Fernando Machado

Blog

Tag restauração

Reabertura do Teatro do Copacabana Palace

Carlos e Beth Serpa (Foto: Divulgação)

Após uma restauração moderna, cheia de detalhes artesanais e de alta tecnologia, o Teatro do Hotel Copacabana Palace, do grupo Belmond, abriu suas cortinas para o primeiro espetáculo desde sua reforma. Na estreia na noite de sexta-feira, o teatro recebeu convidados para um pocket show com apresentações musicais diversas, que agradaram a todos os gostos. O evento reuniu nomes do entretenimento, teatro, televisão, turismo, hotelaria e autoridades.

Gloria Maria, Antonio Negreiros, Narcisa Tamborindeguy e Ulisses Marreiros (Foto: Divulgação)

Com direção artística de Cássio Vieira e Direção Musical e Regência de Pricila Bomfim, o Concerto de Gala da reabertura teve início com apresentações de Música Clássica e performances com Árias de Ópera. O espetáculo se encerrou com o gênero Teatro Musical, que trouxe animação com luzes e dança, acompanhadas de jazz e rock. O evento contou ainda com um jantar sob comando do chef Nello Cassese, Ristorante Hotel Cipriani.

Os irmãos Luisa e Miguel Thiré (Foto: Divulgação)

Ao som da banda Jazz com Bossa, a experiência gastronômica começou com um “duo de salmão e spicy manga” de entrada, seguido do “filé mignon, com batata Anna, cogumelos e trufa” como prato principal. Para terminar, o chef preparou de sobremesa uma deliciosa receita de “framboesa, figo e chocolate branco”. Todos os participantes do evento apresentaram seu comprovante de vacinação na entrada.

Luis Fernando Coutinho, Paula Braun, Matheus Solano e Liege Monteiro (Foto: Divulgação)

Noticias de Sergipe

A Secretaria de Estado da Cultura trabalha em um projeto de resgate e restauração de uma série de painéis do artista sergipano Leonardo Alencar, falecido em outubro deste ano. Nesta semana, o secretário Irineu Fontes visitou o antigo Restaurante Catavento, anexo à antiga Associação Atlética de Sergipe. O trabalho do artista é composto por xilogravuras em preto e branco, que serviam para a decoração do teto e colunas do local. Não será surpresa que as peças sejam expostas na Biblioteca Pública Epifânio Dória.

O Arquivo Público de Aracaju está com novo endereço, ou seja, na Rua Estância, 36, em frente à Funcaju, no centro da capital sergipana. Essa mudança foi uma forma de melhor acomodar o acervo e dar mais conforto aos pesquisadores. Nele é possível ter acesso a jornais, periódicos, projetos arquitetônicos (a exemplo dos mapas feitos por um dos maiores arquitetos de Aracaju, Osires Rocha), além de mais de 12 mil fotografias dos bairros e principais avenidas de Aracaju.

Notícias de Sergipe

O Governo de Sergipe, por intermédio da Secretaria de Cultura, continua no investimento na estruturação dos espaços culturais. Depois da restauração do Museu Histórico de Sergipe e da reforma e modernização do Teatro Atheneu, agora é a vez do Complexo Cultural Gonzagão receber melhorias que serão viabilizadas por meio da parceria com o Ministério da Cultura.

A secretária Eloísa Galdino explica que no total serão investidos R$ 405.364,21 provenientes de convênio firmado com o Ministério da Cultura. Após a reforma, a população sergipana, em especial a comunidade do conjunto Augusto Franco, será beneficiada com um espaço totalmente renovado.

Notícias da Alemanha

Após dois anos de obras de restauração e ampliação, o prédio do Goethe-Schiller Archive, em Weimar, datado de 1896, reabriu suas portas ao público. Para Bernd Neumann, Secretário alemão de Cultura, a reabertura do local representa uma grande passo na implementação do plano diretor Kosmos Weimar, projeto que tem por objetivo desenvolver e dar uma nova cara à paisagem de museus da cidade e do seu entorno.

Plantas de assoalho aberto e uma decoração minimalista não são populares entre os alemães. Um novo estudo descobriu que a maioria prefere estar aconchegada – e não na moda. Segundo a pesquisa conduzida pelo Instituto Emnid, o gosto dos alemães mudou muito pouco ao longo das últimas cinco décadas. Enquanto arquitetos e designers de interiores defendem grandes espaços e áreas de vivência combinadas com áreas de trabalho, os alemães não se prestam a essas inovações.