Fernando Machado

Blog

Tag saúde

Nos Bastidores da Política

O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde segue atuando com o Plano de Ação: Estratégia de Vacinação nas Fronteiras de 2022 para elevar as taxas de imunização da população que vive nas regiões de fronteiras. No último fim de semana, foi realizada uma mobilização na cidade de Santana do Livramento (RS), na fronteira com o Uruguai. Foram disponibilizadas doses recomendadas de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação.

Serão utilizados como indicadores de monitoramento e avaliação da estratégia as coberturas vacinais dos seguintes imunizantes: Vacinas Poliomielite; Tríplice Viral; Covid-19; Febre Amarela; Influenza. O Ministério da Saúde reforça que as baixas coberturas vacinais nessas regiões representam alto risco para a saúde pública, pois a população se expõe a possíveis epidemias e surtos, com consequentes prejuízos para a comunidade e sobrecarga nos serviços de saúde.

A meta é atualizar a situação vacinal da população, de todas as faixas etárias, residente nos municípios brasileiros ou estrangeiros que estiverem no Brasil, considerando todas as vacinas orientadas no Calendário Nacional de Vacinação e vacina Covid-19 e, com isso, evitar novos casos e a reintrodução de doenças imunopreveníveis em território nacional.

Flashes

Hoje, vamos ter a escolha da Miss Earth 2022, no Cassino Resort Okada Manila em Parañaque, nas Filipinas. O Brasil será representado por Jéssica Pedroso.

As terapeutas Ula Franco e Marinela Rezende, promovem hoje, às 18h30, na Clínica Beleza Natural UM, o workshop “Ciclo de beleza nutritiva: o poder de se nutrir com o que é natural e ativar a autoestima”.

A FPS inaugura hoje, na Imbiribeira, o Centro de Atenção e Aprendizagem Interprofissional em Saúde, para atender e acompanhar pacientes. Na coordenação a doutora Reneide Muniz.

Eliane e Rubens Mesquita movimentaram, sábado, o encontro Os Poderosos, no seu apartamento da Madalena. Os convidados levaram leite para doação as crianças carentes.

Nos Bastidores da Política

Com o objetivo de combater a precariedade menstrual, o Ministério da Saúde lançou, quarta-feira, a portaria que institui incentivo financeiro para o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual. A iniciativa assegura a oferta e a distribuição gratuita de absorventes higiênicos para cerca de 4 milhões de adolescentes e mulheres em 3,5 mil municípios brasileiros no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

A primeira-dama Michelle Bolsonaro e o ministro Marcelo Queiroga (Foto: Julia Pado)

O evento contou com a participação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, da primeira-dama, Michelle Bolsonaro; da Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto; da senadora do Distrito Federal, Damares Alves; da vice-presidente do CONASEMS, Cristiane Pantaleão; além da presença do Secretário de Atenção Primária a Saúde, Raphael Câmara e do Diretor do departamento dos Ciclos da Vida (SAPS), Walter Palis Ventura.

 

Nos Bastidores da Política

O Brasil foi avaliado como o segundo país do mundo com a mais alta maturidade em governo digital. O reconhecimento foi divulgado, semana passada, pelo Banco Mundial, por meio do estudo GovTech Maturity Index 2022, um índice que analisa o processo de transformação digital do serviço público em 198 economias globais. Neste cenário, o Brasil teve o maior avanço entre as nações avaliadas, subindo cinco posições em relação ao ranking divulgado em 2021, passando do sétimo para o segundo lugar e tornando-se líder em governo digital no Ocidente.

O Ministério da Saúde iniciou, sexta-feira, a distribuição de um milhão de doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, contra Covid-19 a todo Brasil. Essa remessa é destinada para crianças com idade entre três e menores de cinco anos em todo o país. A previsão é que essa distribuição para todos os estados e Distrito Federal seja concluída até o início desta semana. Assim como ocorre com os imunizantes destinados a todos os públicos, as vacinas serão distribuídas de maneira equânime e proporcional entre todas as unidades da federação, levando em conta a população nesta faixa etária.