Fernando Machado

Blog

Tag pesquisador

Flashes

O pesquisador Igor Cardoso está comemorando sua aprovação no Mestrado de História pela Universidade Católica de Pernambuco Parabéns!

O padre Evilásio Campelo de Medeiros gostou muito do Globo Repórter que foi retransmitido domingo. Este jornalista foi um dos participantes.

Na próxima segunda-feira, às 19h, na Basílica de Nossa Senhora da Penha, será oficiada a Missa de 7º Dia do empresário Domingos Moreira.

O comerciante Domingos Moreira (Foto: Fernando Machado)

Supera Ginástica para o Cérebro, de Boa Viagem, gerida por Andréa Negreiros, recebeu também o título de Equipe de Excelência.

Zé Renato Silva Filho vai apresentar seu Som de Zé Renato, no https://youtu.be/Tlwr83S6w0s, com Rui Ribeiro, Haideé Campelo e Beth Coelho.

A coach Nathiene Alencar ensina via o seu ikigai, filosofia japonesa que foca em identificar as coisas que você gosta de fazer e que dão prazer.

De Volta para o Passado

Há 90 anos, morria na Holanda, a grande bailarina Anna Pavlova, que nasceu no dia 12 de fevereiro de 1881.

Há 80 anos, nascia na Bahia, o escritor João Ubaldo Ribeiro, que morreu no dia 18 de julho de 2014.

Albuquerque Pereira e Floriza Rossi (Fotos: Divulgação)

Há 60 anos, Ericinio Marques divulgava os melhores de 1961 do Rádio e da TV. Diretor artístico Ruy Rezende; Garota Propaganda Floriza Rossi. Ator de TV Albuquerque Pereira. Produtor humorístico A. G. Mello Junior. Produtor de TV Amarílio Niceas. Apresentador Fernando Castelão. Homenagem especial F. Pessoa de Queiroz. Atriz de TV Arlete Sales. Suíte de TV Guilhermino Rubiano. Coreógrafo Walter Ribeiro e Câmara J. J. Passos.

Há 56 anos, se casavam na Igreja o Espinheiro, Ângela e Marcelo de Lucas Simon. A cerimônia foi conduzida pelo cônego Antônio Alves.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, o pesquisador Carlos Celso Cordeiro, que nasceu no dia 8 de outubro de 1943.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, a executiva Maria das Dores Perez, que nasceu no dia 9 de abril de 1950.

Gal Oppido expõe a Shunga

O fotógrafo ensaísta e expoente da arte contemporânea brasileira, Gal Oppido é um ávido pesquisador da arte erótica japonesa, Shunga. Em suas fotografias, aquarelas, xilogravuras, obras em suportes diversos, o corpo é fonte provedora de liberdade e sensualidade, inquietação e mistérios, tal qual um lugar a ser desbravado. Uma síntese inédita desta aproximação com a cultura japonesa pode ser vista na exposição Shunga: Serenos e Ofegantes, em cartaz até 20 de fevereiro na Galeria Lume, no Jardim Europa, em São Paulo.

Gal Oppido e uma das suas obras (Fotos: Divulgação)

Durante os quase três séculos do período Edo, o Japão vivia um momento de isolamento. Foi nesta época que nasceu Shunga, a arte erótica que trazia à sociedade uma espécie de cartilha sexual, com ilustrações dos mais diferentes ritos sexuais de características gráficas e cores vivas criadas pelos principais artistas deste período. Para Oppido, que teve o primeiro contato com Shunga no início da década de 1970, a arte vai muito além dos ritos sexuais. A exposição é proibida para menores de 18 anos.

Noticias da Paraíba

O Departamento de Química da Universidade Federal da Paraíba atuará no projeto Prospecção bio-guiada de fármacos antiCovid-19 a partir de plantas comestíveis e desenvolvimento de híbridos sintéticos com potencial antiviral para dar suporte na busca de fármacos contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2), por meio de plantas comestíveis.

De autoria do pesquisador da Universidade Federal de Santa Catarina, Antonio Luiz Braga, o projeto terá a atuação do Laboratório de Quimioinformática, do Instituto de Pesquisa em Fármacos e Medicamentos da UFPB, no desenvolvimento dos cálculos teóricos. Também há parceria com a Universidade Federal do ABC paulista.