Fernando Machado

Blog

Categoria Miss

Teresinha Morango: Miss Brasil de 1957

Na foto oficial temos 16 misses no prédio da Revista Manchete (Foto: Manchete)

Hoje, faz 60 anos, que acontecia no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, a eleição de Miss Brasil 1957. Era a quarta edição do concurso e a vencedora foi Terezinha Gonçalves Morango, Miss Amazonas, que foi coroada pela Miss Brasil de 1956, Maria José Cardoso, do Rio Grande Sul. A vencedora representou o Brasil no Miss Universo de 1957, onde ficou em segundo lugar. Terezinha tinha 1m67 de altura, busto 90cm, cintura 63cm, quadris 93cm, coxa 56cm, tornozelo 21cm, 59kg de peso.

Teresinha Morango de traje de noite e banho, e Maria Dorothea Antunes de maiô (Fotos: O Cruzeiro)

O palco do Quitandinha com as misses de traje de noite (Foto: O Cruzeiro)

Comissão julgadora foi formada por Clóvis Salgado (Ministro da Educação), Herbert Moses (presidente da ABI), Accioly Neto (teatrólogo), pelas senhoras Maria Helena Raja Gabaglia e Mena Fiala, Francisco Olympio de Oliveira (diretor do laboratório Leite de Rosas), Carlos Machado (empresário da noite), Alfred Bluhm (representantes dos maiôs Catalina), Harry Stone (embaixador  de Hollywood o Brasil), Jacinto de Thormes (cronista social) e Reinaldo Reis (chefe de gabinete do prefeito  do DF).

Misses Goiás, São Paulo e Santa Catarina (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Pará, Maranhão e Piauí (Fotos: O Cruzeiro)

Participaram do festival de beleza 20 candidatas: Rosa Lucia Pacheco (Alagoas), Teresinha Gonçalves Morango (Amazonas), Sonia Rocha (Bahia), Lia Guimarães de Castro (Ceará), Eloisa Oliveira de Menezes (Distrito Federal), Lygia Maria Bonfim (Espírito Santo), Cylis Pires Rocha (Estado do Rio), Marta Leão Pincowska (Goiás), Malvina Maria Martins de Melo e Alvim (Maranhão), Maria Dorothea Antunes Neto (Minas Gerais), Tereza Catarina Morais e Castro (Pará).

Misses Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Alagoas, Sergipe e Bahia (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Maria Zélia de Almeida Cardoso (Paraíba), Karin Japp (Paraná), Zayra Moreira Pimentel (Pernambuco), Chloris Maria Guimarães Fontenelle (Piauí), Maria do Socorro Gurgel (Rio Grande do Norte), Sandra Hervê (Rio Grande do Sul), Terezinha Dutra (Santa Catarina), Lucia de Carvalho (São Paulo), e Maria Helena Morais e Silva (Sergipe).

Misses Espírito Santo, Estado do Rio e Distrito Federal (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Rio Grande Sul, Ceará e Paraná (Fotos: O Cruzeiro)

Após desfilarem em traje de noite e em traje de banho, o júri definiu o Top 5: Terezinha Gonçalves Morango (AM), Maria Dorothea Antunes Neto (MG), Karin Japp (PR), Lia Pires de Castro (CE) e Sandra Hervê (RS). E finalmente foi anunciado que o 5º lugar foi para Karin Japp (PR), o 4º para Lia Pires de Castro (CE), o 3º para Sandra Hervê (RS), o 2º para Maria Dorothea Antunes Neto (MG) e a nova Miss Brasil, era Terezinha Gonçalves Morango (AM).

Os perfis de Teresinha Morango e Maria José Cardoso, Miss Brasil de 1956 (Fotos: O Cruzeiro)

Também receberam votos da comissão julgadora as misses do Tereza Morais e Castro (PA), Terezinha Dutra (SC), Marta Pincowsky (GO), Chloris Fontenelle (PI), Lygia Bonfim (ES), Eloisa de Oliveira Menezes (DF), Cylis Pires Rocha (Estado do Rio), Sonia Rocha (BA) e Zayra Pimentel (PE). Em tempo: Foi a última vez que o Miss Brasil aconteceu no Hotel Quitandinha.

Nos tempos das Passarelas

Há 59 anos, Adalgisa Colombo, Miss Distrito Federal, era eleita sob vaias Miss Brasil de 1958. O público queira Miss Pernambuco, Sonia Maria Campos que ficou em 2º lugar e foi Miss Brasil Mundo.

Adalgisa Colombo e Sônia Maria Campos (Fotos: O Cruzeiro)

Eliane Thompson e Ana Almeni de Arruda Correa (Fotos: O Cruzeiro e Jornal do Commercio)

Há 47 anos, Eliane Thompson, Miss Guanabara, era eleita no Pavilhão de São Cristovão, no Rio de Janeiro, Miss Brasil de 1970. A Miss Pernambuco foi Ana Almeni de Arruda Correa.

A noite das misses

Terça-feira, a advogada a Miss Brasil de 1991, Patricia e Carlos Henrique Najar ofereceram jantar em sua bonita casa de Salvador em torno da Miss Brasil de 1977, Cássia Janys Saiovici, que estava visitando a capital baiana. Em tempo: Patricia é advogada, professora de Direito do Consumidor na UCSal e foi Miss Brasil 1991. No cardápio, filé,  bacalhau, e o embrião de uma Fundação que vai unir misses de todo o país para promover eventos beneficentes e em prol da comunidade. Meia-noite, todos cantaram parabéns para Martha Vasconcellos, que antecipou a comemoração que acontece em 18 de junho.

Martha ao lado das misses Cassia, Patricia, Cynara, Marisabel Boere e Jerusa (Foto: Divulgação)

Também participaram do encontro as Misses Bahia Marisabel Boere (1985), Morgana Brasil (1986), Cynara Fernandes (1987) e a Miss Bahia de 1977 Jerusa Ribeiro, que faturou a quinta colocação no Miss Brasil, e não via Cássia há exatos 40 anos. As duas disputaram o título numa noite fria de 18 de junho, no Ginásio Garrastazu Medeci, em Brasília. O notável missologo Roberto Macedo que compareceu ao encontro, confessa que foi emocionante o reencontro das duas. By the way: Roberto retorna amanhã de Brasilia.