Fernando Machado

Blog

Tag Porto

Nos Bastidores da Política

Segundo balanço divulgado segunda-feira, pelo Ministério da Infraestrutura, em 2021 o Governo Federal entregou 108 obras públicas, 2.050 quilômetros de rodovias renovadas, executou R$ 5,5 bilhões na modernização de todos os modais de transporte e contratou mais R$ 37,6 bilhões da iniciativa privada para investimentos, nos próximos anos, em ferrovias, aeroportos, rodovias, portos e hidrovias. De janeiro a dezembro, foram 2.050 quilômetros de rodovias pavimentadas, duplicadas ou recuperadas, superando os 4,1 mil quilômetros somados desde 2019.

Vinte e dois aeroportos da Infraero foram arrematados em leilões muito bem-sucedidos e vão receber pelo menos R$ 6,1 bilhões em investimentos privados. Portos já não são mais gargalos para o escoamento da produção, o fomento à cabotagem deu passos importantes com a aprovação do BR do Mar e um novo marco regulatório lançado em setembro já demonstra ser uma revolução para as ferrovias brasileiras.

Fatos Diversos

Um lembrete, hoje, para Sou Porto de Galinhas Sunset, que acontecerá no Vivá Porto de Galinhas, realizado pelo Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau, cujo presidente é Eduardo Tiburtius e pela Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas leia-se o presidente Massimo Pellitteri.

Termina hoje I A Quarta Parede, em São José dos Campos, SP, iniciativa que enfatiza a importância da presença feminina na indústria audiovisual brasileira, em especial das profissionais que ficam atrás das câmeras e nem sempre são apresentadas ao público. Théo Grahl foi um dos idealizadores da mostra.

Nos Bastidores da Política

O Governo Federal realizou, ontem, o maior arrendamento portuário da história do Brasil. Foram leiloados dois terminais destinados à movimentação de granéis líquidos: um no Porto de Santos (SP) e um no Porto de Imbituba (SC). O leilão garantiu mais de R$ 700 milhões de investimentos e R$ 558,4 milhões em outorga. A Petrobras conquistou o terminal STS08A, em Santos, com oferta de outorga de R$ 558,25 milhões. Ao longo dos 25 anos de contrato, está prevista a construção de mais dois berços de atracação. O terminal será responsável por movimentar mais de 140 milhões de toneladas de petróleo e seus derivados, garantindo o abastecimento de toda a região de atuação.

O Aeroporto Internacional do Recife contará com obras de ampliação e reforma nos próximos meses. O contrato para a realização das intervenções foi assinado ontem pela Aena Brasil, administradora do terminal, e faz parte do contrato de concessão realizado pela empresa junto a Agência Nacional de Aviação Civil, vinculada ao Ministério da Infraestrutura. O pacote de melhorias inclui aumento das pontes de embarque e capacidade operacional, incremento das áreas de pista, táxi e pátio de voo, entre outros. A expectativa é de que as obras já comecem no início do ano e sejam concluídas em 2023. Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, as obras realizadas pela concessionária impactarão diretamente no turismo do estado e do país, já que a ampliação do espaço implica em um maior número de voos e de turistas na região.

De Volta ao Passado

Há 100 anos, chegava ao Recife, a bordo do Minas Gerais, o dramaturgo Renato Vianna.

Há 95 anos, nascia na Bahia, o artista plástico Genaro de Carvalho, que morreu no dia 2 de julho de 1971.

Há 90 anos, Edwiges Sá Pereira tomava posse como presidente da Federação Pernambucana para o Progresso Feminino.

Há 65 anos, nascia em Pernambuco, a executiva Maria Dulce Coelho Coutinho, que morreu no dia 8 de julho de 2019.

Há 60 anos, atracava no nosso porto, o Iate Calypso de Jacques Cousteau.

Há 15 anos, morria nos Estados Unidos, o ator Jack Palance, que nasceu no dia 18 de fevereiro de 1919.