Fernando Machado

Blog

Tag vedete

De volta para o passado

anilza-leone
Há 75 anos, nascia em Santa Catarina, a vedete Anilza Leone (Anilza Pinto de Carvalho), que morreu no dia 6 de agosto de 2009.

Há 55 anos, morria no Rio de Janeiro, o cantor da Zilda (José Gonçalves), que nasceu no dia 6 de janeiro de 1908.

marcel-morin
Há 15 anos, morria na França, o cônsul da França que marcou época no Recife, Marcel Morin, que nasceu no dia 30 de junho de 1907.

Há 10 anos, morria em São Paulo, o historiador Pietro Maria Bardi, que nasceu no dia 21 de dezembro de 1900.

Há 10 anos, morria no Rio de Janeiro, o compositor Manfred Irmin Fest, que nasceu no dia 13 de maio de 1936.

Há 10 anos, morria em São Paulo, o empresário João Saad, que nasceu no Mato Grosso, dia 22 de julho de 1918.

Há 10 anos, morria assassinado em Rondonia, o indigenista Apoena Meirelles, que nasceu em 1949.

Há cinco anos, morria nos Estados Unidos, o ator Christopher Reeve, que nasceu no dia 25 de setembro de 1952.

Um nome que a história guardou

A geração antiga, principalmente os homens, lembra muito dela. Estamos falando numa deusa que mexia com as fantasias sexuais masculinas: Anilza Leone. Pois bem ela faleceu sexta-feira, no Rio de Janeiro, aos 75 anos. Agora está rebolando no céu ao lado de tantas outras coristas. Anilza foi eleita três vezes para a lista das mulheres mais bonitas do ano, por Sérgio Porto, era as famosas Certinhas do Lalau.

anilza-leoni
A Certinha do Lalau (Foto: Divulgação)

Na televisão Anilza Leone, na decada de 60, era disputada no programa Miss Campeonato, após a rodada do Campeonato Paulista pelos representantes de cada clube. No cinema brilhou em chanchadas produzidas por Herbert Richers e fez algumas novelas da TV Globo, como “A gata comeu” e “Barriga de aluguel”.

anilza-leone-2oglobo
Amilza num momento de corista (Foto: Reprodução de O Globo)

Nasceu em Laguna, em Santa Catarina, e seu verdadeiro nome era Anilza Pinho de Carvalho, no final dos anos 40 veio morar no Rio de Janeiro, era datilógrafa quando no carnaval de 1951, estava no baile do Teatro João Caetano quando foi descoberta para a ribalta. Adotou como nome artístico Anilza Leoni, em homenagem ao famoso jogador Leônidas da Silva. Foi uma das maiores vedetes do Brasil, participopu algumas vezes das Revistas Carnavalescas da Rádio Jornal do Commercio, aqui no Recife.

anilza-leone-oglobo
Anilza Leone num close na sua casa (Foto: reprodução de O Globo)

Informação importante: Durante um tempo, manteve a nova carreira escondida da família, até que a mãe, avisada por uma amiga, a surpreendeu em cena, no Teatro Copacabana, no espetáculo “Zum Zum”, estrelado por Dercy Gonçalves. A mãe de Anilza subiu no palco, puxou a filha pela orelha e a tirou do teatro. Mas não adiantou muito. A partir daí, Anilza continuou na carreira de vedete, só que com o conhecimento da família. Portanto, Anilza Leone, você é um nome que a história guardou.