Fernando Machado

Blog

Tag policia

Noticias do Ceará

No dia 16 de julho, o cantor e compositor fortalezense Rhamys, de 21 anos, lançou nas plataformas digitais seu single de estreia, Malibu, via do selo Cri Du Chat e distribuído pela Universal Music. A canção, produzida por Wide Open Mind, ganhou clipe que foi apresentado, ontem, ao público. O jovem talento mistura música eletrônica, r&b, hip hop e dance music, resultando em uma música essencialmente pop. Malibu é o primeiro de 12 singles do artista cearense. Confira no https://youtu.be/abtrH47-8s8.

O cantor Rhamys (Foto: PauloXFilm)

A Polícia Civil do Ceará prorrogou para o dia 2 de agosto a inscrição do concurso para os cargos de escrivão e inspetor. As inscrições, no valor de 150 reais, podem ser feitas no site do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional, banca examinadora do certame. Os cargos possuem a remuneração inicial de R$ 3.732,86. A carga horária é de 40 horas semanais. A discriminação fica por conta da cota de 20% para pessoas negras. Perguntar não ofende: Capacidade tem cor e sexo?

Noticias de Sergipe

O Movimento Polícia Unida escolheu o Dia do Amigo, dia 20 de julho, para homenagear todos os membros das forças policiais de Sergipe que morreram em razão da profissão. Mesmo debaixo de muita chuva, a Praça Fausto Cardoso ficou pequena para a emoção que tomou a todos que foram prestigiar os colegas vitimados fatalmente. Familiares dos homenageados também compareceram ao ato e somaram forças ao movimento.

Além de enaltecer os colegas, a Solenidade das Cruzes visou também lembrar a sociedade do perigo iminente que todo policial e bombeiro correm diariamente. Risco ampliado durante a pandemia, quando esses profissionais permaneceram trabalhando durante todo o tempo. O evento faz parte de uma sequência de atos aprovados na Assembleia Geral do Movimento Polícia Unida que tem como pauta o adicional de periculosidade.

Com alguns amigos perdidos durante o exercício da profissão, o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe, Isaque Cangussu, ressaltou a importância de homenagear os colegas que faleceram precocemente em razão da escolha de vida profissional.

Noticias de Sergipe

A Assembleia Geral do Movimento Polícia Unida contou com a adesão de centenas de profissionais de segurança pública de Sergipe, todos em prol da luta constitucional pelo adicional de periculosidade. Na tarde de quinta-feira policiais civis, policiais militares e bombeiros militares votaram e deliberaram as próximas ações do Movimento e o estado de alerta foi decretado. A assembleia que tinha o objetivo de decidir conjuntamente os próximos passos do movimento pelo direito ao adicional de periculosidade recebeu uma resposta maior do que esperava.

O estado de alerta é um conjunto de medidas tomadas em circunstâncias que implicam a prontidão dos meios de proteção civil e das forças e serviços de segurança. Com a aprovação na assembleia de hoje, os policiais civis e militares e bombeiros militares permanecem em alerta para agir na hora que for necessário. “A assembleia superou toda e qualquer expectativa. A categoria atendeu prontamente o chamado, o que nos comunica que os colegas estão de fato engajados no movimento. É gratificante ver que os policiais e bombeiros sergipanos alcançaram essa maturidade política”, explica o presidente da Depol/SE, delegado Isaque Cangussu.

Nos bastidores da Política

Mais de 50 mil documentos de titularidade de terra, entre definitivos e provisórios, foram conferidos a famílias assentadas e ocupantes de áreas públicas federais no Pará. A entrega simbólica dos títulos ocorreu ontem, em cerimônia em Marabá (PA), com a participação do Presidente Jair Bolsonaro, e de ministros. Ao longo dos últimos dois anos, 50.162 documentos de títulos, sendo 47.234 da reforma agrária e 2.924 de ocupantes de glebas públicas federais foram emitidos pelas três superintendências regionais do Incra no Pará. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é o maior número dos últimos 20 anos no estado, que detém 13 milhões de hectares de áreas de assentamentos.

Operação interagências resultou na apreensão de droga e na prisão dos dois tripulantes da embarcação. A Marinha do Brasil e a Polícia Federal informam que, em coordenação com autoridades estrangeiras, interceptaram, quarta-feira, um veleiro carregado com haxixe, droga elaborada a partir da planta da maconha. A operação é decorrente da troca de informações entre as agências, a PF e o Centro Integrado de Segurança Marítima, da Marinha, com a identificação do transporte de haxixe em um veleiro que teria partido do continente europeu. Informa a Assessoria de Comunicação Social do Comando do 3º Distrito Naval.