Fernando Machado

Blog

Vale a pena ler de novo

Saiu ontem na coluna de Cláudio Humberto: “O jeito Dilma de comandar fez vítimas na Casa Civil da Presidência da República, onde seu ibope é baixo, e também no comitê eleitoral. São frequentes as “baixas” na equipe, por alegados motivos de saúde, e três colaboradores estão sob tratamento. Um deles não suportou um insulto dela ao telefone e, durante a ligação, sofreu um derrame. Hoje, está sob cuidados médicos para recuperar os movimentos da boca. Os assistentes não entendem por que tanto estresse, para quem lidera as pesquisas com folga.”

E prossegue: “Ela é tosca”, define um deles, sob tratamento. Na Casa Civil, Dilma era temida pela rispidez. Costumava humilhar membros do governo expulsando-os de reuniões coletivas. Nos corredores do Planalto, servidores homenageavam a “delicadeza” da ex-ministra da Casa Civil chamando-a de “papel de enrolar prego”. Pernambuco também sua desumana: É a presidente da Cepe, dona Leocádia Alves, ops, Leda Alves. A única diferença é que a daqui não deixou vítimas com derrame. Bem pelo menos ainda não.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.