Fernando Machado

Blog

Padre Paulo Sergio: Pároco da Soledade

b-igreja-matriz-da-soledade

A fachada atual da igreja matriz e a pintada em 1984, pelo pintor Lauro Valladares (Foto: Fernando Machado)

b-francisco-apolonio-salles

O primeiro pároco Monsenhor Francisco Apolônio Salles (Foto: Fernando Machado)

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Soledade, está situada na Praça da Soledade, na Boa Vista. Em 28 de setembro 1716 o senhora Eusébio de Oliveira Monteiro e sua esposa Maria da Cunha Fonseca, doaram um terreno para sua construção da Capela de Nossa Senhora da Soledade e nesta data foi assentada a pedra fundamental, pelo governador do bispado, padre Antônio Manoel. Ela foi reconstruída em 1845, em 1871 sofreu outra reforma e 1897, passou por grandes reparos, sob o comando dos comerciantes Álvaro Ramos e Eugenio Barreto.

b-altar2

O presbitério e a parte da assembleia (Foto: Fernando Machado)

b-altar-mor

A imagem de roca de Nossa Senhora da Soledade (Foto: Fernando Machado)

A história da capela passou um hiato de 81 anos, mas no dia 14 de janeiro de 1928, o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Miguel Lima Valverde a transformou em Igreja, quando nomeou como pároco, o padre Francisco Apolônio Jorge Salles, que nasceu no dia 17 de fevereiro de 1902, onde ficou à frente até o dia 19 de abril de 1978, data do seu falecimento. O estilo do templo é um pouco indefinido, externamente ela cor de chumbo, no seu interior encontramos predominância neoclássica, passando pelo ecletismo até alcançar os traços neogóticos.

b-dom-fernando-saburido

O arcebispo Dom Fernando Saburido diante da imagem de roca de N. S. da Soledade (Foto: Fernando Machado)

b-dom-antonio-tourinho

O arcebispo auxiliar de Olinda e Recife Dom Antônio Tourinho (Foto: Fernando Machado)

Antes uma divisória que separava o altar-mor da assembleia. Outro detalhe importante da Igreja. Nela temos sete vitrais, contando a história das sete dores de Nossa Senhora. É bom lembrar que desde 1939, por solicitação do arcebispo Dom Miguel de Lima Valverde, acontece o Círio de Nazaré, surgido em Belém do Pará, em 1793. Foi o Monsenhor Francisco Salles quem primeiro celebrou a missa e presidiu a procissão do Círio pelos arredores da Igreja Matriz da Soledade.

b-dom-genival

O bispo emérito de Palmares Dom Genival Saraiva de França (Foto: Fernando Machado)

b-paulo-sergio-vieira-leite-nilson-lourenço-da-silva

Padre Paulo Sérgio e o seu antecessor Nilson Lourenço da Silva (Foto: Fernando Machado)

Pois bem, foi neste local repleto de história religiosa que o Padre Paulo Sergio Vieira Leite tomou posse como pároco e Vigário Episcopal do Vicariato Recife Norte 1. Foi sem dúvida, uma solenidade belíssima e prestigiada. Por exemplo lá estavam o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido; seu bispo auxiliar Dom Antônio Tourinho e o bispo emérito da diocese de Palmares, Dom Genival Saraiva de França, além de 20 sacerdotes.

b-cortejo

O cortejo com acólitos, seminaristas e sacerdotes (Foto: Fernando Machado)

b-frei-frança

O reitor da Basílica da Penha, Frei Luiz de França Fernandes (Foto: Fernando Machado)

A cerimônia começou com a procissão de entrada e incensação do Altar. O ministério musical foi com o Ensemble Vocal Cantamus, de Gilson Celeino, que apresentou um setlist desconhecido para este cronista. Depois Dom Fernando Saburido entregou ao novo pároco a Igreja e os lugares fundamentais do exercício do ministério paroquial; A cadeira presidencial, indicando que o pároco é o guia e o mestre da comunidade paroquial e que ele a preside em nome de Cristo.

b-frei-paulo-sergio-bezerra

Frei Paulo Sérgio Bezerra, capelão do Hospital Português (Foto: Fernando Machado)

b-misa-lilioso-padre-paulo-sergio-vieira

Misa Lilioso e o padre Paulo Sérgio Vieira (Foto: Fernando Machado)

– O tabernáculo, no qual se conserva a sagrada Reserva Eucarística. A vida da Igreja é alimentada por este Santíssimo Sacramento e o pároco deve zelar para que a Eucaristia seja o centro da vida e da ação pastoral da paróquia. – O batistério, lugar onde nascem os novos filhos de Deus, incorporados a Cristo e membros da sua Igreja e finalmente o confessionário, de onde o pároco administra o Sacramento da Penitencia, abrindo aos pecadores arrependidos o tesouro da infinita misericórdia de Deus. A primeira leitura foi proclamada por Marina Silva e o Salmo foi cantado por Roberto Amorim e Ivete Viana leu a segunda leitura.

b-altar4

Os sacerdotes reunidos no presbitério diante do alta-mor da Igreja da Soledade (Foto: Fernando Machado)

b-altar7

De outro ângulo os sacerdotes no presbitério diante do altar-mor (Foto: Fernando Machado)

A oração da Assembleia coube a Sonia Marina de Oliveira. Coube ao novo pároco proclamar o Evangelho e na sequencia tivemos a homilia de Dom Fernando Saburido. Ainda tivemos alocução do novo pároco, assinatura e avisos, benção e despedida, além dos cumprimentos ao novo pároco e ao Vigário Paróquia. A Igreja Matriz da Soledade estava lotada de fiéis, principalmente pelos da Paróquia de Nossa Senhora das Candeias.

b-presbiterio-altar-cruz2

Lindo esse crucifixo no primeiro plano no presbítero (Foto: Fernando Machado)

b-hudson-filho-paulo-robertomoraes-jefferson-brendo

Os acólitos Hudson Filho, Paulo Roberto Moraes e Jefferson Brendo (Foto: Fernando Machado)

2

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.