Fernando Machado

Blog

Tag vedetes

Viva as vedetes Brasileiras!

Corpo exuberante e um pouco de talento; necessariamente não era preciso ser bonita. Bastava ser gostosa para atrair os homens. Eram esses os atributos de uma girl para se tornar na Vedete – a estrela principal dos Teatros de Revistas Brasileiros cujo apogeu ocorreu nas décadas 40, 50 e até o início dos Anos 60. As vedetes também ficaram famosas pelo poder e a força que  tiveram em mostrar nos palcos  “Quando o menos é mais” no caso o figurino.

As vedetes Mara Rubia e Virginia Lane (Fotos: Divulgação)

As icônicas Virgínia Lane, Mara Rúbia, Sônia Mamede, Íris Bruzzi, Zaquia Jorge, Carmem Verônica, Renata Fronzi, Dercy Gonçalves, Dorinha Durval, Luz Del Fuego, Elvira Pagã, Marly Marley, Bibi Ferreira, Angelita Martinez, e Esther Tarcitano souberam como ninguém incendiar o imaginário sexual dos homens e, algumas delas, influenciar a política e os costumes da época. (Texto do jornalista Muciolo Ferreira)

De volta para o passado

Há 105 anos, era inauguração solenemente na sede da Sociedade de Medicina de Pernambuco, na Rua do Hospicio, 2, primeiro andar, a Escola de Odontologia.

Há 55 anos, Maria Quitéria, nascida em Olinda, é eleita Rainha das Vedetes de São Paulo.

Há 55 anos, começava o Carnaval. O prefeito Liberato Costa Junior entregava a chave da cidade para o Rei Momo a Barreto Junior.

Há 55 anos, Eutalia Figueiredo ganha o primeiro lugar no desfile de fantasias do Copacabana Palace com Siwa, a dançarina hindu.

Há 50 anos, acontecia na casa do sociólogo Pessoa de Moraes, Rua dos Pires, o I Baile do Saiote. Participaram da festa os escritores José Condé e João Cabral de Melo Neto.