Fernando Machado

Blog

Tag soldados

Nos Bastidores da Política

Em visita à província de Pistoia, na Itália, terça-feira, o Presidente Jair Bolsonaro prestou homenagem aos soldados brasileiros mortos durante confrontos na 2ª Guerra Mundial em solo italiano. A cerimônia ocorreu no Monumento Votivo Militar Brasileiro que mantém viva a memória dos combatentes. Conhecidos como pracinhas, os 25 mil soldados veteranos da então Força Expedicionária Brasileira, criada em 1943, foram enviados à Itália para missões importantes, como a batalha de Monte Castello. Cerca de 500 deles morreram nos conflitos. A cerimônia, que teve o hasteamento da Bandeira brasileira, contou com uma missa celebrada em português e em italiano. O Presidente depositou uma coroa de louros no túmulo de um soldado desconhecido.

O presidente Bolsonaro e a prefeita Alessandra Buoso (Foto: Alan Santos)

Após o encerramento da cúpula do G20, em Roma, na Itália, o Presidente Jair Bolsonaro visitou segunda-feira a cidade Anguillara Vênetta, no norte do país, onde recebeu o título de cidadão honorário. A região corresponde ao lugar onde nasceram e viveram alguns dos antepassados do líder brasileiro. Na cidade italiana, o Presidente foi recebido com um almoço pela prefeita Alessandra Buoso e moradores locais. “Vim aqui ver a cidade onde meus avós nasceram. Saíram daqui e se conheceram indo em viagem, no navio, para o Brasil”, comentou. “Foi muito emocionante ver e ter contato com essas pessoas. Mais de mil pessoas saíram desse lugar pequeno e foram para o Brasil no momento ainda da Revolução Industrial. Mão de obra sobrando na Itália, o Brasil com o fim da escravidão, carecendo de mão de obra”, contou. “Hoje em dia, um sétimo da população brasileira tem laços com a Itália”, afirmou o Presidente durante a visita.

Não Podemos esquecê-los (V)

Em Memória dos que foram assassinados pelo Brasil Livre do Comunismo lembramos, hoje, aqueles de 1971: os soldados PM Américo Cassiolato, Djalma Peluci Batista, Manoel da Silva Neto e Eduardo Timóteo Filho; o major do Exército José Julio Toja Martinez; o tenente da Aeronáutica Mateus Levino dos Santos; o suboficial da reserva da Marinha José do Amaral; os cabos PM João Campos e Nelson Martinez Ponce.

O major do Exército José Julio Toja Martinez (Foto: Divulgação)

Ainda o artesão Adilson Sampaio, a empregada domestica Maria Alice Matos, os civis Antônio Lisboa Ceres de Oliveira, Alberto da Silva Machado e Jaime Pereira da Silva; o comerciário Fernando Pereira; os seguranças Jayme Cardenio Dolce, Silvâno Amâncio dos Santos, Demerval Ferreira dos Santos, José Amaral Vilela e Hélio Ferreira de Moura; o taxista Gentil Procópio de Melo e o adolescente de 14 anos Marcelo Costa Tavares.

Não Podemos esquecê-los

Em Memória dos que foram assassinados pelo Brasil Livre do Comunismo lembramos, hoje, aqueles de 1969: os soldados Naul José Montovani, Guido Boné, Natalino Amaro Teixeira, Aparecido dos Santos Oliveira, Mauro Celso Rodrigues, João Guilherme de Brito, Abelardo Rosa Lima, Romildo Ottenio e Elias dos Santos; o subtenente PM Joel Nunes; as donas de casa Alzira Baltazar de Almeida e Sulamita Campos Leite, o lavrador Edmundo Janot, o inspetor de policia Cecildes Moreira de Faria; os guardas civis José Antunes Ferreira e Orlando Pinto da Silva. 

Os civis Manoel da Silva Dutra e Nilson José de Azevedo Lins; o motorista Francisco Bento da Silva; o vigia bancário Luiz Francisco da Silva, os bancários Orlando Girolo e José Santa Maria; os investigadores José de Carvalho e Estela Borges Morato; o taxista Cidelino Palmeiras do Nascimento, o comerciário José Getúlio Borba; o cobrador de ônibus Samuel Pires; o comerciante Kurt Kriegel; o gente da PF Cláudio Ernesto Canton, o guarda particular Euclídes de Paiva Cerqueira e o protético Friederich Adolf Rohmann.

Noticias do Ceará

A Polícia Militar do Ceará incorporou 373 novos soldados para reforçar a segurança da população cearense nas ruas. O efetivo formado por 359 homens e 14 mulheres foi empossado pelo governador Camilo Santana, sexta-feira, no Quartel do Comando Geral. Esta é a 4ª turma de candidatos aprovados no concurso de 2016. Ao todo, 4.346 candidatos concluíram todas as etapas do certame com êxito e foram nomeados.

Será que está faltando qualidade no ensinamento da tropa? (Foto: Governo do Estado)

 

O blog está preocupado, pois de vez em quando o governador nomeia novos praças e o vandalismo no Estado está cada vez mais cada vez. Até agora entraram 4.346 soldados fora o numero já existente na tropa. Tem alguma coisa errada. Pela assessoria de imprensa tudo é uma maravilha na terra de Iracema. O que assusta é que o governador Camilo Santana é petista e o governo federal não é. Será que é isso?

  • 1 2 7