De Volta para o Passado

Há 180 anos, era tocado, pela primeira vez, o Hino Nacional do Brasll, cuja letra é de Joaquim Osório Duque-Estrada e a música de Francisco Manuel da Silva. Em 1917 o cantor Vicente Celestino foi quem primeiro gravou o Hino Nacional, sendo acompanhado pela Banda do Batalhão Naval.

Há 135 anos, nascia na Alemanha, o artista plástico Henrique Moser, que morreu no dia 21 de agosto de 1947.

Há 100 anos, acontecia concerto com o tenor Elias Reis e Silva, com o barítono Astrubal Lins e com a pianista Fausta Lobo.

Há 85 anos, morria na Inglaterra, o poeta Rudyard Kipling, que nasceu no dia 30 de dezembro de 1865.

Há 85 anos, acontecia à Festa dos Solteiros, no Olinda Cassino Club, com o Bando Acadêmico. Na ocasião os compositores Homero Freire, Plácido Souza e Capiba apresentaram os frevos-canções vitoriosos. O traje foi rigor.

Há 70 anos, morria em São Paulo, o político Euvaldo Lodi, que nasceu no dia 9 de março de 1896.

Há 55 anos, o escritor Marcos Vilaça tomava posse na cadeira 35, da Academia Pernambucana de Letras, cujo presidente era Luiz Delgado. A cerimônia aconteceu no Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano. Ele foi saudado pelo acadêmico Mauro Mota.

Há 25 anos, morria no Rio Grande do Sul, o cineasta Alberto Ruschel, que nasceu o dia 21 de fevereiro de 1918.