Fernando Machado

Blog

Tag volei

E viva Flávia da Veiga Pessoa!

Na década de 50 e de 60 ela reinava nas quadras, fora delas, e nas passarelas. Foi uma estrela gloriosa. Era reverenciada como atleta de voleibol, como professora e também como técnica. Estamos nos referindo a Flávia Maria Miranda da Veiga Pessoa, uma atleta de muitos quilates. Teve um filho Marcelo da Veiga Pessoa Bacallá. Não queria ser miss, “mas pelo Sport faço esse sacrifício”. No dia 4 de maio de 1957, foi lançada Miss Sport durante festa no então Palácio de Alumínio.

Flávia na quadra e como Rainha do Campeonato Brasileiro de Voleibol (Fotos: Acervo da Familia)

Flávia Maria Miranda da Veiga Pessoa nasceu, no Recife, em 24 de agosto de 1935 e faleceu em 11 de janeiro de 2012, todavia desde pequena gosta de esportes. Incursionando nos esportes amadores do Sport. Era Professora de Educação Física, formada pela Escola de Educação Física de Pernambuco. Logo terminou o curso universitário foi convidada para lecionar na UPE, como professora assistente na Cadeira de Metodologia. Paralelamente lecionava Educação Física do Colégio Estadual de Pernambuco.

Flávia da Veiga Pessoa descansando para o próximo jogo  (Foto: Acervo da Família)

Flávia era muito bonita e abalou os esportes amadores de Pernambuco. Praticava natação, esgrima, arco-e-flecha, basquete, atletismo e voleibol. Nos Jogos da Primavera, em 1954, que aconteceram no Recife, foi campeã no Arco-e-Flecha e considerada melhor atleta dessa modalidade. Nesta mesma competição foi vice-campeã no arremesso de peso. Em 1955 consagrou-se campeã de voleibol e de basquetebol pelo Sport. Chegou a ser tetra-campeã de vôlei pelo rubro-negro.

Flávia no Palácio do Aluminio e no Sport Club do Recife (Fotos: Acervo da Familia)

No dia 11 de maio, do alto dos seus 1m72 de altura e com 22 anos de idade, enfrentou outro desafio, disputar o Miss Pernambuco de 1957.  Embora não ter sido eleita, brilhou na passarela no Clube Português do Recife, disputando representando o Sport Clube do Recife. Antes, em fevereiro, Flávia da Veiga Pessoa, durante o VII Campeonato Brasileiro de Voleibol, foi eleita Rainha da competição. Em 1 de agosto de 1957, ela e Edna Bezerra Leite foram eleitas Miss Elegante Bangu do rubro-negro.

Militares nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Ana Sátila está na canoagem (Foto: MF)

A 50 dias dos Jogos Olímpicos de Tóquio, 63 militares do Programa Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas garantiram vaga para a competição, em 17 modalidades, das 27 incluídas no torneio. As disputas estão previstas para ocorrer de 23 de julho a 8 de agosto. Para garantir a segurança dos atletas olímpicos, paralímpicos e das comissões técnicas que representarão o Brasil em Tóquio, ação interministerial, composta pelos Ministérios da Defesa, da Saúde e da Cidadania, com apoio do Comitê Olímpico do Brasil e do Comitê Paralímpico Brasileiro, possibilitou a vacinação contra a Covid-19.

Agatha Rippel no vôlei de praia (Foto: MF)

A imunização teve início em 14 de maio e ocorrendo no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte e Fortaleza. Até o momento, mais de 1.280 integrantes do Time Brasil foram vacinados com a primeira dose. Começou sexta-feira e segue até 12 de julho, a aplicação da segunda dose da vacina. Entre os que vão participar destacamos a 3º Sargento da Marinha Ágatha Rippel e a 3º Sargento do Exército Eduarda Lisboa (Vôlei de Praia). O 3º Sargento do Exército Gabriel Constantino, participará da prova dos 110 metros com barreiras e a 3º Sargento Ana Sátila garantiu a vaga olímpica na Canoagem, em 2019.

Gabriel Constantino atletismo (Foto: MF)

De Volta para o Passado

Há 85 anos, nascia em Pernambuco, o medico Milton Souza Leão, que morreu no dia 22 de setembro de 2016.

Há 80 anos, era inaugurada na Rua da Imperatriz, a Casa Império, de Faustino Filho & Cia. Gerente Hecliano Pires.

O cantor Milton Malagueta que cantou na Festa da Mocidade (Foto: Diário da Manhã)

Há 80 anos, se apresentava na IV Festa da Mocidade, no Parque 13 de Maio, o cantor Milton Malagueta. (Foto: Diário da Manhã)

Há 50 anos, Pernambuco era campeão brasileiro de vôlei infantil feminino, no Geraldão. Técnico era Murilo Amazonas. No 2º lugar ficou Minas Gerais e no 3º lugar o Estado do Rio. Equipe era formada por Maria Luiza Rego, Albertina Lapenda, Márcia Guimarães, Rejane Maria, Ilma Kruse, Fatima Monte, Dayse Coutinho, Lilian Clark, Vera Gomes Maria Cristina Santa Cruz, Ângela Buarque Ribeiro Anjos e Gloria Cavalcanti.

Há 50 anos, Pernambuco era também campeão brasileiro de vôlei infantil masculino, no Geraldão. O técnico era Murilo Amazonas. No 2º lugar ficou a Guanabara, no 2º lugar São Paulo, e no 3º lugar Estado do Rio. PE jogou com Eduardo Jorge Queiroz, Alfredo Duarte, Anselmo Nobre, Fernando Marcilio, Fortunato Russo Sobrinho, Breno (Tenório de Souza), Sérgio Bezerra, Fábio Regis, Murilo Teixeira Filho, Ricardo Pimenta, Fred Queiroz e Sávio Regueira.

De Volta ao Passado

Há 120 anos, Violeta Lima Castro era eleita, no Rio de Janeiro, a primeira Miss Brasil.

Há 110 anos, nascia no Ceará, a escritora Rachel de Queiroz, que morreu no dia 4 de novembro de 2003.

Há 95 anos, nascia nos Estados Unidos, o ator Rock Hudson, que morreu no dia 21 de outubro de 1985.

Há 75 anos, ao vencer o Cometa por 2×0 (15×9, 15×11), o Jet era campeão pernambucano de vôlei. O Jet jogou com Álvaro (Quincas), Beltrão, Luciano, Junior, Nazareno e Orlando. E o Cometa com Aldo, Brasileiro, Edivaldo, Quilênio, Wilson e Airton.

Há 10 anos, morria em Goiás, o jogador Nena (Olavo Rodrigues), que nasceu no dia 11 de julho de 1923.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, o radialista Gino Cesar (Joaquim José da Silva), que nasceu no dia 5 de março de 1936.

Há um ano, morria em Pernambuco, o diagramador Gilberto Silva, que nasceu no dia 22 de maio de 1949.