Fernando Machado

Blog

Tag trajes

Christiane Martel: Miss Universo de 1953

Há 68 anos, acontecia no Long Beach Municipal Auditorium, na Califórnia, a eleição da Miss Universo 1953, com a participação de 26 candidatas internacionais e estados norte-americanos em uma edição realizada conjuntamente com o Miss Estados Unidos de 1953. No final do evento, a atriz  Julie Adams coroou a Christiane Martel, da França, como Miss Universo de 1953. A Miss Universo de 1952, Armi Kuusela, da Finlândia, renunciou ao titulo para se casar. Depois do desfile de maiô Catalina e traje de gala, o host Bob Russell, apresentou o Top 16.

Maxime Morgan, Anna Bertha Jimenez, Christiane Martel, Mirna Hansen e Kinuko Ito  (Foto: Divulgação)

O Top 16: Ingrid Rita Mills (Africa do Sul), Christel Schaack (Alemanha), Lore Felger  (Áustria), Maxime Morgan (Austrália),  Thelma Elizabeth Brewis (Canadá), Jytte Olsen (Dinamarca), Myrna Rae Hansen (Estados Unidos), Christiane Martel (França), Rita Stazzi (Itália), Kinuko Ito (Japão), Ana Bertha Lepe Jimenez (Mexico), Synnoeve Gulbrandsen (Noruega), Emita Arosemena Zubieta (Panamá), Mary Ann Sarmiento (Peru), Ayten Akyol (Turquia)e Ada Alicia Ibánez Amengual (Uruguai).

Christiane Martel sendo coroada pela atriz Julie Adams  (Foto: O Cruzeiro)

O top 5 ficou assim em 5º lugar Maxime Morgan da Austrália, em 4º lugar Ana Bertha Lepe Jimenez do México, em 3º lugar Kinuko Ito do Japão, em 2º lugar Myrna Rae Hansen dos Estados Unidos e em primeiro conforma já escrevemos foi a Miss França, Christiane Martel. O Brasil não teve representantes este ano. A partir de 1954 ele aterrissa em Long Beach com notável Martha Rocha.

As misses Rita Stazzi, Christel Schaack, Christiane Martel, Doretta Xirou, Lore Felger e Danielle Oudnet (Foto: O Cruzeiro)

Participaram do concurso: Ingrid Rita Mills (África do Sul), Muriel Hagberg (Alasca), Christel Schaack (Alemanha), Maxime Morgan (Austrália), Lore Felger (Austria), Elayne Cortois (Belgica), Thelma Elizabeth Brewis (Canadá), Jytte Olsen (Dinamarca), Myrna Rae Hansen (Estados Unidos), Teija Anneli Sopanen  (Finlândia), Christiane Martel (França), Doretta Xirou (Grécia).

As misses de trajes típicos no Aeroporto de Los Angeles (Foto: Internet)

Ainda Aillen Lauwae Stone (Havaí), Rita Stazzi (Itália), Kinuko Ito (Japão), Ana Bertha Lepe Jimenez (México), Synnoeve Gulbrandsen (Noruega), Emita Arosemena Zubieta (Panamá), Mary Ann Sarmiento (Peru), Wanda Irizarry (Porto Rico), Ulla Sandkler (Suécia), Danielle Oudnet (Suiça), Ayten Akyol (Turquia), Ada Alicia Ibánez Amengual   (Uruguai) e Gisela Bolaños Scarton (Venezuela).

Miss Universo, Christiane Martel e o ator e juiz do concurso Jeff Chandler (Foto: Divulgação)

Os trajes Típicos mais Bonitos

Ivana Batchelor da Guatemala e Ruri Saji do Japão (Fotos: Concurso)

Ontem tivemos a divulgação dos Mais Bonitos Trajes Típicos do Miss Grande Internacional, que aconteceu na Tailândia. Os prêmios foram para as Misses Ruri Saji do Japão, Patcharaporn Chantarapadit da Tailândia e Ivana Elizabeth Batchelor da Guatemala. Amanhã escreveremos como foi à vitória da norte-americana, Abena Akuaba Appiah.

Patcharaporn Chantarapadit da Tailândia (Foto: Concurso)

Miss Grande Internacional de 2020

As misses Alemanha Arlinda Prenaj e Argentina Mariana Varela (Fotos: Concurso)

O desfile de trajes típicos das 63 candidatas ao titulo de Miss Grande Internacional de 2020, que vai acontecer amanhã no Show DC Hall, em Bangkok, na Tailândia. O concurso pertence ao jornalista Nawat Itsaragrisil e foi fundado em 2013, na Tailândia. A primeira MGI foi Janelee Chaparro de Porto Rico.

A Miss Equador Sonia Luna Menendez (Foto: Concurso)

A Miss Guatemala Ivana Elizabeth Batchelor (Foto: Concurso)

É o primeiro concurso a retornar de volta presencial. Hoje apresentamos os trajes típicos das Misses Arlinda Prenaj da Alemanha, Mariana Varela da Argentina, Teresita Sanchez da Bolívia, Lala Guedes do Brasil, Sonia Luna Menendez do Equador, e Ivana Elizabeth Batchelor da Guatemala.

As Misses Bolívia Teresita Sanchez e Brasil Lala Guedes (Fotos: Concurso)

Nuon Rath vence o Mister Universo Camboja de 2020

Phal Sopheng, Nuon Rath Samnang Vorat e Nak Pisey (Foto: Concurso)

Na noite de 25 de novembro no Olympia Mall, aconteceu a escolha do Mister Camboja de 2020, cujo organizador é Mey Vuchetboth. Participaram do evento 20 candidatos. A comissão julgadora formada por cinco membros escolheu como vencedor Nuon Rath Samnang Vorabot. Em2º lugar ficou Nak Pisey e em 3º lugar Phal Sopheng, por sinal estes últimos, mais bonitos do que o vencedor.

O Top 10 usando trajes típicos (Foto: Concurso)

Depois de desfiles de trajes típicos, calção e traje de noite foi eleito o Top 12: Noun Rothsomnang Vorak Both, Chea Panhara, Ny Chhunbeang, Yim Samrach, Toch Sopheak, Sros Kimsreang, Kheuran Ben, Keo Sothea, Pech Tebvibol, Ang Chheangleang, Phal Sopheng e Nak Pisey.

O Top 10 no desfile de traje esportivo (Foto: Concurso)

Os concorrentes foram Prom Vanna, Din Chay, Orng Samley, Noun Rothsomnang Vorak Both, Seng Piseth, Keo Sothea, Chea Panhara, Kheuran Ben,  Chheng Houy, Pech Tebvibol, Ang Chheangleang, Nak Pisey, Ny Chhunbeang, Thy Retthysak, Phal Sopheng, Toch Sopheak, Sros Kimsreang, Jen Chivan, Oun Borith e Yim Samrach.

Ny Chhunleang venceu no traje típico (Foto: Concurso)

Noun Rothsomnang Vorak Both também foi eleito Mister Personalidade, Pech Tebvibol foi eleito Mister Rising Star, Toch Sopheak foi eleito Mister Fotogenia, e Ny Chhunleang o melhor Traje Típico.

Nak Pisey ficou no 2º lugar, mas era muito melhor do que o vencedor (Foto: Concurso)

  • 1 2 6