Fernando Machado

Blog

Premio Tavares Correia II

b-helia-scheppa-fabiana-moraes

A fotografa Helia Scheppa e a jornalista Fabiana Moraes (Foto: Fernando Machado)

O 4º troféu Cristina Tavares na categoria Internet (Reportagem, Reportagem Especial e Série Eletronica) foi entregue por Ricardo Costa aos vencedores Diogo Menezes, Hélia Scheppa, Karla Tenório, Marcos Pastich Rodrigo Lobo e Veronica de Almeida Silva com Expedições Doenças sem Fim. O 5º prêmio foi entregue pelo presidente da Fundação de Cultura da Cidade do Recife, Roberto Lessa (deixou o recinto em seguida) aos jornalistas Everson Teixeira da Silva, Julio Francisco da Costa Neto e Marilia Alves Banholzer da matéria Radiojornalismo a reportagem Indústria, O desenvolvimento além das máquinas.

b-everson-teixeira-andré-duarte

Os jornalistas Everton Teixeira e André Duarte levaram para casa as estatuetas (Foto: Fernando Machado)

Coube ao secretário de Imprensa da Prefeitura, Carlos Percol, que ficou até o final, entregar o 6º troféu Telejornalismo (Documentário) para Pedro Guimarães, Roberta Raquel Coutinho e Ulisses Antonio Brandão de Souza com Gonzagão. O 7º premio foi o de Telejornalismo (Reportagem, Série e Reportagem Especial) de Eliana Victorio que recebeu o troféu de Ana Paula Teixeira pelo trabalho Liberdade Aprisonada. Já oitavo o de  Jornalismo Impresso (Charge), quem entregou foi o Secretário de Comunicação de Jaboatão dos Guararapes, Jorge Lemos para Samuca (Samuel Rubens de Andrade) pelo trabalho Comissão da Verdade.

b-eliane-victoria

Eliana Victoria arrasou nos agradecimentos (Foto: Fernando Machado)

O nono premio foi o de Jornalismo Impresso (Desenho para Imprensa) e quem entregou para Gregório de Holanda Vieira pelo O Maior Inimigo dos Estados Unidos, foi o vice-presidente do Sindicato Chico Carlos. Cristiane Marins entregou o 10º troféu o de categoria Jornalismo Impresso (Criação Gráfica), que foi para Vladimir Barros de Souza com Guia Olimpiadas 2012. O 11º Prêmio o Jornalismo Impresso (Foto Sequencia e Ensaio Fotografico), entregue por Rafael Nunes foi novamente para Hélia Scheppa com a reportagem A Vida é Nelson.

b-antonio-tiné-ariadne-quintella

Antonio Tiné e Ariadne Quintella diante do Santa Isabel (Foto: Fernando Machado)

O 12º troféu o da categoria Jornalismo Impresso (Foto Isolada) foi para Hélia Scheppa com Na Linha do Choque – Criança diante de efetivo do Batalhão de Choque, entregue por Ana Claudia Eloy, pois o secretário Waldemar Borges não deu as caras. O 13º troféu foi o da categoria Texto (Reportagem e Reportagem com Dedobramento), cujo vencedor foi André Duarte de Oliveira Souza com Entulhados. Quem deveria ter entregue o troféu era o secretário de Imprensa do Estado, Evaldo Costa, que fez forfait. Quem o substituiu foi o vice-presidente do Sindicato Chico Carlos.

b-ulisses-brandão-roberta-coutinho

Ulisses Brandão e Roberta Coutinho com o troféu (Foto: Fernando Machado)

O último prêmio foi o de Impresso (Texto, Séries, Coberturas Especiais, Reportagens Especiais e Cadernos Especiais que foi para José Teles da Silva Filho (Não pode comparecer) com No Rastro de Lua 100 Anos de Gonzagão. Quem entregou foi Roberto Baraldi. Depois somente cumprimentos, abraços, comer e beber, que ninguém é de ferro. O coquetel, impecável, no foyer foi grifado pelo chef Jorge Romanguera, do restaurante Pantagruel.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.