Fernando Machado

Blog

Tag traje

Hoje tem Mister Republica Tcheca

O Mister Republica Tcheca de 2022 será eleito hoje, às 20h, na cidade de Náchoda, com a participação de 12 candidatos. O mais jovem é Leon Vonaky de 20 anos de idade e o mais velho é Phillipp Stoimenov de 30 anos. O único deus de ébano é Leon Vonaky e concorre pela quinta vez. David Pleva é serralheiro. Filip Sanda é engenheiro elétrico. Petr Ngo é descendente de vietnamita e estuda Economia em Praga. Denys Poljanskyj é carpinteiro.

Os candidatos de traje de banho (Foto: Concurso)

Vão participar Adam Buzek, 22 anos; David Pleva, 27 anos; Denys Poljanskyj, 23 anos; Dominik Odstrcil, 26 anos; Dusan Kucharik, 27 anos, Filip Sanda, 28 anos, Honza Jan Balsán, 21 anos; Josef Vansa, 23 anos; Leon Vonaky, 20 anos; Matej Svec, 23 anos; Petr Ngo, 23 anos e Phillipp Stoimenov, 30 anos. Dominik Chabr representou a República Tcheca no Man of the Year, em Bali e saiu-se vencedor. O concurso poderá ser visto no Youtube do evento.

Os candidatos de traje de noite (Foto: Concurso)

Dominik Chabr é o Man  of the Year de 2022

Pablo, Iusypchuk, Dominik, Nguyen e Lee (Foto: Pawee Ventura)

Todos os candidatos (Foto: Pawee Ventura)

O Man of the Year aconteceu domingo, no The Keranjang em Bali, na Indonésia, com a participação de 14 candidatos. O vencedor foi Dominik Chabr da Republica Tcheca e recebeu a faixa do Man of the Year de 2018, Phiratthapong Nakamaguti da Tailândia. Depois de desfilarem de trajes típicos, sunga e traje de noite foi selecionado o Top 8: Wilson Feliz da Republica Dominicana, Nguyen Minh Khac do Vietnã, Romart Lagura das Filipinas, Dominik Chabr da Republica Tcheca, Pablo Fernandez Gallego da Espanha, Rafael de Tomas Jr do Chile, Lee Jooyong da Coreia, e Iusypchuk Bogdan Romanovych da Ucrânia.

O Top 8 (Foto: Pawee Ventura)

Tharida, Iusypchuk e Lee (Foto: Pawee Ventura)

O resultado final: no 5º lugar ficou Fernandez Gallego da Espanha, no 4º lugar ficou Lee Jooyong da Coréia, no 3º lugar ficou Iusypchuk Bogdan Romanovych da Ucrânia, no 2º lugar ficou Nguyen Minh Khac do Vietnã e no primeiro, conforme frisamos no inicio da matéria foi Dominik Chabr da Republica Tcheca. Também receberam os prêmios Masterly: Espanha, Ucrânia e India; Mindful: Cambodja, Coreia e Republica Dominicana; Masculine: Vietnã, República Tcheca e Coréia; Supermodel: Malásia, Indonesia e Chile. Os melhores trajes típicos foram os Man do Vietnã, Indonésia e Republica Dominicana.

Shayu, Romart e Dominik (Foto: Pawee Ventura)

Lee, Pablo, Nguyen e Tharida (Foto: Pawee Ventura)

Os concorrentes foram: Rafael de Tomas Jr do Chile, Tharida Un de Cambodia, Lee Jooyong da Coréia, Pablo Fernandez Gallego da Espanha, Romart Lagura das Filipinas, Yudistira Putra Amiruddin da Indonésia, Ashish Shinde da Índia, Adam Yusuf da Malásia, Shayu Gum de Mianmar, Wilson Feliz da Republica Dominicana, Dominik Chabr da Republica Tcheca, Iusypchuk Bogdan Romanovych da Ucrânia, Samderson Roa da Venezuela, e Nguyen Minh Khac do Vietnã.

Tharida, Lee e Wilson (Foto: Pawee Ventura)

Nugyen, Yudistira e Wilson (Foto: Pawee Ventura)

Sylvia Hitchcock é a Miss Universo de 1967

A foto oficial das candidatas (Foto: Manchete)

Há 55 anos, Sylvia Hitchcock (1946/2015), dos Estados Unidos, era eleita Miss Universo de 1967, no Miami Beach Auditorium, na Flórida. Ela tinha 1m69 de altura, 90cm de busto e quadris e 60cm de cintura. O concurso contou com a participação de 56 candidatas. Esta foi a primeira edição do Miss Universo tendo como mestre de cerimônias Bob Baker, onde permaneceu durante 20 anos. Também foi a primeira vez que o Brasil conquistou o prêmio de melhor traje típico, com Carmen Silvia Ramasco.

Jennifer, Mariela, Sylvia, Ritva e Batya (Foto: O Cruzeiro)

No Top 15 ficaram Carmen Silvia Ramasco (Brasil), Margrethe Rhein (Dinamarca), Sylvia Hitchcock (Estados Unidos), Paquita Sáchjez (Espanha), Ritva Lehto (Finlândia), Elia Kalogeraki (Grécia), Irene Campenhout (Holanda), Laura Costa (Hong Kong), Jennifer Lewis  (Inglaterra), Patricia Armstrong (Irlanda), Batya Kabiri (Israel), Paola Rossi  (Itália), Denise Page (Pais de Gales), Eva-Lisa Svensson (Suécia) e Mariela Pérez (Venezuela).

Bob Baker observa Margareda Arvidson coroar Sylvia Louise Hitchcock (Foto: O Cruzeiro)

Tivemos como Miss Simpatia Lena MacGarvie (Escócia), e como Miss Fotogenia Elia Kalogeraki (Grécia). Finalmente Bob Baker anunciou as finalistas: em 5º lugar Batya Kabiri (Israel), em 4º lugar Ritva Lehto (Finlândia), em 3º lugar Jennifer Lewis (Inglaterra), em 2º lugar Mariela Pérez (Venezuela) e a vencedora foi Sylvia Hitchcock (Estados Unidos), que foi coroada pela Miss Universo de 1966, Margaretha Arvidsson.

Sylvia Louise Hitchcock de maiô e traje de gala (Fotos: O Cruzeiro)

Participaram do concurso Windley Ballenden (África do Sul), Fee Von Zitzewitz (Alemanha), Amalia Scuffi (Argentina), Ivonne Maduro (Aruba), Cristina Barth (Áustria), Elizabeth Knowles (Bahamas), Mauricette Sironval (Bélgica), Cheryl Smith (Bermudas), Marcela Montoya García (Bolívia), Cristina Landwier (Bonaire), Carmen Sílvia Ramasco (Brasil), Donna Barker (Canadá), Ingrid Riveros (Chile), Mei-Lee Ong (Cingapura), Elsa Cajiao (Colombia), Hong Jungae (Coreia do Sul), Rosa Maria Fernandez (Costa Rica).

Carmen Silvia Ramasco com sua bandeirante estilizada e Margaretha Arvidsson (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Elina Salavarría (Cuba), Imelda Thodé (Curaçao), Margrethe Knudsen (Dinamarca), Lena MacGrvie (Escócia), Paquita Sánchez (Espanha), Sylvia Hitchcock (Estados Unidos), Pilar Pilapil (Filipinas), Ritva Lehto (Finlândia), Anne Vernier (França), Elia Kalogeraki (Grécia), Hope Marie Alvárez (Guam), Irene van Campenhout (Holanda), Denia Alvarado (Honduras), Laura Roque (Honduras), Gail Garrison (Ilhas Virgens), Nayyara Mirza (Índia), Jennifer Lyn Lewis (Inglaterra), Patrícia Armstrong (Irlanda), Guðrun Petursdóttir (Islândia), Batya Kabiri (Israel).

Sylvia Hitchcock dos EUA e Gail Garrison das Ilhas Virgens (Fotos: Manchete)

Também Paola Rossi (Itália), Kayoko Fujikawa (Japão), Marie Mathgen (Luxemburgo), Monka Siprasome (Malásia), Valentina Duarte (México), Gro Goksor (Noruega), Pamela McLeod (Nova Zelândia), Etsuko Okuhira (Okinawa), Denise Page (País de Gales), Mirna Castillero (Panamá), Maria Eugenia Torres (Paraguai), Myrta Somaruga (Peru), Yvonne Coll (Porto Rico), Jeannetre Garcia (Republica Dominicana), Eva-Lisa Svensson (Suécia), Elsbeth Ruegger (Suíça), Ayse Gurani (Turquia), Mayela Martinez (Uruguai) e Mariela Branger (Venezuela).

Zilene Sá Torres é a Miss Pernambuco de 1977

Marluce Lins, Norma Galvão, Goretti Mendonça e Eliane Modesto (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Há 45 anos, com 20 mil pessoas no Geraldão, Zilene Sá Torres de Goiana vencia o concurso de Miss Pernambuco de 1977. Participaram deste festival de beleza 25 jovens. Os apresentadores foram Albuquerque Pereira e Carmen Towar. E parte musical ficou por conta dos cantores Jorge Ben, Ronnie Von e Simone. Tempos bons aqueles.

Fátima Coutinho, Fátima Carvalho, Mirna Araújo e Emília Albuquerque (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

A comissão julgadora foi presidida pelo sociólogo Gilberto Freyre, e contou ainda com a primeira dama do Recife Geralda Farias, a consulesa norte-americana Lucia Hoffenberg, a esposa do comandante da PMPE Terezinha Torres, a senhora Joseane Nunes Pereira, senhor Pinto Lapa, os jornalistas Alex, João Alberto e o personal trainer Otavio Catanho.

Lúcia Monteiro, Rosângela Moura, Ana Pina e Vera Lucia Rocha (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Antes do resultado final as candidatas desfilaram de traje de noite e banho maiôs Catalina. A vencedora foi Zilene Sá Torres, de Goiana. Em segundo ficou Monica Araújo, de Santa Cruz do Capibaribe, em terceiro Maria de Fátima Coutinho de Caruaru, em quarto Marcia Cavalcanti Neves do Sesi Industria e em quinto Rosangela Moura de Custodia.

Dayse Moraes, Zilene Sá Torres, Isis Oliveira e Nilda Pereira (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Desfilaram na passarela do Geraldão as jovens Ana Maria de Pina (Escada), Cleia Lúcia Alves (Paudalho), Dayse Ferreira Moraes (Garanhuns), Eliane Modesto  (Buíque), Emilia Quirino Albuquerque (Colégio Betel), Isis Ramos de Oliveira (Gravatá), Izarely Vasconcelos (Tecanor).

Cleia Alves, Luiza Souza, Telma Sales e Mônica Araujo (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Também Lucia de Fátima Monteiro (Condor de Nazaré), Márcia Cavalcanti Neves (Sesi), Maria de Fátima Coutinho (Caruaru), Maria Luiza Souza (Previdenciários), Maria José Wanderley (Vitória), Maria José Ferreira (São Lourenço), Maria de Fátima Carvalho (Catende).

Maria José Ferreira, Marta Cavalcanti, Márcia Neves, Izarely Vasconcelos e Maria José Wanderley (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ainda Maria Goretti Mendonça (Brejo da Madre Deus), Marluce Estrela Lins (Arcoverde), Marta Lúcia Cavalcanti (Serra Talhada), Mirna Alves Araujo (Português), Mônica Maria Araujo (Santa Cruz do Capibaribe), Nilda Maria Pereira (Jaboatão), Norma Suely Galvão (Barreiros), Rosangela Moura (Custódia), Telma Beatriz Sales (Ribeirão), Vera Lucia Rocha (Flamengo de Arcoverde) e Zilene Sá Torres (Goiana).

Monica Araújo, Zilene Sá Torres e Fátima Coutinho (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)