Fernando Machado

Blog

Tag presidente

Nos bastidores da política

O senador José Sarney não sabia que entrava uma ajuda de habitação (quando não teria direito), no seu contracheque. Depois vieram as nomeações de seus parentes em atos que não eram publicados no Diário Oficial. E agora é a filha, a governadora Roseana Sarney se descobre que o pagamento do seu mordomo (12 mil reais) era com verba do Senado. E não vai dar em nada.

Até quando meu Deus esses escândalos vão continuar no cenário político brasileiro? Por muito menos do que isso os caras pintadas foram às ruas pedindo o impeachment de Fernando Collor. Ao invés disso o presidente Lula sai em defesa do presidente do Senado.

Perguntar não ofende: Por que o governador Eduardo Campos nunca convida a cronica social para os jantares do Palácio do Campo das Princesas? Ele precisa de mídia e nós de notícias para o dia a dia. Os governadores de outros estados não oferecem um jantar ou almoço para uma autoridade sem convidar os colunistas sociais da terra. Quem sabe no final do governo Eduardo Campos se redima deste pecado.

Nos bastidores da Política

A presidente das Filipinas, Gloria Arroyo, e a embaixadora daquele país no Brasil, Teresita Barsana, são aguardadas com expectativa pelo presidente do Tecon-Suape, Sergio Kano, por ocasião da inauguração do novo pátio de armazenagem, dia 23 de junho.

O prefeito do Recife, João da Costa, recebeu, ontem, pela manhã, em seu gabinete, o diretor do Banco Mundial para a América Latina, Makhtar Diop, acompanhado de outros executivos do Banco. No encontro foram discutidos projetos executados pela Prefeitura do Recife que têm o financiamento do Banco Mundial, como o Prometrópole, que visa à urbanização e saneamento da zona Norte da Cidade, e o projeto Capibaribe Melhor.

O governador Eduardo Campos cometeu muitas injustiças nas promoções da PMPE, divulgada ontem. Entre elas não ter promovido a coronel o tenente-coronel Ricardo Holanda. Sempre foi primeiro de turma em todos concursos que participou na Corporação. Foi justo em promover a coronel Fátima Sabino e Heitor Luna, a tenente-coronel Clênio Magalhães, a major Waldenise Salvador e Walter Benjamim Filho.

De volta para o passado

heron-domingues
Há 85 anos, nascia no Rio Grande do Sul, o radialista Heron Domingues, que morreu no dia 10 de agosto de 1974.

cristina-tavares-correia
Há 75 anos, nascia em Pernambuco, a deputada Maria Cristina Tavares Correia, que morreu no dia 23 de fevereiro de 1992.

Há 63 anos, casavam-se na Matriz de São José, Iracema e o compositor Luiz Bandeira.

Há 55 anos, casavam-se Ieda Arcoverde e Augusto Lucena.

Há 35 anos, morria o presidente Eurico Gaspar Dutra, que nasceu no dia 18 de maio de 1889.

Há 10 anos, morria no Rio de Janeiro, a aviadora Anésia Machado, que nasceu no dia 5 de junho de 1904.

Há cinco anos, morria no Rio de Janeiro, a cantora e violonista Rosinha Valente, que nasceu no dia 30 de julho de 1941.

Há cinco anos, morria nos Estados Unidos, o cantor Ray Charles, que nasceu no dia 23 de setembro de 1930.

Nos bastidores da política

Enquanto o presidente da França, Nicolas Sarkozy, fez questão de participar da cerimônia religiosa realizada na Notre Dame, em Paris, pelas vítimas do avião da Air France, o presidente Lula não teve o mesmo gesto de solidaridade. Simplesmente, não compareceu a cerimônia realizada ontem, na Candelária.

O Democratas nas Ruas foi recebido ontem na Câmara Municipal de Timbaúba com elogios públicos às ações dos governos Jarbas e Mendonça e críticas ao governo Eduardo feitas por Maria Gildete da Silva, integrante do PT no município. Ao pedir a palavra, Gildete disse que é petista de carteirinha, mas que a prática dos Governos de Jarbas e Mendonça em ações sociais como a Fundac e programas como Leite de Pernambuco quebraram o velho paradigma entre direita e esquerda.

mendoncinha-daniela-leite
Mendonça Filho quando falava em Timbauba (Foto: Daniela Leite)

A deputada Terezinha Nunes apresentou projeto que propõe a obrigatoriedade de pintura dos prédios públicos nas cores branca e azul, destacadas na bandeira de Pernambuco. Com isso, além de facilitar a identificação de tais imóveis, haverá um estímulo à cidadania e serão evitados gastos desnecessários com a pintura dos prédios públicos a cada troca de governo.