Fernando Machado

Blog

Tag suicidou-se

Terezinha Frazão: Miss Pernambuco de 1962

Maria Lucia Santa Cruz e Terezinha de Castro Frazão (Foto: O Cruzeiro)

Há 55 anos, nos salões do Clube Internacional Terezinha de Castro Frazão, do Clube Português, do alto dos seus 1m69 de altura, dos seus 59 quilos e dos seus 20 anos, era eleita Miss Pernambuco de 1962. Os apresentadores foram Hilton Gomes e Heloisa Helena. O estilista Marcilio Campos vestiu Terezinha Frazão, Eutália Figueiredo e Francy França, já Victor Moreira grifou os modelos de Lucilde Carlos Mendonça e Vera Lucia Bezerra.

Terezinha de maiô e Terezinha ao lado Eutália Figueiredo e Vera Lucia Bezerra (Fotos: JC e O Cruzeiro)

Participaram do concurso seis candidatas: Terezinha de Castro Frazão (Português), Maria Eutália Figueiredo (Líbano), Vera Lucia Bezerra (Náutico), Lucilde Carlos Mendonça (Internacional); Marly dos Santos Alexandre (Atlético Clube de Amadores) e Francy França (Monte Real). Amélia Reis e Eneida Costa (América) desistiram de participar do concurso. Lucilde no dia 29 de fevereiro de 1968 suicidou-se, na Igreja de Piedade, por que tinha acabado o noivado com Fernando Sá Albuquerque.

Eutalia, Maria Lúcia, Terezinha, Francy e Vera Lucia (Foto: Jornal do Commercio)

A comissão julgadora foi formada por Iolanda Costa e Silva (mulher do general Arthur da Costa e Silva e foi primeira dama do Brasil), Lotinha Pessoa de Queiroz, Roberto Pessoa, Nelson Dias, Jordão Emerenciano, Álvaro Ferraz, os cônsules Eugene Areas (Estados Unidos) e Yoshito Saito (Japão). O primeiro lugar foi para a alagoana Terezinha Frazão, o segundo para Maria Eutália Figueiredo e o terceiro para Vera Lucia Bezerra. No ano seguinte Vera foi eleita Miss Pernambuco.

Lucilde, Eutalia, Marly, Terezinha, Vera, Eneida e Francy um dia antes do concurso (Foto: Diário de Pernambuco)

Terezinha foi coroada por Maria Lucia Santa Cruz, Miss Pernambuco de 1961. Miss Brasil de 1955, Maria Emilia Correia Lima, ao lado do marido coronel pernambucano Wilson Santa Cruz, foi uma presença de destaque na noite da beleza pernambucana. Também estava por lá a Miss Paraíba de 1962, Eneida Vieira. Era a época dos anos dourados dos concursos de Miss Pernambuco que lotavam os clubes e chegou um momento que eles foram para o Geraldão.

Lucilde, Eutália, Marly, Terezinha, Eneida Costa e Francy (Foto: Diário de Pernambuco)

Morte emblemática

O tenente coronel Marinaldo Lima comandante do 13º BPM, suicidou-se esta manhã dentro da sala do secretário executivo de Planejamento do Estado, Bernardo Almeida, gestor do programa de segurança pública conhecido como Pacto pela Vida. O suícidio aconteceu logo após a jornada de avaliação do Pacto pela Vida. O coronel de 49 anos não participou da reunião por estar de férias e em trajes civis. Oficiais que estiveram no local informaram que o oficial se matou depois de conversar por cerca de 30 minutos com Bernardo Almeida.

Como é comum acontecer muitas especulações surgiram, dentre elas a informação de que o Marinaldo estaria enfrentando dificuldades financeiras ou que estaria sofrendo pressões dos coordenadores do Pacto pela Vida. Uma coisa é certa todos os comandantes de batalhões, são insistentemente cobrados. O verdadeiro motivo da catastrofe não será esclarecido mas é emblemático que ele tenha ido se matar justamente na sala do gestor do Pacto pela Vida, mesmo tendo o seu batalhão bem avaliado.

Miss Pernambuco de 1962

Há 50 anos, nos salões do Clube Internacional do Recife, Terezinha Frazão, do Clube Português, do alto dos seus 1m69 de altura, dos seus 59 quilos e dos seus 20 anos, era eleita Miss Pernambuco de 1962. Os apresentadores foram Hilton Gomes e Heloisa Helena. O estilista Marcilio Campos vestiu Terezinha Frazão, Eutália Figueiredo e Francy França, já Victor Moreira grifou os modelos de Lucilde Carlos Mendonça e Vera Lucia Bezerra.

m-lucilde-mendonca-eutalia-marly-alexandre-terezinha-frazao-vera-lucia-bezerra-eneida-costa-francy-franca
Lucilde, Eutalia, Marly, Terezinha, Vera, Eneida Costa e Francy (Foto: Diário de Pernambuco)

A comissão julgadora foi formada por Iolanda Costa e Silva (mulher do general Arthur da Costa e Silva foi a primeira dama do Brasil), Lotinha Pessoa de Queiroz, Roberto Pessoa, Nelson Dias, Jordão Emerenciano, Álvaro Ferraz, os cônsules Eugene Areas (Estados Unidos) e Yoshito Saito (Japão). O primeiro lugar foi para a alagoana Terezinha Frazão, o segundo para Eutália Figueiredo e o terceiro para Vera Lucia Bezerra.

m-eutalia-maria-lucia-terezinha-francy-franca-vera-lucia
Eutalia, Maria Lúcia, Terezinha, Francy e Vera Lucia na passarela do Internacional (Foto: Arquivo)

Participaram do concurso seis candidatas: Terezinha de Castro Frazão (Portugues), Eutália Figueiredo (Libano), Vera Lucia Bezerra (Náutico), Lucilde Carlos Mendonça do Internacional que no dia 29 de fevereiro de 1968 suicidou-se, na Igreja de Piedade, por que tinha acabado o noivado com Fernando Sá Albuquerque; Marly dos Santos Alexandre (Atlético Clube de Amadores) e Francy França (Monte Real). Amélia Reis do América e Eneida Costa desistiram de participar do concurso.

m-maria-lucia-santa-cruz-terezinha-frazao
Maria Lúcia Santa Cruz e Terezinha Frazaão (Foto: O Cruzeiro)

Terezinha foi coroada por Maria Lucia Santa Cruz, Miss Pernambuco de 1961. Miss Brasil de 1955, Maria Emilia Correia Lima, ao lado do marido coronel pernambucano Wilson Santa Cruz, foi uma presença de destaque na noite da beleza pernambucana. Também estava por lá a Miss Paraíba de 1962, Eneida Vieira. Era a época dos anos dourados dos concursos de Miss Pernambuco que lotavam os clubes e chegou um momento deixou os clubes e foi para o Geraldão.