Fernando Machado

Blog

Sylvia Hitchcock: Miss Universo de 1967

A foto oficial das candidatas (Foto: Manchete)

Há 50 anos, Sylvia Hitchcock, dos Estados Unidos, era eleita Miss Universo de 1967, no Miami Beach Auditorium, na Flórida. Ela tinha 1m69 de altura, 90cm de busto e quadris e 60cm de cintura. O concurso contou com a participação de 56 candidatas. Esta foi a primeira edição do Miss Universo tendo como mestre de cerimônias Bob Baker, onde permaneceu durante 20 anos. Também foi a primeira vez que o Brasil conquistou o prêmio de melhor traje típico, com Carmen Silvia Raasco.

Jennifer, Mariela, Sylvia, Ritva e Batya (Foto: O Cruzeiro)

No Top 15 ficaram Carmen Silvia Ramasco (Brasil), Margrethe Rhein (Dinamarca), Sylvia Hitchcock (Estados Unidos), Paquita Sáchjez (Espanha), Ritva Lehto (Finlandia), Elia Kalogeraki (Grecia), Irene Campenhout (Holanda), Laura Costa (Hong Kong), Jennifer Lewis  (Inglaterra), Patricia Armstrong (Irlanda), Batya Kabiri (Israel), Paola Rossi  (Itália), Denise Page (Pais de Gales), Eva-Lisa Svensson (Suécia)  e Mariela Pérez (Venezuela).

Bob Baker observa Margareda Arvidson coroar Sylvia Louise Hitchcock (Foto: O Cruzeiro)

Tivemos como Miss Simpatia Lena MacGarvie (Escócia), e como Miss Fotogenia Elia Kalogeraki (Grécia). Finalmente Bob Baker anunciou as finalistas: em 5º lugar Batya Kabiri (Israel), em 4º lugar Ritva Lehto (Finlandia), em 3º lugar Jennifer Lewis (Inglaterra), em 2º lugar Mariela Pérez (Venezuela) e a vencedora foi Sylvia Hitchcock (Estados Unidos), que foi coroada pela Miss Universo de 1966, Margaretha Arvidsson.

Sylvia Louise Hitchcock de maiô e traje de gala (Fotos: O Cruzeiro)

Participaram do concurso Windley Ballenden (África do Sul), Fee Von Zitzewitz (Alemanha), Amalia Scuffi (Argentina), Ivonne Maduro (Aruba), Cristina Barth (Áustria), Elizabeth Knowles (Bahamas), Mauricette Sironval (Bélgica), Cheryl Smith (Bermudas), Marcela Montoya García (Bolívia), Cristina Landwier (Bonaire), Carmen Sílvia Ramasco (Brasil), Donna Barker (Canadá), Ingrid Riveros (Chile), Mei-Lee Ong (Cingapura), Elsa Cajiao (Colombia), Hong Jungae (Coreia do Sul), Rosa Maria Fernandez (Costa Rica).

Carmen Silvia Ramasco com sua bandeirante estilizada e Margaretha  Arvidsson (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Elina Salavarría (Cuba), Imelda Thodé (Curaçao), Margrethe Knudsen (Dinamarca), Lena MacGrvie (Escócia), Paquita Sánchez (Espanha), Sylvia Hitchcock (Estados Unidos), Pilar Pilapil (Filipinas), Ritva Lehto (Finlândia), Anne Vernier (França), Elia Kalogeraki (Grécia), Hope Marie Alvárez (Guam), Irene van Campenhout (Holanda), Denia Alvarado (Honduras), Laura Roque (Honduras), Gail Garrison (Ilhas Virgens), Nayyara Mirza (Índia), Jennifer Lyn Lewis (Inglaterra), Patrícia Armstrong (Irlanda), Guðrun Petursdóttir (Islândia), Batya Kabiri (Israel).

Sylvia Hitchcock dos EUA e Gail Garrison das Ilhas Virgens (Fotos: Manchete)

Também Paola Rossi (Itália), Kayoko Fujikawa (Japão), Marie Mathgen (Luzemburgo), Monka Siprasome (Malásia), Valentina Duarte (México), Gro Goksor (Noruega), Pamela McLeod (Nova Zelandia), Etsuko Okuhira (Okinawa), Denise Page (País de Gales), Mirna Castillero (Panamá), Maria Eugenia Torres (Paraguai), Myrta Somaruga (Peru), Yvonne Coll (Porto Rico), Jeannetre Garcia (Republica Dominicana), Eva-Lisa Svensson (Suécia), Elsbeth Ruegger (Suíça), Ayse Gurani (Turquia), Mayela Martinez (Uruguai) e Mariela Branger (Venezuela).

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.