Fernando Machado

Blog

Tag vivo

Patrimônio Vivo de Pernambuco

Esta coluna aplaude a escolha do Maestro Ademir Araújo como Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco. Quem informou foi José Fernando de Souza, que o define como “uma criatura excepcional, daquelas cuja definição pode ser reduzida a poucas palavras: ele é um homem bom.” Compositor, instrumentista, arranjador, regente e, acima de tudo, mestre. Este é o folclorista Ademir Souza Araújo, Maestro Formiga, como também é conhecido. E como dizia o famoso pernambucano Chacrinha “ele merece”, ou então “Ele vai para o trono não vai?”

ademir-araujo-fernando-machado

Maestro Formiga (Foto: Fernando Machado)

Ademir Araújo que nasceu no Recife, em 15 de outubro de 1942, é um dos nomes mais respeitados do frevo, pela sua geração e por nomes da atual cena musical pernambucana. Músico autodidata, começou ainda muito jovem, vindo das bandas de música do Recife. Aos 19 anos, compôs o frevo No ano 2000, já demonstrando que sua mente irrequieta sempre mirou à frente do seu tempo. À frente da Orquestra Popular do Recife, Maestro Formiga tem feito trabalhos memoráveis, a partir da reinvenção do frevo, colocando-o em contato com o que há de mais contemporâneo na música.

Oscar de 1929

A festa da entrega do primeiro Oscar aconteceu no dia 16 de maio de 1929. Tudo aconteceu durante jantar no Blossom Room, do Hollywood Roosevelt Hotel. A cerimonia que durou de 15 minutos foi a mais curta da sua história. Cerca de 250 pessoas compareceram no local, pagando 5 dólares. Diferente das futuras edições, os vencedores eram anunciados meses antes da cerimônia e divulgados pela imprensa. Os envelopes selados somente surgiram a partir de 1941. Foi a única edição em que não houve transmissão ao vivo.

o-festa-Oscar29

A elegante entrega do Oscar no Hollywood Rooselvet Hotel (Foto: Divulgação)

O júri formado por cinco pessoas escolhiam os melhore nas 12 categorias, além de premios especiais para os Irmãos Warner, por produzirem o primeiro filme falado da história do cinema, The Jazz Singer, e para Charles Chaplin, por atuar, escrever, dirigir e produzir o filme The Circus. The Jazz Singer não concorreu ao Oscar de Melhor Filme porque a Academia de Artes e Ciências Cinematograficas, fundada em 11 de maio de 1927, por considerar injusto que um filme falado concorresse com filmes mudos. Chaplin foi impedido de concorrer ao de Melhor Ator, pelo fato do júri favorecer os filmes dramáticos em detrimento dos cômicos.

o-emil-jammings

Emil Jannings ganhou o Oscar de Melhor ator  (Foto: Divugação)

Naquela noite de 1929 foi apresentado o Melhor Filme para Asas, o Melhor Filme (Produção de Qualidade Artística) foi para Aurora, o melhor Diretor (Drama) para Frank Borzages por Sétimo Céu, o Melhor Diretor (Comedia)  para Lewis Milestone por Dois Cavaleiros Árabes. A estatueta de melhor ator foi Emil Jannings por Tentação da Carne e The Last Command e a de melhor atriz foi para Janet Gaynor por Sétimo Ceu, Anjo da Rua e Aurora.

o-douglas-fairbanks-janet-gaynor

Douglas Fairbanks entrega o Oscar para Janet Gaynor (Foto: Divulgação)

Na seqüência tivemos como Melhor Roteiro Original o de Ben Hecht, o Melhor Roteiro Adaptado o de  Benjamin Glazer por Sétimo Céu, a Melhor Entretilagem coube a Joseph Farnham, o prêmio de Melhor Engenharia de Efeitos foi para Roy Pomeroy por Asas, a de Melhor Fotografia foi para Charles Rosher e Karls Struss de Aurora e finalmente o Oscar de Melhor Direção de Arte foi para William Cameron Menzie por The Dove e Tempestade.

Destaques do Carnaval


A promoter Carla Bensoussan (Foto: Fernando Machado)

Devido a uma virose meu Carnaval terminou na segunda-feira. Perdi o Encontro de Blocos, para mim uma das maravilhas do mundo. Logo esse ano que iria desfilar no Bloco das Flores, como homenageado. Deus sabe o que é bom para mim. Como faço todos os anos selecionei as mulheres que se destacaram no Carnaval do Recife de 2013. São elas: Carla Bensoussan, Cristina de Mello e Maria Sanchez-Carlo.


A primeira dama do Recife Cristina de Mello (Foto: Fernano Machado)

Assisti pela TV Nova o desfile dos blocos líricos, sem dúvida, a transmissão ao vivo foi muito importante para quem está doente ou quem não gosta de sair no tríduo de Momo. O que estranhei foi o amadorismo. Por exemplo, tirar a imagem da apresentação de um bloco para fazer entrevista foi de doer. De qualquer forma valeu a intenção.


A eterna consul do Estados Unidos Maria Sanchez-Carlo (Foto: Fernando Machado)

Alceu Valença

Montado no futuro indicativo de sua eterna embolada do tempo, Alceu Valença atravessa a ponte entre o passado e o presente com uma apresentação exclusiva do show Vivo! no Baile Perfumado, sexta-feira, a partir das 22h. O cantor e poeta Marco Polo homenageia sua banda Ave Sangria faz o show de abertura, reforçando o clima 70´s da noite.

Na sua versão atual, o VIVO! foi apresentado no Sesc Belenzinho e no Studio SP, em São Paulo, e no Festival de Inverno de Garanhuns, antes de chegar ao Recife. Além de Zé da Flauta e Paulo Rafael (guitarra), a trupe é integrada por Nando Barreto (baixo), Tovinho (teclados), Léo Stegmann (craviola), Cássio Cunha (bateria) e Edwin (percussão).

  • 1 3 4