Fernando Machado

Blog

Tag tristeza

Flashes

Com tristeza informamos o falecimento do Engenheiro de Minas, Luiz Eduardo Pereira Schuller, esposo de Betânia Teixeira.

Nadja e José dos Santos passaram a Semana Santa em sua residência de verão em Porto de Galinhas.

O figurinista Paulo Carvalho me cumprimentou pelo réquiem para o carnavalesco Carlos Ivan Vieira de Melo. A abertura e o final o emocionaram.

Conceição e Admaldo Matos de Assis curtiram a Semana Santa, na sua terra, Gravatá. Ficaram no Privê Asa Branca.

As artes plásticas estão de luto com o falecimento de Flávio Emanuel, neste final de semana, aos 55 anos de idade, vítima de Covid.

Flashes

Minha amiga, a jornalista Vera Ferraz está de luto, faleceu sexta-feira, sua irmã Marlene Ferraz Carneiro de Albuquerque. Um momento difícil.

Com tristeza comunicamos o falecimento, ontem, da senhora Thereza Christina Pereira Leal, que não conseguiu vencer o Covid 19.

Hoje, às 18h, na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, Casa Forte, acontece a missa de 7º dia, ex-primeira dama de Pernambuco Margarida de Moura Cavalcanti.

De Joezil Barros recebo a mensagem: “Fernando, nada mais acertada a assertiva que “quem quer esquecer a história que mate os velhos”. Parabéns pelo brilhante trabalho”.

Dia 29 de abril, acontece o Dia Internacional da Dança. Iris Macedo, da Fervo Projetos, e curadoria da coreógrafa Flávia Pinheiro, festeja a data.

Hoje, às 18h, temos a missa de 7º Dia de Pierre Jardelino da Costa e a Missa de 30º dia do seu irmão Sérgio Jardelino. Assista no https://youtu.be/rjNeibbZtEo.

Estreia, hoje, às 20h, na TV Cultura, Velhas Amigas. Três mulheres, três histórias, uma amizade. A série é dirigida por Beto Ribeiro e Carla Albuquerque.

Réquiem para Dona Suçu

Uma nuvem de tristeza encobriu minha quarta-feira quando me contaram que a ex-primeira dama de Pernambuco, Maria Margarida Krause Gonçalves de Moura Cavalcanti, ou Suçu, como era carinhosamente chamada pelos mais íntimos, tinha ido bater o ponto no céu. Dona Suçu casou com o ex-governador do Amapá e de Pernambuco José Francisco de Moura Cavalcanti (1925/1994), em 15 de maio de 1945, na Igreja das Graças. A cerimônia foi conduzida pelo Padre Lamego e a noiva usou um modelo do Parque da Moda.

No casamento de Dona Suçu com Moura Cavalcanti sozinha (Fotos: Divulgação)

Dona Suçu tinha 16 sobrinhos que os presenteavam nos seus aniversários e no Natal. Adorava fazer caridade, mas no anonimato, doava paes para creches e orfanatos, despachava as receitas médicas dos pobres e doava cadeiras de roda para os necessitados. Tinha como hobby pintar com lápis de cores, livros cadernos e até telas. Sua música preferida era Carinhoso de Pixinguinha. Quando presidente da Cruzada de Ação Social coordenou quatro bailes de debutantes, nos jardins do Palácio do Campo das Princesas, eram festas lindas, com renda para as obras assistenciais da entidade.

Dona Suçu presidente da CAS (Foto: Serviço de Imprensa)

Devota de Nossa Senhora de Fátima, inclusive foi enterrada com a imagem da santa em suas mãos. Dona Suçu era muito educada, uma dama, na verdadeira acepção do termo. Ela cozinhava muito bem, e mensalmente reunia a família para almoçar com ela no seu apartamento. A deputada Priscila Krause, sua sobrinha neta, adorava degustar afelô, “que nunca comi em outro lugar”. Com a morte de Dona Suçu, aos 92 anos, a sociedade pernambucana perde um pouco da sua história. Este blog, fiel aos rituais do futebol, pede um minuto de silencio.

Réquiem à Cléa Borges

É com tristeza que blog informa que a ex-primeira dama do Recife e de Pernambuco Cléa Azoubel Borges faleceu ontem. Não conseguiu vencer a Covid 19, mas sua família e seus amigos também não vão conseguir esquecê-la. Clea era filha de Esther e Armando Borges e foi casada o ex-prefeito do Recife e ex-governador de Pernambuco Gustavo Krause e deixou três filhas Daniela, Priscila e Manuela. A comadre Cléa, como seus amigos mais íntimos, a chamava coordenou três Bailes Municipais.

Diva Pacheco e Cléa Krause no I Baile Municipal (Foto: Divulgação)

Como primeira dama de Pernambuco gostava de reunir a imprensa no Palácio do Campo das Princesas para debater sobre cinema e teatro. Como presidente da Cruzada de Ação Social movimentou nos jardins do Campo das Princesas um grandioso desfile de modas grifado pelo figurinista Paulo Carvalho. A decoração foi de Maria Odete Souto e a iluminação de José Pimentel. Os penteados foram do famoso coiffeur carioca Silvinho. O desfile foi apresentado por Alex e João Alberto.

Clea, Luiza Leão e Vlademir Meireles no II Baile Municipal (Foto: Divulgação)

A advogada Luisa Leão confessa: “Comadre Cléa será sempre lembrada por mim como uma amiga muito querida, cúmplice, solidária em todas as horas, fiel, corajosa… vou me lembrar de nunca esquecê-la. Pra mim foi uma grande perda. A última vez que ela me respondeu no ZAP foi com um beijo e um coração”. Visivelmente emocionado para o figurinista Paulo Carvalho, Cléa foi uma primeira dama que nunca esqueceu as artes. Sempre prestigiou os artistas, a mim particularmente, me realizou um grande sonho profissional: O lançamento da minha coleção, em 1980, com 60 looks.