Fernando Machado

Blog

Tag selvagem

Anotações do Cotidiano

Como Selvagem, longa-metragem de ficção, dirigido por Diego Costa e protagonizado pela atriz Lucélia Santos, pelo rapper e poeta Rincon Sapiência, Kelson Succi, Fran Santos, dentre outros atores e personagens reais, jovens que vivenciaram as ocupações nas escolas do país. Ganhador de 32 prêmios em Festivais sendo oito de melhor filme, como o Prêmio Popular de Melhor Filme do 14o Festival de Cinema Latino Americano de SP, Selvagem será exibido amanhã, às 13h30, no próximo dia 29, às 00h30.

Lucélia Santos no Selvagem (Foto: Divulgação)

O chef Henrique Fogaça e Camila Nunes Carneiro (Foto: Divulgação)

Dos mais concorridos o lançamento do livro O Mundo do Sal de Camila Nunes Carneiro e o chef Henrique Fogaça, na Livraria da Travessa Pinheiros, em São Paulo. A nova leitura gastronômica relata de maneira inédita e criativa o protagonismo do sal em nossa sociedade – incluindo seu impacto na saúde, em diferentes culturas, economias, políticas, crenças e religiões, além das mais diversas práticas culinárias do mundo ao longo dos mais de 5.000 anos de história da humanidade. No livro são apresentadas 45 receitas criadas pelo chef em pratos para diversas comemorações.

William é inimigo dos crimes selvagens

O Duque de Cambridge partiu do Aeroporto de Heathrow em uma aeronave A380, da British Airways, exibindo a mensagem #EndWildLifeCrime (Acabar com os crimes contra a vida selvagem, em tradução livre), dando início a uma missão para destacar a ameaça global urgente à vida selvagem e às pessoas do comércio ilegal de vida selvagem. O príncipe William fará uma viagem de trabalho a Namíbia, Tanzânia e Quênia. Lá, ele visitará uma série de projetos e se reunirá com conservacionistas, comunidades e representantes da lei que trabalham para deter a caça furtiva e o comércio ilegal de vida selvagem. A British Airways, leia-se o CEO e Presidente Alex Cruz, é membro da força-tarefa do programa United for Wildlife do Duque de Cambridge.

O príncipe William antes do seu embarque até a África (Foto: Divulgação)

Estima-se que o comércio ilegal de animais silvestres seja o quarto crime internacional mais lucrativo após o tráfico de drogas, armas e seres humanos. Com um valor de até 17 bilhões de libras por ano, o comércio não apenas ameaça algumas das espécies emblemáticas do mundo, mas também prejudica o crescimento econômico sustentável e a subsistência de pessoas vulneráveis ​​em comunidades rurais. Os criminosos também usam redes de funcionários e agências corruptos para minar o desenvolvimento sustentável e a lei, prejudicando os meios de subsistência e o crescimento das comunidades locais. A viagem acontece antes da conferência internacional do governo do Reino Unido sobre o comércio ilegal de vida selvagem nos dias 11 e 12 de outubro de 2018.