Fernando Machado

Blog

Tag salões

Rita de Cássia vence o Miss Pernambuco de 1981

Rita de Cassia Spencer Pedrosa e Ana Lúcia Caldas de Souza (Foto: Acervo de RCSP)

Há 40 anos, acontecia nos salões do Clube Internacional do Recife, a escolha de Miss Pernambuco de 1981, o primeiro depois do Diário de Pernambuco ter deixado de patrocinar. O apresentador foi A coordenadora foi a Miss Pernambuco de 1980, Ana Lúcia Caldas de Souza. Participaram do concurso 8 candidatas. A vencedora foi Rita de Cássia Spencer Pedrosa de São Benedito do Sul, em 2º lugar ficou Elizabete Dantas da Cruz Gouveia da Telpe e em 3º lugar Virginia Helena Gomes da Silva (Náutico). A Miss Simpatia foi Silvana Brandão da Silva de Arcoverde.

O Top 3: Rita de Cássia, Elizabete Cruz Gouveia e Virginia Helena Gomes (Foto: Acervo de RCSP)

Miss Pará, Mara Ferraz desfilou na passarela e recebeu uma joia de Demazinho Gomes. No júri presidido por João Alberto, estavam Helena Pessoa de Queiroz, Cristina Victor, Marta Henriques, Silvia Pontual, Maria Adélia Correa, Renée Nelb Jardim, Dirce Sales, Sandra Gil Rodrigues, Ricardo Costa Pinto, Gino Perrelli, Manoel Cordeiro Campos, Otacílio Venâncio, Tancredo Albuquerque e Djalma Rodrigues.

Paulo Marques quando entrevistava as misses (Foto: Acervo de RCSP)

As participantes foram Silvana Brandão da Silva (Arcoverde), Márcia Maria Rodrigues da Silva (Clube da Aeronáutica), Edjane Maria da Silva Melo (Colégio Walt Disney), Maria do Rosário Barros de Carvalho (Grupo Teatral de Boa Viagem), Virginia Helena Gomes da Silva (Náutico), Rose Mary de Freitas Santos (Palmares), Rita de Cássia Spencer Pedrosa (São Benedito do Sul) e Elisabete Dantas da Cruz Gouveia (Telpe). Desistiram: Jaqueline do Rêgo (Caruaru) e Maria Rejane de Lima (João Alfredo).

Virginia Helena Gomes da Silva (Foto: Acervo de VHGS)

Jerusa Farias vence o Miss Pernambuco de 1969

Maria Eunice Mergulhão depois de ter passado a faixa para Jerusa (Foto: Arquivo)

Amanhã fará 51 anos, que Maria Jerusa Farias, de Belo Jardim, era eleita Miss Pernambuco de 1969. A vencedora, que usou um modelo azul by Marcilio Campos, tinha 1m69 de altura, 57,9 cm de busto, 66 cm de cintura e 98,5 de quadris. Maria Eunice foi coroada pela Miss Pernambuco de 1968, Maria Eunice Mergulhão. A festa aconteceu nos salões do Náutico. No 2º lugar ficou Luzinete Sobral e em 3º lugar Verônica Wanderley. O concurso foi apresentado por Carmem Towar e Albuquerque Pereira.

Jerusa Farias com o vestido usado no concurso e no trono (Fotos: Divulgação)

A animação ficou por conta da cantora Nadja Maria e da Orquestra de José Menezes. A Miss Simpatia foi Elma Moraes de Goiana. Socorro Costa, Miss Paraíba de 1969, prestigiou o concurso. No júri estavam Hilton Mota, Dorival Carvalho, Arnaldo Baldini, Heleno Castelar, João Antero de Carvalho, Maria Helena Pessoa de Queiroz, Lais Esponsel, Tinane Almeida e Lea Pabst Craveiro.

As candidatas ao Miss Pernambuco de 1969 (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Participaram do concurso 14 candidatas: Rosilda Duarte (Palmares), Elma Moraes (Goiana), Verônica Wanderley (Garanhuns), Aldaci Freire (Jaboatão), Iedja Maria da Silva (America), Helena Flório Queiroz (Moreno), Márcia Marafante (Clube das Águias), Sonia Maria Vasconcelos (Náutico), Maria das Neves Santos (Gravatá), Luzinete Sobral (Caruaru), Maria Jerusa Farias (Belo Jardim), Rosane Oliveira (Português), Vera Lucia Queiroz Barros (Vitória de Santo Antão) e Maria do Carmo Velez (Catende).

Dione Oliveira vence o Miss Pernambuco de 1959

Dione Oliveira, Hemê Pessoa e Mariluce Cavalcanti de Albuquerque (Foto: Acervo do blog)

Há 59 anos, Dione Brito de Oliveira, Miss Clube Intermunicipal de Caruaru, era eleita nos salões do Clube Português do Recife, Miss Pernambuco de 1959, sendo coroada pela Miss Pernambuco de 1958, Sônia Maria Campos. Em segundo lugar ficou Mariluce Cavalcanti de Albuquerque, do Clube Português e em terceiro lugar Maria Edilene Torreão do Clube Náutico Capibaribe. Esta última representando o Santa Cruz foi eleita Miss Pernambuco de 1960.

As candidatas na passarela de maiô (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Essa comissão julgadora escolheu Dione Oliveira (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Dione Oliveira usou um modelo assinado pelo estilista Marcilio Campos. A Mariluce Cavalcanti de Albuquerque desfilou com um modelo de Victor MoreiraMarly Monford, seria a candidata de Gravatá, mas não participou, assim como Talita Ireni Vieira de Menezes, representante dos funcionários da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Dione, Maria Edilene Torreão, Dione Oliveira, Mariluce Cavalcanti Albuquerque e Dione (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Participaram ainda do concurso Nelly Limeira (Cabanga), Josefina Barreto (Aero Clube), Maria Lúcia Duarte (América) e Ana Lucia Cordeiro (Atlântico Olindense). A comissão julgadora foi composta do deputado Tabosa de Almeida, coronel Álvaro Ferraz, senhora Penha Emerenciano, senhorita Célia Vasconcelos, professor Lourival Vilanova, o advogado Alfredo Vieira de Melo, o teatrólogo Alfredo de Oliveira, além das senhoras Marcos Fonseca e Fernando Bandeira de Mello.

Dione Oliveira e Sônia Maria Campos (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Dione Brito de Oliveira tinha 1m66 de altura, 92 cm de busto, 56 cm de cintura, 92 cm de quadris e 58 cm de coxa. Mariluce Cavalcanti de Albuquerque tinha 1m65 de altura, 95 cm de busto, 66 cm de cintura, 98 cm de quadris e 58 cm de coxa. Maria Edilene Torreão tinha 1m69 de altura, 91 cm de busto, 62 cm de cintura, 96 cm de quadris e 59 cm de coxa. Informação importante nenhuma era genérica, ou seja, elas não passaram por bisturis. Era o tempo das misses de verdade.

Terezinha Frazão é Miss Pernambuco de 1962

Maria Lucia Santa Cruz e Terezinha de Castro Frazão num passeio de lancha (Foto: O Cruzeiro)

Há 58 anos, nos salões do Clube Internacional Terezinha de Castro Frazão, do Clube Português, do alto dos seus 1m69 de altura, dos seus 59 quilos e dos seus 20 anos, era eleita Miss Pernambuco de 1962. Os apresentadores foram Hilton Gomes e Heloisa Helena. O estilista Marcilio Campos vestiu Terezinha FrazãoEutália Figueiredo e Francy França, já Victor Moreira grifou os modelos de Lucilde Carlos Mendonça e Vera Lucia Bezerra.

Terezinha de maiô e Terezinha entre Eutália Figueiredo e Vera Lucia Bezerra (Fotos: JC e O Cruzeiro)

Participaram do concurso seis candidatas: Terezinha de Castro Frazão (Português), Maria Eutália Figueiredo (Líbano), Vera Lucia Bezerra (Náutico), Lucilde Carlos Mendonça (Internacional);  Marly dos Santos Alexandre (Atlético Clube de Amadores) e Francy França (Monte Real). Amélia Reis e Eneida Costa (América) desistiram de participar do concurso. Lucilde no dia 29 de fevereiro de 1968 suicidou-se, na Igreja de Piedade, por que tinha acabado o noivado com Fernando Sá Albuquerque.

Eutalia, Maria Lúcia, Terezinha, Francy e Vera Lucia (Foto: Jornal do Commercio)

A comissão julgadora foi formada por Iolanda Costa e Silva (mulher do general Arthur da Costa e Silva e foi primeira dama do Brasil), Lotinha Pessoa de Queiroz, Roberto Pessoa, Nelson Dias, Jordão Emerenciano, Álvaro Ferraz, os cônsules Eugene Areas (Estados Unidos) e Yoshito Saito (Japão). O primeiro lugar foi para a alagoana Terezinha Frazão, o segundo para Maria Eutália Figueiredo e o terceiro para Vera Lucia Bezerra. No ano seguinte Vera foi eleita Miss Pernambuco.

Lucilde, Eutalia, Marly, Terezinha, Vera, Eneida e Francy um dia antes do concurso (Foto: Diário de Pernambuco)

Terezinha foi coroada por Maria Lucia Santa Cruz, Miss Pernambuco de 1961. Miss Brasil de 1955, Maria Emilia Correia Lima, ao lado do marido coronel pernambucano Wilson Santa Cruz, foi uma presença de destaque na noite da beleza pernambucana. Também estava por lá a Miss Paraíba de 1962, Eneida Vieira. Era a época dos anos dourados dos concursos de Miss Pernambuco que lotavam os clubes e chegou um momento que eles foram para o Geraldão.

Lucilde, Eutália, Marly, Terezinha, Eneida Costa e Francy (Foto: Diário de Pernambuco)

  • 1 2 4