Fernando Machado

Blog

Tag presidente

Nos bastidores da Política

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a lei que dispõe sobre ações emergenciais e temporárias destinadas ao setor de eventos para compensar os efeitos decorrentes das medidas de combate à Covid-19 e institui o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos e o Programa de Garantia aos Setores Críticos.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, afirmou que a pandemia reforçou a importância da cooperação entre os países para enfrentar os grandes desafios globais durante o VI Fórum Multissetorial sobre Ciência, Tecnologia e Inovação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, quarta-feira. Promovido pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, o fórum virtual teve como tema Ciência, tecnologia e inovação para uma recuperação sustentável e resiliente da Covid-19 e caminhos eficazes de ação inclusiva para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O Ministério da Educação lançou, quarta-feira, o Relatório de Atividades: Ações do MEC em Resposta à Pandemia de Covid-19, que apresenta de forma consolidada a abrangência das ações realizadas durante o ano de 2020. O objetivo do Relatório é informar a administração do Governo Federal e toda a sociedade acerca das ações empreendidas pelo MEC em resposta à pandemia de Covid-19 para mitigar seus efeitos no sistema educacional brasileiro. Em conjunto com o Relatório, o MEC lança o Painel Coronavírus: Monitoramento na Rede Federal de Educação, que fornece informações em tempo real sobre as ações e o funcionamento das Instituições Federais de Ensino durante a situação de emergência em saúde da Covid-19.

O impacto fiscal das medidas de enfrentamento da Covid-19 no Brasil foi de R$ 549,8 bilhões, em 2020. Em função dos gastos extraordinários para enfrentamento da pandemia, a despesa atingiu o patamar de 26,1% do PIB. Os dados são do Ministério da Economia, passados à IXX reunião da Comissão Temporária Covid-19 do Senado Federal, pelo secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues.

Bolsonaro inaugura a Ponte do Abunã

O presidente Jair Bolsonaro entregou sexta-feira a Ponte do Abunã, na BR-364/RO, uma reivindicação histórica da população de Rondônia e do Acre. A obra passa a ligar os dois estados e será fundamental para integração com o resto do Brasil. No futuro, a ponte também fará parte do caminho que vai interligar o Brasil ao Oceano Pacífico. Localizada no encontro dos rios Madeira e Abunã, no distrito de Vista Alegre do Abunã (RO), região pertencente ao município de Porto Velho, a ponte tem 1.517 metros de extensão e recebeu investimentos de mais de R$ 160 milhões.

Bolsonaro posa com as autoridades locais e os funcionários da obra (Foto: Anderson Riedel/PR)

Essa ponte tem 1.527 metros de extensão (Foto: Divulgação)

O ministro Tarcisio de Freitas, do Ministério da Infraestrutura, lembrou que a previsão é que mais de 2 mil veículos cruzem a ponte todos os dias. Desde a abertura da BR-364/RO, entre Rio Branco e Porto Velho, na década de 1980, a travessia sobre o Rio Madeira é feita por balsas, sendo que o trajeto entre as margens do rio leva, em média, duas horas (entre a espera e a travessia). Com a conclusão da obra, será possível cruzar o Madeira em menos de cinco minutos. Até a inauguração da obra os caminhoneiros desembolsavam até R$ 200 para ir de uma margem à outra do rio.

Nos Bastidores da Política

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou a Medida Provisória nº 1.047, que restabelece medidas excepcionais para aquisição de bens, contratação de serviços – inclusive de engenharia– e insumos destinados ao enfrentamento à Covid-19. A maior parte das medidas constava nas Leis nº 13.979/2020 e nº 14.065/2020, cujo período de vigência expirou em 31 de dezembro de 2020. Com a MP, o governo federal pretende garantir que bens, serviços e insumos destinados ao enfrentamento da pandemia da Covid-19 estejam disponíveis no local e hora certos, para manutenção das atividades indispensáveis ao atendimento das necessidades da população, de forma diligente e racionalizada, mediante a congregação de iniciativas. Também visa promover o combate à situação de emergência em saúde, com o correspondente potencial de refazimento econômico.

O BNDES terá uma nova rodada de suspensão temporária de pagamentos de empréstimos, cumprindo sua missão de apoiar as empresas brasileiras para superar a crise. Desta vez, os beneficiados serão todos os micro e pequenos empreendedores, dos mais diversos setores econômicos, que obtiveram financiamento do BNDES por meio de instituições financeiras credenciadas. Em abril, o Ministério da Saúde distribuiu mais de 3,6 milhões de unidades de medicamentos de Intubação Orotraqueal (IOT) para todos os estados brasileiros. Até o momento, essa foi a maior distribuição de medicamentos hospitalares realizada pela pasta em um único mês, desde o início da pandemia da Covid-19.

Flashes

Será inaugurada hoje, pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Tarcisio de Freitas, a Ponte sobre o Rio Xingu, que nasce no Mato Grosso e vai até o Pará.

O presidente Jair Bolsonaro fez questão de receber no aeroporto Robson Nascimento de Oliveira, que estava preso na Rússia.

Nesse friozinho a melhor pedida é comer um fundue. Os molhos artesanais do La Maison Restaurante são fantásticos. Peça no fone 81.98362.0416.

Os engenheiros Fábio Fernandes da Silva, Roberto Quirino de Oliveira e Márcia Matos Carneiro foram palestrantes, ontem, pelo Dia do Cartógrafo.

O santeiro Newton Alves que partiu ontem (Foto: Fernando Machado)

Uma noticia triste, morreu ontem, o artista plástico Newton Alves. Suas esculturas sacras eram lindas. Ele nasceu na Paraíba, mas era radicado em Olinda.

A L’Oréal Brasil anuncia Erika Rosental, atual Gerente da área de Comunicação da Divisão de Luxo, como a nova gerente de Media & Influence.

A partir de segunda-feira, a bancada do Jornal da Manhã – 2ª edição da Jovem Pan, contará com a jornalista Mariana Fanti ao lado de William Travassos.

Para o Dia das Mães, o Shopping ETC homenageia a Supermãe, mostrando histórias de mães que são exemplos. O NAAC, APAF, Projeto Anjos, abraçaram a ideia.