Fernando Machado

Blog

Categoria Miss

Olga de Sá venceu o Miss Brasil de 1929

O campo do Fluminense estava lotado (Foto: Revista Fon Fon)

Olga Bergamini de Sá e o embaixador Sylvio Gurgel do Amaral (Foto: Divulgação)

Há 90 anos, acontecia o Miss Brasil de 1929, no estádio do Fluminense, no Rio de Janeiro. Participaram do concurso 17 candidatas, que não desfilaram de maiô para o publico, apenas a comissão julgadora presidida pelo poeta Coelho Neto. A vencedora foi a Miss Distrito Federal Olga Bergamine de Sá. Ainda fizeram parte do júri os professores Rodolpho Amoedo e Raul Leitão da Cunha, os escultores Rodolpho Chamberland e Honório Cunha Mello, o presidente Associação Brasileira de Imprensa Paulo Fialho.

Misses Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Maranhão, São Paulo e Ceará (Foto: O Malho)

Cerca de 40 mil pessoas, alguns jornais informaram 70 mil, foram ao estádio e aconteceu um tumulto pois algumas pessoas invadiram o campo e gerou um pânico. Várias pessoas saíram feridas. Na realidade o concurso deveria ter sido realizado no dia 15 de abril, mas devido às chuvas foi transferido para o dia seguinte. Miss Piaui não participou que chegou atrasada. Tivemos as exibições das Bandas do Corpo de Bombeiros e da Policia Militar do Distrito Federal.

Infelizmente não pude identificar as misses da foto (Foto: O Malho)

Muitas misses se apresentaram com os vestidos amarrotados por conta da invasão do publico ao campo. Algumas misses nordestinas reclamaram que foram excluídas. Um dia antes da escolha da Miss Brasil, muita gente sabia que a vencedora seria Olga Bergamine de Sá. A denúncia partiu do escritor Roquete Pinto, que censurou o corpo de jurado.

Eimar PInto Pessoa, Helena Taveiros e Connie Braz da Cunha (Foto: Revista Careta)

Participaram do concurso Helena Taveiros (Alagoas), Edna Frazão Ribeiro (Amazonas), Nair Pereira de Freitas (Bahia), Maria Nazaré da Silveira (Ceará), Olga Bergamine de Sá (Distrito Federal), Glycia Serrano (Espírito Santos), Maria de Lourdes Pantoja (Maranhão), Jesnina Marinho Pimentel (Minas Gerais), Elza Bezerra (Pará), Hilda Netto (Paraíba), Didi Millet Cailet (Paraná), Connie Braz da Cunha (Pernambuco), Eimar Pinto Pessoa (Rio de Janeiro), Bilá Ortiz (Rio Grande do Sul), Yvone Freitas (São Paulo), Iulma Freysleben (Santa Catarina) e Nely Menezes (Sergipe).

O júri Rodolpho Chamberland, Rodolpho Amoedo, Raul Leitão da Cunha, Coelho Neto, Paulo Fialho e Honório Cunha Mello (Foto: A Noite)

Miss Estados Unidos de 2019

Miss Estados Unidos de 2018, Sarah Rose Summers (Foto: Instagram)

A Miss Estados Unidos de 1952, Jackie Loughery (Foto: Concurso)

O 68º Miss Estados Unidos será realizado no dia 2 de maio, no Harrah’s Reno em Reno, Nevada. O nível das 51 candidatas desde ano está está excelente. Os apresentadores serão da noitada da beleza são Nick Lachey e Vanessa Lachey. A vencedora será coroada pela Miss Estados Unidos de 2018, Sarah Rose Summers de Nebraska. O estado do Texas foi quem mais venceu o concurso de Miss Estados Unidos, faturou a coroa 9 vezes.

Miss Arizona, Savannah Wix e Miss Arkansas, Savannah Skidmore (Fotos: Concurso)

Miss Florida, Nicolette Jennings e Miss Georgia Katerina Rozmajzi (Fotos: Concurso)

O Miss Estados Unidos aconteceu porque Yolanda Betbeze, Miss América de 1951, se recusou a posar com uma peça publicitária dos maiôs Catalina. A empresa deixa patrocinar o Miss America e passa a organizar o Miss Estados Unidos. A primeira miss foi Jackie Loughery de Nova York e aconteceu em 27 de junho de 1952, em Long Beach, na California, com a participação de 38 jovens.

Miss Maryland, Mariela Pepin e Miss Nova York, Florinda Kajtazi (Fotos: Concurso)

Parabéns, Jornal do Commercio

Conni Braz da Cunha, Miss Pernambuco de 1929 (Foto: Jornal do Commercio)

Nestes 100 anos de circulação o Jornal do Commercio foi pioneiro em concursos de beleza. O JC promoveu o Miss Pernambuco de 1929. O concurso mexeu com a sociedade pernambucana. A vencedora foi à jovem Connie (Constance) Braz da Cunha (1911/1997), que representou a Associação Pernambucana de Atletismo. Connie era filha do executivo Armando Braz da Cunha e da inglesa Gertie.

Ana Maria Guimarães em três cliques (Fotos: Jornal do Commercio)

Em 1988 o Jornal do Commercio voltava a promover o Miss Pernambuco, que aconteceu no Clube Internacional do Recife. A eleita foi Ana Maria Guimarães, do Clube Rodoviário de Pernambuco. Outro pioneirismo Ana Maria foi a primeira negra a ser eleita Miss Pernambuco. Na coordenação os jornalistas Alex, Fernando Machado e Muciolo Ferreira, e a Miss Pernambuco de 1968 Maria Eunice Mergulhão.

Ana Cristina sendo coroada por Ana Maria (Foto: Jornal do Commercio)

O último concurso de Miss Pernambuco produzido pelo Jornal do Commercio aconteceu no Clube Português do Recife, em 1989 e vitoriosa Ana Cristina de Medeiros, de Gravatá. Os apresentadores foram José Mário Austregésilo e Maria Rossiter. O coreografo foi Reynaldo Zimmermann. E novamente coordenaram o evento os jornalistas Alex, Fernando Machado e Muciolo Ferreira.

Miss Pernambuco de 1949 é Auxiliadora Manguinho

Auxiliadora Manguinho, Miss PE 1949 (Foto: Folha da Manhã)

Há 70 anos, acontecia no Náutico, a escolha de Miss Pernambuco de 1949, promovido pelo jornal Folha da Manhã. A vencedora foi Maria Auxiliadora Manguinho, de Olinda. Em segundo lugar ficou Terpandra Barreto, em terceiro Djardiere Granja Campos, em quarto Iolanda Mendes, em quinto Marlene Azevedo Rocha e em sexto Marion Fernandes.

Terpandra Barreto e Djardiere Campos (Fotos: Folha da Manhã)

Para as danças tocaram a Jazz Melody e Madalena Jazz. A comissão julgadora foi formada pelo diretor de Documentação e Cultura da Prefeitura do Recife José Césio Regueira Costa, o banqueiro Valdimir Cardoso, o artista plástico Eros Gonçalves, a atriz Ana Canen, o jornalista Cesar Leite e o teatrólogo Hermilo Borba Filho.

Iolanda Mendes e Marlene  Rocha (Foto: Folha da Manhã)