Fernando Machado

Blog

Notícias da Bahia

Onze dos 14 curtas-metragens em competição no III Festival de Cinema Baiano (Feciba) foram contemplados nas diferentes categorias da premiação, que ocorreu quinta-feira, à noite, no Cine Santa Clara, em Ilhéus. Escolhido como melhor filme pelo júri técnico, Ser Tão Cinzento, do cineasta Henrique Dantas, recebeu R$ 2 mil, enquanto o prêmio máximo, R$ 3 mil, ficou com Arremate, de Rodrigo Luna, o filme mais votado pelo júri popular. Único curta premiado em duas categorias, A Cartomante, de Adriano Big, levou para casa os troféus de Melhor Direção (Adriano Big) e Melhor Atriz (Andrea Nunes).

Os premiados foram Adriano Big, por A Cartomante (Direção), Marcelo Matos de Oliveira e Wallace Nogueira, por Menino do Cinco (Roteiro), Haroldo Borges e Remo Albornoz, por A Descoberta (Direção de Fotografia), Carina Rosa por O Convite (Direção de Arte), Murilo Deolino e Danilo Umbelino, por O Menino Invisível (Montagem), Ayam Ubrais e Ismera Rock, por Luzir de Antanho (Trilha Sonora), Cláudio Marques, por Desterro (Desenho de Som), Wagner Avelino, por Veraneio (Ator), Andréa Nunes, por A cartomante (Atriz) e Laje do Céu, de Leonardo França (Prêmio ABCV).

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.