Fernando Machado

Blog

Não Podemos esquecê-los

O jornalista Edson Regis de Carvalho (Foto: Diário da Manhã)

A partir de hoje vamos lembrar as 120 pessoas mortas pelos comunistas ou terroristas entre 1964 e 1974. É um tributo em memória a 31 de março de 1964. É como escreveu Marcelo Torreão, “caso o comunismo triunfasse no Brasil, essa lista certamente seria multiplicada por milhares, como atestam os exemplos históricos.”

O corpo do almirante Nelson Gomes Fernandes no Aeroporto dos Guararapes (Foto: Manchete)

Em 1964 mataram o vigia Paulo Macena, em 1965 o sargento do Exercito Carlos Argemiro Camargo, em 1966 o jornalista Edson Regis de Carvalho e o almirante Nelson Gomes Fernandes. Em 1967, o fazendo Zé Dico e o bancário Osíris Motta Marcondes. Não podemos esquecer estes heróis que deram a vida pela democracia.

O sargento do Exercito Carlos Camargo (Foto: Internet)

1

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.