irah Caldeira, Carta de Baralho e Mel com Terra; no dia 29 é a vez das apresentações de Os Cabras do Forró, Josildo Sá, Forró Moral e Amigos Sertanejos.

O prefeito de Timbaúba, Marinaldo Rosendo, cumpre circuito político no São João. Depois de participar da festa junina na fazenda do senador Sérgio Guerra, o prefeito e a primeira-dama, Ana Alice, foram prestigiar, sábado, os festejos juninos de Caruaru.

governador-robertopereira
Ana Alice e Marinaldo Rosendo no Pátio de Eventos de Caruaru (Foto: Roberto Pereira)

A artista plástica e recreadora hospitalar Ziza Pantoja está comandando um verdadeiro arraiá com as crianças no Hospital Esperança. Ela conta histórias inspiradas no período junino e faz teatrinho de bonecos com os pequenos, entre outras surpresas.

Anotações do Cotidiano

n-casa-moca-bonita1
A Casa Moça Bonita (Fotos: Divulgação)

O diretor regional da Natura, Renato Abramovich, esteve esta semana conhecendo o São João de Caruaru. A Natura montou uma casa, intitulada Moça Bonita e o local virou o point da festa. No camarote o Renato recebeu as consultoras Natura e pessoas que estavam circulando pelo local, como o ex-governador Mendonça Filho.

n-mendonca-filho-renatoabramovich
Mendonça Filho e Renato Abramovich

O diretor adjunto do curso de direito da Faculdade dos Guararapes e superintendente do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem Carlos Eduardo Vasconcelos, seguiu domingo até São Paulo a fim de participar do VI Encontro de Mediação e Arbitragem do Mercosul.

carlos-eduardo-vasconcelos
Carlos Eduardo Vasconcelos (Foto: Divulgação)

Faleceu em Maceió (AL) o jornalista de turismo Carlos Alípio Gomes da Silveira. Ele era o editor do Jornal Top Tur de Maceió e colaborador do Jornal Brasilturis (SP). A viúva Márcia Almeida vai continuar o seu trabalho no jornal.

alipio-rogerioalmeida
Carlos Alípio (Foto: Rogerio Almeida)

O médico ortopedista Fernandes Arteiro viaja a Munique, na Alemanha, onde participa do Congresso de Artroscopia do Tornozelo, que começa amanhã. Depois estica até Barcelona, na Espanha, numa reciclagem profissional com o professor Viladot, serviço de referência no mundo na área ortopédica.

O município de Jucati pegou fogo ontem à noite com seu São João. No arraial quadrilha matuta, gastronomia à base do milho e arrasta-pé. Não esquecer que a juventude dançou ao som do baião, do forró e do xaxado. Destaque-se as bandas Grupo Gaiattos e Forrozão Fama Show, esta do projeto São João nos Municípios, realização da CTI-NE com o apoio do Governo Federal, leia-se o Ministério do Turismo.

Notícias da Bahia

“Queremos divulgar a sanfona de oito baixos, que ficou muito esquecida depois das de 120”. A afirmação é do Paulo Macedo, organizador do primeiro encontro voltado para a modalidade em Salvador, que aconteceu sábado, no Largo Pedro Arcanjo, no Pelourinho.

Segundo ele, o instrumento, que corre o risco de desaparecer, é uma tradição que é passada de pai para filho em todo o Nordeste do Brasil. Da Paraíba, vieram especialmente para o Pelourinho os irmãos e Luisinho Calixto. Com 60 anos de sanfona, é um dos que torcem para que a tradição seja mantida

O sanfoneiro Rato Branco, que veio de Euclides da Cunha, no Sertão da Bahia, também completou o time. O músico que tem 35 anos de ofício disse que a preferência pelas sanfonas mais modernas se dá pela facilidade em tocar, uma vez que os instrumentos de oito baixos exigem mais técnica.