Fernando Machado

Blog

Um nome que a história guardou

Zequinha, ou José Ferreira Franco, que nasceu no Recife, no dia 18 de novembro de 1934, foi uma estrela incontestável nos campos. Sua incursão com uma bola começou logo cedo, por volta dos 10 anos quando estudava na Escola Frei Cassimiro, em Santo Amaro.

z-santa-cruz
Zequinha quando atuava no Santa Cruz (Fotos: Arquivo da familia)

Aos 20 anos os olheiros notaram as suas habilidades, suas jogadas faziam bem aos olhos. A partir de 1954, Zequinha começou a ter seus momentos de esplendor, quando foi jogar no Auto Esporte do Recife, ficando um ano. Como era torcedor do Náutico foi tentar a sorte nos Aflitos, mas por conta de sua cor, era considerado negro, não foi aceito.

z-palmeiras
Campeão pelo Palmeiras em 1966: Djalma Santos, Valdir de Moraes, Minuca, Djalma Dias, Zequinha e Ferrari. Agachados Galhardo, Ademar, Servilio, Ademir da Guia e Rinaldo.

Então foi emprestar seu talento ao Santa Cruz e em 1955 estava jogando pelo tricolor do Arruda. Em 1957 foi supercampeão de Pernambuco. Nestes dois anos como atleta do Mais Querido, marcou 16 gols. Considerado um dos melhores volantes da história do futebol pernambucano brilhar no Palmeiras de São Paulo, onde teve uma grande atuação. Pelo clube paulista atuou 10 anos e faturou três títulos estaduais: o de 1959, o de 1966 e o de 1969. Em 1965 foi campeão, pelo Palmeiras do Torneio Rio – São Paulo. Pela Taça Brasil foi campeão em 1960 e 1967.

z-zequinha-selecao-brasileira
Zequinha com a camisa da seleção brasileira

Antes de se transferir para São Paulo, casou com a professora Hilda de Oliveira Franco, numa cerimônia realizada na Igreja de Nossa Senhora da Piedade, na Rua do Lima, oficiada pelo Monsenhor Guedes. O casal teve três filhos: Robson, Rosalvo e Rosileide e duas netas Raiane e Ana Beatriz.

z-selecao
Zequinha da foto oficial da seleção brasileira de 1962

Zequinha vestiu a camisa da seleção brasileira 17 vezes. Em 1960 foi campeão da Taça Atlântico, em 1962 foi bicampeão mundial, no Chile e, campeão da Taça Osvaldo Cruz, e em 1963 foi campeão da Copa Rocca. Marcou dois gols.

z-hilda-robson-zequinha-rosileide
Hilda, Robson, Zequinha e Rosileide

Em 1969 foi tentar a sorte no Fluminense, do Rio de Janeiro, mas ficou apenas dois meses quando se transferiu para Atlético do Paraná e em 1970, encerrou sua carreira, pelo seu time de coração, o Náutico. Pelo alvirrubro participou apenas de dois jogos.

z-zequinha-ana-beatriz
Zequinha no aniversário da neta Ana Beatriz

Sábado, longe dos gramados e da fama Zequinha faleceu num hospital do Recife aos 74 anos de idade. Seu enterro aconteceu segunda-feira, no Cemitério de Santo Amaro. Sem um público digno de um grande campeão. Apenas os amigos e a família foram dá um último adeus, aquele que fez tantas entradas triunfais. Zequinha é um nome que a história guardou.

1

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.